Início Notícias Empreendedorismo Negócios em alta: confira mais de 20 ideias para empreender em 2021!

Negócios em alta: confira mais de 20 ideias para empreender em 2021!

1
Desenho mostra homem subindo escada até o topo
4.1
(12)

Uma das primeiras coisas que quem pensa em empreender busca saber é: quais são os negócios em alta. Mas muito mais do que uma lista de ideias genéricas, entender quais são as tendências do mercado é fundamental para direcionar o empreendimento corretamente.

Neste artigo, FinanceOne lista mais de 20 ideias de negócios (digitais e não digitais) que são tendência em 2021 e que devem se manter em alta em 2022. Contudo, antes de partir para isso é essencial falar sobre o cenário do país.

Entender o contexto é o que vai te ajudar a não somente pegar uma ideia pronta de qual tipo de empresa abrir, mas também saber adaptar essa ideia aos seus objetivos, capital e à comunidade onde está inserido.

Dito isso, quem quer empreender precisa saber que o cenário pós-covid será completamente diferente do mercado tradicional que conhecemos. E não é difícil entender essas mudanças, pois elas já estão acontecendo.

A começar pela questão digital.

O setor de tecnologia cresceu drasticamente por conta das novas demandas de serviços prestados remotamente; o home office deixou de ser uma utopia e se consolidou como um dos modelos de trabalho mais utilizados; e as transações online de modo geral (vendas, serviços, bancárias etc) expandiram.

Logicamente, essa expansão do mercado digital impactou até mesmo quem tem negócios “offline”. Mesmo para o dono de uma lojinha pequena ou para o padeiro, estar presente no ambiente digital nunca foi tão crucial.

A partir dessa visão, fica mais fácil projetar quais rumos o mercado vai tomar nos próximos anos e fazer um bom plano de negócio. Tendo entendido isso, é hora de conhecer quais são as tendências de empreendimento.

Confira 26 ideias de negócios em alta

O sonho de se tornar empreendedor sempre foi algo muito presente na cultura brasileira, mas está crescendo ainda mais com o desemprego e a pandemia. De acordo com o Governo Federal, estima-se que 600 mil novos empreendimentos são abertos por ano.

Pensando nisso, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), elaborou uma lista com mais de 20 ideias de negócios em alta. São tendências pensadas para o ano de 2021, mas que devem seguir populares no próximo ano.

Mas antes de partir para a lista, é importante destacar que o primeiro passo é decidir o ramo de atuação.

Lembre-se que escolher aleatoriamente uma área sobre a qual você não tem nenhum conhecimento pode tornar o processo ainda mais desafiador.

Então dê preferência para empreendimentos em que você tenha algum nível de conhecimento. E depois aprofunde esses conhecimentos sobre o nicho, claro.

Lojas de animais, venda de produtos de beleza e farmácias estão entre os negócios em alta

Confira as 26 ideias de negócio em alta:

  1. Distribuidora de bebidas
  2. Loja de animais/Pet Shop
  3. Escritório de consultoria
  4. Frete e transporte de pequenas cargas
  5. Loja de produtos naturais
  6. Centro de estética
  7. Loja de cosméticos e perfumaria
  8. Hamburgueria
  9. Produção de alimentos congelados
  10. Padaria
  11. Fornecedor de refeições em marmita
  12. Bar
  13. Representante comercial
  14. Papelaria
  15. Adega
  16. Loja de açaí
  17. Pizzaria
  18. Lanchonete
  19. Empresa de reciclagem
  20. Salão de beleza
  21. Loja de materiais de construção
  22. Clínica de saúde
  23. Drogaria/Farmácia
  24. Sorveteria
  25. Sex Shop
  26. Micro cervejaria

Conheça outras tendências de negócios online para

Como bem destacado no início do artigo, mais do que nunca o mercado digital se apresenta como uma grande oportunidade. Pois está crescendo, se desenvolvendo e a demanda não para de aumentar.

Mas falar em mercado digital não é o suficiente para dar um norte a quem quer empreender na internet. Afinal, são inúmeras as possibilidades que a rede oferece para quem quer abrir uma empresa.

No entanto, existem algumas atividades específicas que têm se destacado. Podemos citar:

Marketing de afiliados

Essa é uma estratégia de marketing digital na qual o empreendedor (afiliado) pode divulgar um produto de outra empresa em troca de uma comissão sobre a venda realizada.

Essas vendas podem ser realizadas por meio de links, em sites, nas redes sociais etc. Muitas pessoas usam essa estratégia como fonte de renda extra, mas há também quem consiga viver disso.

Lojas virtuais

Vender online tem se mostrado um negócio em alta e não é de hoje. Com o passar dos anos, só aumentam as projeções de vendas virtuais tanto de grandes quanto de pequenos negócios.

Porém se engana quem pensa que loja virtual significa ter um site. Essa é uma possibilidade, mas é possível vender nas redes sociais ou até em plataformas especializadas nisso, como Shopee e Mercado Livre.

Esse tipo de empreendimento pode ser bem mais barato do que abrir uma loja física.

Consultoria digital

Se você entende de marketing digital, essa é uma boa oportunidade para empreender. Com a expansão das demandas online, esse serviço tem sido bastante demandado por outros empreendedores.

A consultoria funciona com os mesmos parâmetros de outros trabalhos de consultoria, ou seja, ela tem o objetivo de orientar o cliente na criação de estratégias para o seu próprio negócio.

Produção de conteúdo

Blogueiro, youtuber, influenciador digital, tiktoker, instagrammer, redatores. Todos esses são profissionais que produzem conteúdo. Prova de que é possível fazer isso dos mais variados jeitos: desde vídeos nas redes sociais até textos em sites mais sérios.

A maior parte dos empreendedores que atuam com isso são jornalistas ou da área de Marketing. Mas é possível estudar a respeito e ingressar nessa área mesmo sem uma graduação.

O empreendedor pode produzir conteúdo para terceiros (seja de forma fixa ou como freelancer) ou investir em uma plataforma própria para produzir seu conteúdo. Neste segundo caso, ele pode adotar estratégias como o marketing de afiliados para lucrar.

Infoprodutos

Os infoprodutos são itens que podem ser comercializados e consumidos de forma online. Eles podem existir nos mais variados formatos, como áudio, vídeo, texto e imagem.

Geralmente são cursos, seminários, e-books, treinamentos e até mesmo programas de computador. Mas o diferencial desse tipo de produto é que ele pode ser baixado pelo usuário ou consultado online.

Você sabe cozinhar? Faça um e-book de receitas e venda online. É um profissional da área de moda? Produza um curso a respeito e comercialize em uma plataforma online. É assim que funciona na prática.

Gostou dessas dicas de negócios em alta? Comece agora mesmo a estudar sobre o seu nicho, faça um plano de negócios e tenha sucesso! Compartilhe o conteúdo com seus amigos empreendedores!

O que achou disso?

Média da classificação 4.1 / 5. Número de votos: 12

Seja o primeiro a avaliar este post.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui