Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Dólar

Dólar

Euro

Euro

Libra

Libra

Peso

Peso

Bitcoin

Bitcoin

Litecoin

Litecoin

Ripple

Ripple

Ethereum

Ethereum

Cotações do Dólar

Acompanhe as últimas Cotações do Dólar no Comercial, Paralelo, Turismo e PTax .

Efetue pesquisas de cotação utilizando o Histórico do Dolar com consultas que podem ser definidas por uma data ou período específico (máximo de 90 registros para usuários não cadastrados), permitindo uma análise detalhada de suas variações facilmente visualizáveis através de gráficos demonstrativos que exibem seu desempenho nos últimos 365 dias.

Últimas Cotações

  Variação Compra Venda
Comercial0.005 %R$ 3,78R$ 3,78

30/07/2019 às 00:00

Histórico do Dólar







Gráficos do Dólar

Últimos 7 dias

Alta: 3,78

Baixa: 3,77

Últimos 30 dias

Alta: 3,85

Baixa: 3,72

Últimos 100 dias

Alta: 4,10

Baixa: 3,72

Últimos 365 dias

Alta: 4,10

Baixa: 3,64

O dólar é a moeda mais influente e importante no mundo. Não é à toa que influencia diversos aspectos mercadológicos, investimentos e até o seu dia a dia, como veremos a seguir.

No momento em que uma pessoa decide comprar ação de uma grande empresa até quando vai viajar, ou mesmo nos preços do supermercado do seu bairro. Em todas essas situações a cotação do dólar pode impactar.

Por isso é tão importante estar atento às oscilações da moeda e por isso ela está presente diariamente no noticiário nacional. Saiba mais sobre o dólar e sua cotação!

Como funciona a cotação do dólar

A cotação do dólar nada mais é que o valor da moeda norte americana em relação a uma outra. Por exemplo, se a cotação estiver a R$4 (moeda brasileira), significa que US$1,00 (1 dólar) está valendo quatro reais. Por outro lado, R$1 (real) valerá US$0,25 (dólar). Mas, afinal, como esse valor é determinado?

Todas essas questões envolvendo câmbio, cotações e mercado internacional podem parecer complicadas. Mas, para entender o básico da cotação do dólar basta conhecer a lei da oferta e da procura. Quando a demanda é maior do que a oferta, os preços tendem a subir. Porém, quando a oferta é maior que a procura, os preços tendem a baixar! O valor do dólar, ou seja, a cotação do dólar, também varia de acordo com essa lógica.

Fatores econômicos e políticos de um país vão atrair ou afastar o capital estrangeiro (dólar), fazendo com que ele entre em maior ou menor quantidade. É nesse ponto que entra a lei da oferta e da procura definindo o valor da moeda para compra e venda. Mas não para por aí. O Banco Central (Bacen) pode intervir com práticas para equilibrar o valor de moeda caso julgue necessário.

Por exemplo, se o Bacen achar que o valor do dólar pode prejudicar a economia brasileira, ele está autorizado a realizar leilões e compras para interferir na demanda e oferta da moeda. Desta forma, o preço é impactado.

Você conhece os tipos de cotação do dólar?

Na hora de consultar a cotação do dólar você vai reparar que existem alguns tipos diferentes, como o dólar comercial e turismo. Se já viajou, talvez tenha reparado também que pagou mais caro pela moeda na casa de câmbio.

Isso acontece porque a cotação do dólar comercial é referente ao valor utilizado nas transações de importação e exportação, movimentações financeiras.

Já o dólar turismo, utilizado nas casas de câmbio e bancos, é mais caro devido aos custos que possibilitam que o dinheiro esteja em mãos: transporte, armazenagem, segurança etc.

Ainda há o dólar paralelo, cujo valor é resultante de compras e vendas em locais não autorizados pelo Banco Central. E os contratos futuros de dólar, que consistem em acordos de compra ou venda da moeda para um período futuro a uma cotação fixada.

Como o dólar impacta na sua vida

Fique sabendo que a cotação do dólar não é importante somente para quem vai viajar ou investe em capital estrangeiro. A relevância da moeda mundialmente é tamanha, que seu valor impacta em vários aspectos da nossa vida.

A maior parte das transações internacionais, como acordos de importação e exportação, são feitos em dólar. Várias relações podem ser traçadas entre o câmbio e os preços internos. Com isso, boa parte dos produtos que consumimos aqui no Brasil é impactado pela cotação da moeda norte americana, direta ou indiretamente.

Podemos pensar em importados, como celulares, cosméticos, alimentos etc. Até o pão da padaria na sua esquina, cuja matéria prima para fabricação também é influenciada. Também são impactos o preço do combustível, a geração de empregos, a inflação e, é claro, os seus investimentos.