Imóveis comerciais tiveram rendimento de 4,35% no primeiro trimestre

Imóveis comerciais tiveram rendimento de 4,35% no primeiro trimestre

A taxa de retorno total dos imóveis comerciais no primeiro trimestre deste ano foi 4,35%, em relação ao trimestre anterior, de acordo com os números do Índice Geral do Mercado Imobiliário – Comercial (IGMI-C), divulgados hoje (4) pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), da Fundação Getulio Vargas (FGV). Na composição do índice, a taxa de retorno de renda referente ao período foi 2,74% e a de capital atingiu 1,61%.
Na comparação com o primeiro trimestre de 2011, o IGMI-C registrou uma taxa anual de retorno de 17,38%. A de retorno de renda ficou em 11,51% e a de capital, em 5,41%. De acordo com a pesquisa da FGV, os resultados do primeiro trimestre de 2012 mostram estabilidade do retorno de renda e uma recuperação do retorno do capital, se comparados à desaceleração do crescimento observada nos primeiros três meses de 2011.
Calculado a partir de uma amostra com informações referentes a 301 imóveis, o IGMI-C é um índice trimestral de rentabilidade do mercado brasileiro de imóveis comerciais. O objetivo do indicador é retratar da forma mais abrangente a evolução da valorização dos preços e dos rendimentos desse segmento em todo o Brasil.
Todos os estados do país estão representados na pesquisa, mas com maior concentração em São Paulo (37%) e no Rio de Janeiro (26%).

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
04/05/2012 11:33:44

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Bovespa recua nesta sexta-feira seguindo as bolsas externas

Bovespa recua nesta sexta-feira seguindo as bolsas externas

A Bolsa de Valores de São Paulo operam em queda no final da manhã desta sexta-feira, acompanhando as principais bolsas externas, com investidores avaliando os dados de criação de emprego no EUA mais fracos do que o esperado.

No cenário local, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que ao permitir a continuidade da queda das taxas de juros, as mudanças na remuneração da poupança estimularão a concorrência entre as instituições financeiras.
Ao explicar a nova fórmula de cálculo do rendimento, ele declarou que os fundos de investimento terão de reduzir a taxa de administração para manter os clientes.Segundo estimativas apresentadas pelo ministro, em um cenário em que a taxa básica de juros (Selic) estiver em 8% ao ano, a poupança renderá 5,6% ao ano e um fundo de investimento com taxa de administração de 0,5% do valor investido pagará 5,7% no mesmo período. Caso a taxa de administração seja maior, no entanto, os fundos renderão menos que a poupança. A simulação leva em conta um fundo que paga 100% da variação da Selic e paga Imposto de Renda.
Na média do trimestre terminado em abril de 2012, o Índice de Confiança do Comércio (ICOM) da Fundação Getulio Vargas recuou 4,4% em relação ao mesmo período do ano anterior. Em março, na mesma base de comparação, a queda foi ligeiramente superior (-4,3%). O Indicador Trimestral de abril ficou em 126,8 pontos, contra 132,7 pontos do mesmo período do ano passado, resultado que sinaliza um quadro de lenta recuperação do setor.
 
O Indicador Serasa Experian de Perspectiva do Crédito ao Consumidor recuou 0,4% em março de 2012, atingindo o patamar de 100,1. Apesar da recente sequência de quedas mensais, o indicador ainda prevalece acima do nível 100, o que mostra que as concessões de crédito aos consumidores deverão continuar evoluindo em 2012, porém num ritmo mais lento que em 2011.
 
No final da manhã desta sexta-feira, o Ibovespa recuava 0,72% com 61.658 pontos.
 
Confira o gráfico:
 


Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
04/05/2012 11:17:15

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Novas regras da poupança estimularão concorrência entre os bancos, avalia Mantega

Novas regras da poupança estimularão concorrência entre os bancos, avalia Mantega

(Ag. Brasil) – Ao permitir a continuidade da queda das taxas de juros, as mudanças na remuneração da poupança estimularão a concorrência entre as instituições financeiras, disse ontem (3) o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Ao explicar a nova fórmula de cálculo do rendimento, ele declarou que os fundos de investimento terão de reduzir a taxa de administração para manter os clientes.

Segundo estimativas apresentadas pelo ministro, em um cenário em que a taxa básica de juros (Selic) estiver em 8% ao ano, a poupança renderá 5,6% ao ano e um fundo de investimento com taxa de administração de 0,5% do valor investido pagará 5,7% no mesmo período. Caso a taxa de administração seja maior, no entanto, os fundos renderão menos que a poupança. A simulação leva em conta um fundo que paga 100% da variação da Selic e paga Imposto de Renda.
“Os fundos terão de reduzir a taxa de administração para manter os clientes caso os juros básicos continuem a cair”, avalia o ministro. Segundo ele, quando o Banco Central (BC) reduziu a Selic para 8,75% ao ano, em meados de 2010, os bancos tiveram de se adaptar à concorrência.
Para o ministro, a mudança na caderneta também estimulará a redução do custo do crédito em geral. “Minha expectativa é que os bancos, ao captarem poupança a um custo menor, poderão liberar empréstimos também a custos menores. Os bancos querem atrair clientes e, para isso, precisam reduzir o custo financeiro. Essa queda de parte [da remuneração] da poupança vai propiciar recursos para os bancos emprestarem a juros menores”.
O critério atual de remuneração da poupança – de 6,17% ao ano mais variação da Taxa Referencial (TR) – vai ser substituído pela variação da TR mais 70% da Selic, quando a taxa básica de juros chegar a 8,5% ao ano ou menos. Atualmente, a Selic está fixada em 9% ao ano.
A alteração valerá apenas para os depósitos feitos a partir da edição da medida provisória. Assim, quem tem uma caderneta de poupança terá o saldo corrigido de duas formas: pelo rendimento tradicional, para o dinheiro guardado até hoje e pela nova regra, para os futuros depósitos.
A mudança na remuneração da poupança vai permitir que o governo continue a baixar os juros sem que os grandes investidores se sintam estimulados a migrar para a poupança e deixem de comprar títulos públicos. Também ampliará o alcance da política monetária, à medida que os aplicadores se sentirão estimulados a guardar dinheiro na poupança quando o BC aumenta os juros básicos e a gastar recursos da caderneta em momentos de queda da Selic.
A dívida pública é uma prática essencial na administração das contas do governo. Por meio da emissão de títulos públicos, o governo pega recursos emprestados de investidores para honrar compromissos de curto prazo. Em troca, o Tesouro Nacional compromete-se a devolver o dinheiro, acrescido de alguma correção, que pode ser definida com antecedência (no caso dos títulos prefixados) ou seguir a Selic, a inflação ou o câmbio.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
04/05/2012 07:02:39

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Gilberto Carvalho defende mudanças na poupança para manter trajetória de redução de juros

Gilberto Carvalho defende mudanças na poupança para manter trajetória de redução de juros

(Agência Brasil) O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse hoje (3) que mudanças nas regras de remuneração da poupança são importantes para criar condições para que os juros continuem baixando.
“É importante criar as condições para continuarmos podendo baixar os juros e poder continuar financiando a produção em condições adequadas. Esse é o nosso objetivo central”, disse após participar da cerimônia de posse do ministro do Trabalho, Brizola Neto.
Ao longo do dia, a presidenta Dilma Rousseff tem reuniões com empresários, sindicalistas e com o conselho político que reúne líderes da base aliada. A expectativa é que Dilma e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, apresentem a eles as propostas de mudanças para a remuneração da poupança.
Questionado se há uma batalha no governo contra os juros, o ministro disse que não se trata de batalha, mas de um processo de indução. “Não tem batalha. Tem uma discussão, tem um processo forte e importante para criar bases. Não tem puxão de orelha, não tem guerra, tem um processo de indução, de discussão, que é importante para o país.”
Sobre a reivindicação dos sindicalistas de isenção de uma parcela do imposto de renda sobre a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) recebida pelos trabalhadores, o ministro disse que o governo não dará uma resposta na reunião de hoje. “Infelizmente, ontem, nós não tivemos condição de fazer a discussão, então não sai a [decisão sobre a] PLR hoje”, explicou.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
03/05/2012 14:26:12

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Dilma afirma que Brasil está na contramão do quadro de desemprego enfrentado pelos ricos

Dilma afirma que Brasil está na contramão do quadro de desemprego enfrentado pelos ricos

Ao dar posse hoje (3) ao ministro do Trabalho, Brizola Neto, a presidenta Dilma Rousseff disse que o Brasil está na “contramão” do que chama de “quadro sombrio” do desemprego e precarização do trabalho enfrentado pelos países desenvolvidos.
“Apesar dos impactos inevitáveis da crise internacional, o Brasil passa por um período de expansão do emprego. Trata-se de um contraste gritante em nosso favor quando se compara com situação vivida pelas economias desenvolvidas”, disse durante o discurso.
Dilma atribuiu esse movimento inverso do Brasil a uma nova forma de conceber o desenvolvimento com estabilidade macroeconômica, garantido por meio do compromisso sistemático com o controle da inflação e dos esforços para manter a robustez fiscal do país.
A presidenta disse ainda que o Brasil tem três grandes problemas para serem solucionados. A redução das taxas de juros para níveis compatíveis com o praticado no mercado internacional, tema que tem se tornado recorrente nos seus discursos, foi o primeiro citado.
Em seguida, acrescentou o segundo item da lista tratando do câmbio. “Queremos que o nosso câmbio não seja objeto de políticas monetárias expansionistas que, de forma artificial, sobrevalorizem a moeda brasileira e tornem, também de forma artificial, nossos produtos pouco competitivos, a chamada  amarra do câmbio”.
O terceiro tema relacionado por Dilma Rousseff entre os três grandes problemas que o Brasil precisa resolver foi a elevada carga tributária, prometendo que “também queremos que o país tenha impostos mais baixos”.
No discurso, a presidenta Dilma lembrou que superar essas amarras não é um processo que se dá de forma rápida. Ela ainda citou a capacitação dos trabalhadores como fator importante para fazer o crescimento do emprego e da renda no país avançar.
O nome de Brizola Neto foi anunciado pelo Palácio do Planalto na última segunda-feira (30) para assumir o ministério do Trabalho. Aos 33 anos, ele é o mais jovem ministro do atual governo. Neto do ex-governador Leonel Brizola (que morreu em 2004), nasceu em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e está no segundo mandato como deputado federal pelo Rio de Janeiro.
Brizola Neto assume o cargo no lugar do interino Paulo Roberto Santos Pinto, que substituiu o então ministro Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, em dezembro de 2011.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
03/05/2012 14:26:12

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Receita faz operação para prender quadrilha que frauda IR

Receita faz operação para prender quadrilha que frauda IR

A Receita Federal, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal deflagraram hoje (3) a Operação Onça Preta, com o objetivo prender uma quadrilha acusada de fraudar declarações do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) na Bahia.
De acordo com a Receita Federal, em Brasília, estão sendo investigadas a prática de crimes como falsidade de documento público, uso de documento falso, formação de quadrilha, estelionato e crimes contra a ordem tributária. As irregularidades envolvem falsas declarações do IRPF e declarações do IR retido na fonte envolvendo prefeituras na Bahia. O prejuízo estimado aos cofres da União pode chegar a R$ 5 milhões.
Os contribuintes que enviaram a declaração irregular serão intimados pelo Fisco. Antes de serem notificados, podem, informou a Receita, corrigir as informações falsas prestadas, enviando as declarações retificadoras. Se as correções não forem feitas e o contribuinte chegar a ser notificado poderá responder administrativa e penalmente.
A Receita Federal usa cada vez mais a tecnologia da informação para preparar novas operações e coibir fraudes na declaração do IRPF. No mês passado, como resultado de cruzamento de dados, foram feitas operações de fiscalização no Paraná e no Distrito Federal.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
03/05/2012 11:22:29

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Intenção de compra das famílias volta a crescer, mostra pesquisa da Fecomercio-SP

Intenção de compra das famílias volta a crescer, mostra pesquisa da Fecomercio-SP

(Ag. Brasil) – A intenção de compra das famílias residentes na cidade de São Paulo voltou a crescer, em abril, diante do maior facilidade de acesso ao crédito com juros menores. É o que mostra a pesquisa Intenção de Consumo das Famílias (ICF), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP).

Em uma escala de 0 a 200 pontos, o índice atingiu 145,2 pontos em abril. O resultado é 2% superior ao registrado em março e 7,2% acima do verificado em igual mês do ano passado. De acordo com metologia da pesquisa, sempre que essa pontuação excede 100 pontos, a leitura que se faz do resultado é otimismo do consumidor.
No levantamento anterior, o ICF havia caído 5,2%. A alta de abril está associada a dois subcomponentes: Perspectivas de Consumo, com elevação de 10,6% ante março e de 13,4% sobre abril de 2011, e Nível de Consumo Atual, com expansão de 9,8% tanto na comparação com março quanto em relação a abril do ano passado.
O maior patamar foi alcançado no quesito Acesso a Crédito: 161,6 pontos, aumento de 2,6% no grau de satisfação. “O ânimo dos consumidores se deve à soma de uma série de fatores, entre eles, o esforço do governo na redução de juros dos bancos, bem como a tendência de o Banco Central em baixar a Selic. Medidas que significam o barateamento do dinheiro e beneficiam o consumo”, aponta a nota técnica da Fecomercio.
Entre os sete itens avaliados nas consultas feitas com 2.200 consumidores também foi constatada elevação de 1% no subcomponente Momento para Duráveis, com 151,1 pontos. De acordo com análise da Fecomércio, a tendência é manter em crescimento o desejo de comprar bens duráveis diante da decisão do governo federal de continuar com a política de redução do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) para a eletrodomésticos da da linha branca (fogões, geladeiras, máquinas de lavar, etc.).
“A maior facilidade na obtenção de crédito também colabora para o bom desempenho, uma vez que esses produtos com alto valor agregado normalmente são adquiridos com financiamento de médio e longo prazo”, destaca a nota técnica.
A pesquisa identificou ainda que, apesar da melhora no ânimo em geral, os entrevistados se mostraram em pouco mais inseguros do que em março no que se refere ao mercado de trabalho. O quesito Perspectiva Profissional teve uma redução de 3,7%, mas superou em 13,8% o resultado de igual mês em 2011. No item Emprego Atual, houve queda de 0,9% e em Renda Atual, de 1,9%.
Para os analistas da Fecomercio, porém, esses resultados não sinalizam um alerta porque o ritmo de inflação vem perdendo força e o nível de emprego continua elevado. Essas condições – aliadas à redução dos juros cobrados pelos bancos públicos, com efeito sobre as taxas das demais instituições – devem manter o ICF em alta nos próximos meses, preveem os economistas da entidade.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
02/05/2012 12:30:46

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Bovespa opera em queda na manhã desta quarta-feira após dados dos EUA

Bovespa opera em queda na manhã desta quarta-feira após dados dos EUA

A Bolsa de Valores de São Paulo opera em baixa nesta quarta-feira após a divulgação de dados desanimadores nos EUA.
 
O número de vagas criadas no setor privado em abril foi de 119 mil, informou nesta quarta-feira a consultoria ADP. O resultado veio abaixo do esperado, de +183 mil vagas no período.
O Departamento de Comércio dos EUA divulgou nesta quarta-feira que os pedidos de bens produzidos em fábricas nos EUA caiu 1,5% em março, registrando assim a maior queda em três anos. 
 
No cenário local, o IPC-S de 30 de abril de 2012 apresentou variação de 0,52%, 0,05 ponto percentual abaixo da taxa registrada na última divulgação. Com este resultado, o indicador acumula alta de 2,19%, no ano e 5,05%, nos últimos 12 meses.
Os contribuintes com direito à restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) podem receber o aviso da liberação do dinheiro por mensagem de texto enviada para o telefone celular, previamente cadastrado. O serviço está disponível para qualquer exercício desde 2008. De acordo com a Receita, a mensagem será remetida sempre que a restituição for disponibilizada para resgate.
Desta forma, no final desta manhã, o Ibovespa operava em queda de 0,10% aos 61.757 pontos,
Confira o gráfico:


Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
02/05/2012 11:46:48

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Contribuinte pode cadastrar celular para receber informações sobre restituição do IR

Contribuinte pode cadastrar celular para receber informações sobre restituição do IR

Os contribuintes com direito à restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) podem receber o aviso da liberação do dinheiro por mensagem de texto enviada para o telefone celular, previamente cadastrado. O serviço está disponível para qualquer exercício desde 2008. De acordo com a Receita, a mensagem será remetida sempre que a restituição for disponibilizada para resgate.
O contribuinte poderá cancelar ou alterar o número do celular para o recebimento da mensagem SMS. Para fazer o cadastro, o contribuinte deverá acessar o endereçohttp://www.receita.fazenda.gov.br/PessoaFisica/SMSRestituicao/Default.asp.
O primeiro lote de restituição está previsto para ser liberado no banco no dia 15 de junho, e o último, em 17 de dezembro. Ao todo, são sete lotes regulares. Normalmente, a consulta ao lote é liberada cinco dias antes de o dinheiro chegar à instituição financeira.
Caso o contribuinte não receba a notificação da restituição por SMS ou não consiga consultar o lote na página da Receita na internet deverá verificar o extrato disponível no Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte da Receita (e-CAC).
No mesmo endereço é possível descobrir erros ou irregularidades na prestação de contas com o Fisco. O próprio sistema apontará as divergências, que deverão ser corrigidas por meio de uma declaração retificadora.
Para quem perdeu o prazo, o sistema informatizado da Receita Federal passou a receber desde as 8h de hoje (2) as declarações. O programa gerador da declaração é o mesmo que já estava disponível na página da Receita antes do final do prazo. Ao contrário do ano passado, não será necessário instalar o aplicativo novamente no computador. O programa calcula a multa que é, no mínimo, R$ 165,74 para quem entregou com atraso. O prazo para a entrega do documento terminou na segunda-feira (30).

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
02/05/2012 09:51:48

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Aos 33 anos, Brizola Neto é o ministro mais jovem do governo Dilma

Aos 33 anos, Brizola Neto é o ministro mais jovem do governo Dilma

Aos 33 anos, Carlos Daudt Brizola, cujo nome político é Brizola Neto, é o mais jovem ministro do governo da presidenta Dilma Rousseff. Neto do ex-governador Leonel Brizola (morto em 1994), ele nasceu em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e está no seu segundo mandato como deputado federal pelo Rio de Janeiro.
“O nome que carrego é uma bandeira. É um símbolo para milhões de pessoas que sonham com um Brasil diferente, com um Brasil com justiça, com trabalho, com progresso para nosso povo. Defender este país é ser nacionalista; defender este povo é ser trabalhista. E lutar por isso a vida inteira, sem jamais esmorecer, é ser Brizola”, define-se o parlamentar em uma autobiografia publicada em seu blog na internet (http://www.tijolaco.com/).
Mesmo sem vencer as últimas eleições parlamentares, em 2010, Brizola Neto voltou à Câmara dos Deputados como suplente do deputado Sergio Zveiter (PSD). Ligado ao governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), Zveiter deixou a Câmara para assumir a Secretaria de Trabalho e Renda do Rio, cargo que anteriormente era ocupado por Brizola Neto.
Em 2009, Brizola Neto foi líder do PDT na Câmara. Na sua trajetória política, exerceu ainda o cargo de vereador pelo município do Rio de Janeiro, em 2004. No seu blog, ele diz que começou sua vida política, aos 16 anos, ao lado do avô.
Brizola Neto dedica boa parte dos textos publicados na internet para defender as investigações de irregularidades envolvendo o empresário de jogos ilegais Carlos Augusto Cachoeira, o Carlinhos Cachoeira. Além disso, ele apoia a candidatura do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, à reeleição e critica a imprensa, a qual considera tendenciosa.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
30/04/2012 14:48:15

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras