Bovespa avança 3,5% em busca de recuperação após despencar na sessão anterior

Bovespa avança 3,5% em busca de recuperação após despencar na sessão anterior

A Bolsa de Valores de São Paulo (BM&FBovespa) abriu os negócios hoje (9) em alta, em recuperação parcial às perdas sofridas na sessão anterior.

Ontem (8) – primeiro dia de operação após a agência de classificação de risco Standard & Poor’s rebaixar a avaliação de risco da dívida dos Estados Unidos – a Bovespa fechou o dia com forte queda, de mais de 8%, aos 48.668 pontos, o menor nível desde 2008.

Na rodada de hoje, destaque para alguns dados da economia norte-americana. Entre eles, a produtividade das empresas norte-americanas recuou 0,3% no segundo trimestre do ano, ao passo que os custos do emprego subiram mais do que a quantidade de produtos de bens e serviços. As informações são do Departamento de Trabalho do país.

Ainda hoje, investidores conhecerão a decisão do Fomc sobre a taxa de juros do país.

No Brasil, a expansão da atividade industrial em nível nacional nos primeiros seis meses de 2011 (1,7%) alcançou nove dos 14 locais pesquisados, com destaque para Espírito Santo (12,4%), único com crescimento de dois dígitos. Com taxas acima da média do país figuraram Goiás (3,6%), São Paulo (2,5%), Minas Gerais (2,3%), Rio de Janeiro (2,2%) e Rio Grande do Sul (2,1%). No desempenho positivo destes locais observa-se a maior presença de segmentos articulados à produção de bens de capital (para transporte e construção) e de bens de consumo duráveis (automóveis e celulares), além dos avanços nos setores extrativos (minérios de ferro), farmacêutico e de metalurgia básica. Os demais resultados positivos foram verificados no Paraná (1,6%), Pará (0,9%) e Amazonas (0,3%). Por outro lado, os locais que apontaram queda na produção nos seis primeiros meses do ano foram: Pernambuco (-4,2%), Santa Catarina (-4,4%), Bahia (-4,7%), região Nordeste (-5,2%) e Ceará (-10,7%).

Já a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas (caroço de algodão, amendoim, arroz, feijão, mamona, milho, soja, aveia, centeio, cevada, girassol, sorgo, trigo e triticale) indica produção da ordem de 158,8 milhões de toneladas, superior em 6,2% à obtida em 2010 (149,6 milhões de toneladas) e 1,7% menor do que a estimativa de junho. É o que indica a sétima estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) em 2011.

Neste momento, o Ibovespa, principal índice do mercado de ações do país, registra alta de 3,48%, aos 50362 pontos. Veja gráfico abaixo:

 



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
09/08/2011 11:25:17

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Dólar volta a abrir em alta e já atinge R$ 1,6240 nesta terça-feira

Dólar volta a abrir em alta e já atinge R$ 1,6240 nesta terça-feira

O dólar comercial opera em alta mais uma vez na manhã desta terça-feira, dia de divulgação de importantes dados da economia norte-americana, entre eles a decisão do Fomc.

Neste momento a moeda estrangeira é cotada com +0,74%, a R$ 1,6240. Veja gráfico abaixo:



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
09/08/2011 10:04:17

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Dólar fecha em alta de 1,64% a R$ 1,6120

Dólar fecha em alta de 1,64% a R$ 1,6120

Em um dia de bastante volatilidade nos mercados financeiros, o dólar comercial fechou a sessão desta segunda-feira com alta considerável, uma vez que os investidores estão buscando segurança em aplicações mais tradicionais. Com isso, a divisa ganhou 1,64% a R$ 1,6120. Confira o gráfico:



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
08/08/2011 16:45:40

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Dólar opera em alta e ameaça voltar aos R$ 1,60

Dólar opera em alta e ameaça voltar aos R$ 1,60

O dólar comercial opera em leve alta na manhã desta segunda-feira, dia de fortes perdas dos mercados acionários globais, em função do temor do agravamento da crise na Europa e nos EUA.

Neste momento, a moeda norte-americana avança 0,63%, e é cotada a R$ 1,5960. Veja gráfico abaixo:



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
08/08/2011 10:41:06

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Dólar comercial fecha em alta de 0,19% a R$ 1,5860

Dólar comercial fecha em alta de 0,19% a R$ 1,5860

O dólar comercial encerrou a jornada desta sexta-feira em leve valorização, em mais um dia de alta volatilidade para o mercado financeiro nacional. O Banco Central realizou duas operações para a compra da moeda, que encerrou com alta de 0,19% a R$ 1,5860. Confira o gráfico:



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
05/08/2011 16:45:39

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Dólar opera praticamente estável, cotado a R$ 1,5840

Dólar opera praticamente estável, cotado a R$ 1,5840

O dólar comercial opera em leve alta na manhã desta sexta-feira, dia de agenda cheia e divulgação de importantes dados da economia dos EUA.

Neste momento, a moeda norte-americana avança 0,06%, e é cotada a R$ 1,5840. Veja gráfico abaixo:



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
05/08/2011 10:10:53

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Dólar aproveita queda instalada global e avança, cotado a R$ 1,5730

Dólar aproveita queda instalada global e avança, cotado a R$ 1,5730

O dólar comercial opera em alta na manhã desta quinta-feira, dia de forte desvalorização dos mercados acionários globais, que operam pessimistas diante do cenário econômico mundial.

Neste momento, a moeda norte-americana avança 0,70%, cotada a R$ 1,5730. Veja gráfico abaixo:



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
04/08/2011 10:30:59

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







BC quer evitar que queda do dólar gere riscos para estabilidade econômica do país

BC quer evitar que queda do dólar gere riscos para estabilidade econômica do país

(Ag. Brasil) – O Banco Central (BC) tem tomado e continuará tomando medidas para evitar que a queda do dólar no país gere riscos para a estabilidade econômica. A informação é o presidente do BC, Alexandre Tombini, em entrevista ao programa Bom Dia, Ministro, produzido pela EBC Serviços em parceria com a Secretaria de Comunicação da Presidência da República.

Tombini destacou que o dólar está se desvalorizando não somente no Brasil, mas também em outros países como Chile, Canadá e Austrália. “Esse câmbio nos níveis de hoje não responde aos fundamentos da nossa economia, mas a esse processo de enfraquecimento global do dólar”, disse.

O presidente do BC enfatizou que o dólar “flutua  para os dois lados”, ou seja, para baixo e para cima. Por isso, ele ressaltou que é preciso cautela ao assumir despesas em dólar.

Tombini disse ainda que o governo tem tomado medidas para que o fluxo de capitais entre de forma moderada no país.

 



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
04/08/2011 09:43:07

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Dólar fecha em queda de 0,32% a R$ 1,5620

Dólar fecha em queda de 0,32% a R$ 1,5620

O dólar comercial encerrou a jornada desta quarta-feira com desvalorização. A moeda americana iniciou os negócios no vermelho, mas se recuperou no decorrer do dia. Com o tempo, a tendência de queda da divisa falou mais forte e, mesmo com a atuação de Banco Central, fechou com desvalorização de 0,32% a R$ 1,5620. Confira o gráfico:



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
03/08/2011 16:39:42

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Dólar opera em queda, cotado a R$ 1,5630

Dólar opera em queda, cotado a R$ 1,5630

O dólar comercial opera em baixa na manhã desta quarta-feira, dia de agenda cheia e alta tímida dos mercados acionários globais, que após baixa de ontem hoje voltam a operar no azul.

Neste momento, a moeda norte-americana ecua 0,26%, e é cotada a R$ 1,5630. Veja gráfico abaixo:

 



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
03/08/2011 10:02:25

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras