Início Notícias Finanças Pessoais Dia da mulher: veja dicas para conquistar sua independência financeira

Dia da mulher: veja dicas para conquistar sua independência financeira

0
Mulher usando notebook para ler livros sobre finanças
5
(4)

Nesta terça-feira, 08, é comemorado o Dia Internacional da Mulher. E uma das maiores dificuldades do sexo feminino é conseguir a tão sonhada independência financeira.

Isso ocorre porque as mulheres ainda recebem menos que os homens, quando o assunto é desigualdade salarial. E essa afirmação foi comprovada por uma pesquisa realizada em fevereiro de 2021 pela agência de empregos Cathos.

De acordo com a pesquisa, as mulheres que ocupam o mesmo cargo que os homens recebem até 34% menos do que eles. Quando a comparação é realizada em funções como gerente e direto, a diferença é de 24%.

Uma outra pesquisa, realizada pelo IBGE, mostrou que em 2018 o rendimento médio das mulheres com idade entre 40 e 49 anos era de R$2.199. Enquanto os homens da mesma idade tinham rendimento que chegava a R$2.935. 

Vale ressaltar que os valores ficavam mais próximos quando a faixa etária era menor, como por exemplo entre 25 e 29 anos. Nesse caso, a média salarial das mulheres era de R$1.604 e a dos homens de R$1.846.

É preciso lembrar ainda que isso acontece não por má vontade de trabalhar mas, sim, por diversos fatores, como a culpa em sair de casa e não cuidar dos filhos e o abuso psicológico exercido pelo marido.

O empoderamento feminino ajuda na independência financeira

Muitas mulheres têm dificuldade de conseguir a independência financeira por estarem em relacionamentos abusivos. Uma vez que mesmo sofrendo com essa situação, dependem economicamente dos maridos ou namorados. 

O que também acontece nos casos de violência doméstica. E é o empoderamento feminino que pode ajudar essas mulheres a saírem dessa situação, ao procurar ajuda seja de especialistas quanto de amigos.

+ Livros de Finanças para mulheres: veja as opções e aprenda mais

Essas mulheres acabam se tornando dependentes financeiramente por diversos fatores. Como por exemplo, a culpa de sair de casa e não cuidar dos filhos, além do abuso psicológico sofrido por parte do cônjugue.

E para sair dessa situação é importante procurar por ajuda e conversar com outras pessoas sobre o assunto.

Independência financeira como saída para diminuir a violência doméstica

A independência financeira da mulher também pode refletir muito em um relacionamento, principalmente quando ele é do tipo abusivo e chega ao ápice da violência doméstica.

Muitas mulheres decidem permanecer com esses cônjuges por falta de opção e medo, e isso pode ser gerado pela dependência financeira que elas têm de seus parceiros.

Além disso, muitos homens podem usar esse fator como desculpa ou pressão psicológica para manter as companheiras por perto. Isso tem crescido nos últimos anos e é um cenário comum em relacionamentos das mais variadas classes econômicas.

Mesmo em 2022 as mulheres ainda ganham menos que os homens

De acordo com um levantamento realizado pelo Senado e divulgado em 2021, houve um aumento no índice de mulheres que declararam ter sofrido algum tipo de violência doméstica em seu relacionamento. 

A pesquisa revelou que 27% das mulheres dizem já ter sofrido algum tipo de agressão por um homem. O aumento é de 4% na percepção das mulheres sobre a violência em relação à edição anterior.

Vale ressaltar que essa pesquisa é realizada a cada dois anos.

Outra informação importante que o estudo nos mostra é que para 71% das entrevistadas, o Brasil é um país muito machista. E 68% das brasileiras conhecem uma ou mais mulheres vítimas de violência doméstica ou familiar.

Além disso, especialistas apontam que a ligação afetiva e medo de represálias por parte do agressor impedem as possíveis denúncias.

Entre os motivos está a dependência financeira. Os homens que sustentam os relacionamentos acabam intimidando suas parceiras e elas se sentem cada vez mais vulneráveis a permanecer. 

No entanto, as possibilidades de começar a ter a própria renda são grandes e as mulheres podem enxergar cada vez mais uma luz no fim do túnel para ter a sonhada independência financeira.

4 opções para mudar de vida e começar a independência financeira

O medo de entrar no mercado de trabalho é normal e comum, ainda mais para quem nunca teve a chance da primeira experiência. 

Até mesmo para quem já trabalhou, essa ansiedade é normal pois se afastar das atividades profissionais gera uma barreira e medo do que esperar das possíveis novidades.

É notório que as chances estão cada vez mais difíceis e o ingresso está limitado a quem tem formação e experiência. Mas, não há porque desanimar. É possível, sim, iniciar e dar a volta por cima com habilidades pessoais ou com materiais que você pensa que não tem mais utilidade.

Caso tenha tempo disponível e a vontade de ganhar o próprio dinheiro, a sua independência financeira pode se tornar realidade, algumas opções são:

Reforço escolar

Essa é uma opção que muitas mães buscam ainda mais nessa época de volta às aulas. Ter com quem deixar o seu filho para ajudar nas atividades escolares é primordial.

Muitas das vezes os responsáveis não tem tempo de ensinar seus filhos. Mas, se você tem esse tempo, pode usar isso a seu favor e começar a ganhar o próprio dinheiro. É preciso apenas comprometimento e esforço para ajudar com excelência.

Serviços de beleza

Se você tem habilidade para fazer unhas, cabelos e/ou maquiagens, pode usar isso também a seu favor. Comece a praticar em pessoas próximas, assistir tutoriais na internet e despertar esse talento que pode existir em você.

+ Como ganhar dinheiro como manicure

É uma boa forma de ter uma renda extra e começar uma independência financeira.

Gastronomia

Caso seu talento seja mais na parte gastronômica, na cozinha, é possível também investir nisso. Veja dicas de como dar aquele up nos pratos que mais tem especialidade, se é doce ou salgado.

Você pode começar a vendê-los em eventos informais e depois aumentar a demanda com o tempo e retorno.

Brechó

O brechó é também uma forma de iniciar a vida financeira. Todo mundo tem e conhece alguém que também tem aquela peça de roupa ou calçado para rodar.

Você pode organizar semanalmente ou mensalmente brechós na comunidade ou locais privados para fazer uma renda inicial. Veja exemplos de pessoas que já realizam essas ações e como funciona. Você pode ainda usar das redes sociais para divulgar o seu trabalho.

Dicas para as mulheres se tornarem investidoras

Uma forma de conquistar a independência financeira é investindo, o que muitos homens já costumam fazer. Se você é mulher e quer entrar nesse mercado também, veja algumas dicas que podem te ajudar.

Realize um planejamento financeiro

É importante ter em mente o valor que você pode guardar e o quanto pode gastar. Por isso, veja o dinheiro que entra e quais são as despesas fixas e variáveis para saber exatamente com o que o seu dinheiro é gasto. 

Para realizar esse planejamento, utilize aplicativos, planilhas e até mesmo um caderno. Anote todos gastos, mesmos pequenos que você não iria considerar, como por exemplo uma água.

É dessa forma que será possível ver onde dá para economizar e onde não dá. E o valor poupado você poderá usar para investir.

Acabe com as dívidas 

Se você tem dívidas, procure não fazer mais nenhuma e pagar as que já existem. É importante quitar essas contas em atraso e ter o controle delas. Tente entrar em acordo com as empresas credoras e solicite um desconto.

Depois disso, reserve uma quantia para investir. Não precisa ser um valor muito alto, pode ser 5%, 10% ou 20% do seu salário. O resto do dinheiro você pode utilizar para sair e pagar despesas que surgirem.

Tenha uma reserva de emergência 

Se você quer investir, precisa ter em mente que o seu primeiro foco deverá ter uma reserva emergencial. Isso porque como todo investidor, você também precisará estar preparada caso apareça qualquer eventualidade.

Os especialistas recomendam que a sua reserva emergencial seja o valor equivalente de seis meses das suas despesas mensais.

Diversifique seus investimentos

O segredo das grandes investidoras é que elas diversificam os seus investimentos. E você não pode ser diferente, certo?

Vale lembrar que ao realizar a diversificação você terá mais segurança e irá gerar um fluxo de caixa para a sua carteira de investimentos.

Uma dica é utilizar os rendimentos para reinvestir. Isso porque o objetivo definido por você ficará mais próximo.

Gostou do conteúdo? Compartilhe com uma mulher para que ela também possa conquistar a independência financeira!

O que achou disso?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Seja o primeiro a avaliar este post.

O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui