Câmbio – PEC, PIB dos EUA e balanços movimentam negócios com o dólar

Câmbio – PEC, PIB dos EUA e balanços movimentam negócios com o dólar


São Paulo, 24/10 (Enfoque) –

O dólar encerrou a terceira semana de outubro acumulando nova desvalorização, desta vez de 1% e encerrando assim negociado a R$ 3,1680. O cenário local positivo foi o que mais influenciou a queda no preço da divisa, em um período em que o Ibovespa teve ganhos de quase 4%.

Para a última semana do mês, o destaque fica para o início da temporada de balanços corporativos, além de importantes aspectos políticos tanto no cenário local, quando nos Estados Unidos, com a proximidade das eleições presidenciais.

Mercado Externo

A semana tem alguns indicadores de destaque que merecem a atenção do mercado como um todo. Além dos resultados trimestrais das empresas, o mercado terá conhecimento da primeira prévia do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre do ano. O indicador é o último grade que deve ser analisado pelo Fomc.

Mercado Interno

Os cinco dias que virão deve ser de bastante agitação na cena local. Entre os pontos que o mercado aguarda com ansiedade estão a ata da reunião do Copom, que mostrará como o Banco Central enxerga o atual momento, bem como importantes votações em Brasília, em especial da PEC do Teto. Atenção também para o balanço da Vale.

Swap

O Banco Central realiza nesta segunda-feira mais uma sessão de leilão de swap cambial reverso. A operação está marcada para as 9h30 e tem período de duração de 10 minutos. Ao todo, serão oferecidos até 5 mil contratos, com vencimentos em novembro e dezembro de 2016 e janeiro de 2017.

Reserva Cambial                 

As reservas cambiais do Brasil registraram na quinta-feira (20) posição consolidada de US$ 375.969 milhões, sendo que quarta-feira (19) a posição era de US$ 376.453 milhões. A variação foi negativa em US$ 484 milhões. Confira o gráfico:

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 24/10/2016 08:12:57







Câmbio – Cena local deve manter dólar em queda

Câmbio – Cena local deve manter dólar em queda


São Paulo, 18/10 (Enfoque) –

O dólar comercial encerrou a segunda-feira com leve alta, em dia positivo para o mercado de ações local por conta da valorização do petróleo e de um cenário interno positivo por conta do noticiário político-econômico.

A terça-feira é o primeiro dia de reunião do Comitê de Política Monetária do Banco Central, que deve reduzir a taxa de juros. Além disso, o mercado aguarda a divulgação de dados como das Vendas do Varejo.

Mercado Externo

O dia tem como destaque a divulgação do CPI e do índice de confiança do setor de construção de casas. A valorização do preço do petróleo contribui para o resultado de momento. O mercado aguarda a divulgação do Livro Bege, nesta quarta-feira.

Mercado Interno

A jornada de terça-feira deve ser mais uma vez de atenção a dados externos, com o preço do barril do petróleo, mas o cenário político deve manter o principal foco dos negócios. Entre os assuntos, destaque para a votação no Congresso do projeto de lei que tira a obrigatoriedade da Petrobras de participar dos projetos do pré-sal.

Swap

O Banco Central realiza nesta terça-feira mais uma sessão de leilão de swap cambial reverso. A operação está marcada para as 9h30 e tem período de duração de 10 minutos. Ao todo, serão oferecidos até 5 mil contratos, com vencimentos em novembro e dezembro de 2016 e janeiro de 2017.

Reserva Cambial                 

As reservas cambiais do Brasil registraram na sexta-feira (14) posição consolidada de US$ 375.715 milhões, sendo que quinta-feira (13) a posição era de US$ 3765.738 milhões. A variação foi negativa em US$ 23 milhões. Confira o gráfico:

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 18/10/2016 08:34:23







Câmbio – Vitória de Temer na votação da PEC do Teto deve manter dólar em queda

Câmbio – Vitória de Temer na votação da PEC do Teto deve manter dólar em queda


São Paulo, 11/10 (Enfoque) –

O dólar comercial teve perdas na jornada de ontem em meio a um cenário positivo na cena e externa e com menor volume de negócios devido a um feriado bancário nos Estados Unidos. Ao final do dia, a divisa encerrou a R$ 3,2030.

A aprovação em primeira votação na noite de ontem da PEC do Teto deve trazer uma maior confiança dos mercados para o governo do presidente Michel Temer, o que pode levar a divisa a uma nova queda. Por outro lado, como a vitória era apontada como certa, é possível que o resultado já estivesse precificado.

Mercado Externo

A terça-feira deve ser mais um dia de tranquilidade em Wall Street, que terá uma agenda sem grandes indicadores de destaque. Com isso, as atenções do mercado estão voltadas para a ata da reunião do Comitê de Mercado Aberto do Federal Reserve, o Fomc, que será divulgada na tarde de amanhã. .

Mercado Interno

A importante vitória do governo de Michel Temer na noite de ontem na Câmara dos Deputados ao conseguir aprovar em primeira votação da PEC do Teto, deve trazer uma maior confiança do mercado nas reformas que devem ser comandas nos próximos anos.

Swap

O Banco Central realiza nesta terça-feira mais uma sessão de leilão de swap cambial reverso. A operação está marcada para as 9h30 e tem período de duração de 10 minutos. Ao todo, serão oferecidos até 5 mil contratos, com vencimentos em novembro e dezembro de 2016 e janeiro de 2017.

Reserva Cambial                 

As reservas cambiais do Brasil registraram na sexta-feira (7) posição consolidada de US$ 375.992 milhões, sendo que quinta-feira (6) a posição era de US$ 376.373 milhões. A variação foi negativa em US$ 381 milhões. Confira o gráfico:

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 11/10/2016 08:06:10







Câmbio – PEC do Teto e ata do Fomc determinam rumos do dólar na semana

Câmbio – PEC do Teto e ata do Fomc determinam rumos do dólar na semana


São Paulo, 10/10 (Enfoque) –

O dólar comercial fechou a primeira semana de outubro acumulando importante queda, em um período marcado pelo otimismo dos investidores no mercado interno como o avanço da PEC do Teto e também com dados abaixo do esperado da economia americana.

Para esta semana, que será mais curta por conta do feriado de Nossa Senhora Aparecida, na quarta-feira, as atenções estarão voltadas para Brasília, onde deve acontecer a primeira votação da PEC do Teto. A expectativa é que o texto seja apreciado e votado já na segunda-feira. Uma importante vitória do governo dará sinais aos mercados da força de Michel Temer para comandar o ajuste fiscal.

Mercado Externo

A segunda-feira, apesar do feriado bancário americano, terá os mercados aberto. No entanto, o dia não terá indicadores divulgados. Além disso, a semana não reserva grandes indicadores, com o maior destaque ficando para a ata da reunião do Fomc.

Mercado Interno

Depois de uma semana positiva, com a alta do petróleo, dados pouco positivos da economia americana e também a cena política local, a semana que tem início deve ser marcada pela expectativa da aprovação da Proposta de Emenda Constitucional que vai limitar o teto dos gastos pelos próximos 20 anos.

Swap

O Banco Central realiza nesta segunda-feira mais uma sessão de leilão de swap cambial reverso. A operação está marcada para as 9h30 e tem período de duração de 10 minutos. Ao todo, serão oferecidos até 5 mil contratos, com vencimentos em novembro e dezembro de 2016 e janeiro de 2017.

Reserva Cambial                 

As reservas cambiais do Brasil registraram na quinta-feira (6) posição consolidada de US$ 376.373 milhões, sendo que quarta-feira (5) a posição era de US$ 377.718 milhões. A variação foi negativa em US$ 1,345 milhões. Confira o gráfico:

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 10/10/2016 08:10:42







Reserva Cambial – Posição consolidada em 30/9: US$ 377.797 milhões

Reserva Cambial – Posição consolidada em 30/9: US$ 377.797 milhões


São Paulo, 04/10 (Enfoque) –

As reservas cambiais do Brasil registraram na sexta-feira (30) posição consolidada de US$ 377.797 milhões, sendo que quinta-feira (29) a posição era de US$ 377.730 milhões. A variação foi positiva em US$ 67 milhões. Confira o gráfico:

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 04/10/2016 08:21:29







Câmbio – Dólar deve passar por ajuste após forte queda da véspera

Câmbio – Dólar deve passar por ajuste após forte queda da véspera


São Paulo, 04/10 (Enfoque) –

O dólar comercial fechou a segunda-feira com perdas expressivas, em um cenário que foi favorável aos negócios em meio às notícias dos planos do Reino Unido de deixar a União Europeia no até abril de 2017 e também com o resultado das eleições municipais no Brasil

Depois da forte queda de ontem, é esperado um ajuste natural na cotação da divisa, ao menos nos primeiros negócios da manhã. Sem grandes destaques na agenda econômica, os investidores devem permanecer em alerta em relação à saúde do Deutsche Bank.

Mercado Externo

Sem indicadores de destaque programados para a terça-feira, os investidores americanos seguem na expectativa dos dados do mercado de trabalho americano, que serão divulgados a partir de amanhã. Uma melhora substancial no quadro pode fomentar a queda dos juros na próxima reunião do Federal Reserve.

Mercado Interno

Depois de um resultado das eleições considerado favorável à economia pelo mercado, as atenções dos investidores voltam para o Congresso Nacional em Brasília. A expectativa é para a divulgação do texto da Proposta de Emenda Constitucional que limita os gastos públicos.

Swap

O Banco Central realiza nesta terça-feira mais uma sessão de leilão de swap cambial reverso. A operação está marcada para as 9h30 e tem período de duração de 10 minutos. Ao todo, serão oferecidos até 5 mil contratos, com vencimentos em novembro e dezembro de 2016 e janeiro de 2017.

Reserva Cambial                 

As reservas cambiais do Brasil registraram na sexta-feira (30) posição consolidada de US$ 377.797 milhões, sendo que quinta-feira (29) a posição era de US$ 377.730 milhões. A variação foi positiva em US$ 67 milhões. Confira o gráfico:

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 04/10/2016 07:58:47







Câmbio – Fala de Yellen pode pressionar dólar nesta quarta-feira

Câmbio – Fala de Yellen pode pressionar dólar nesta quarta-feira


São Paulo, 28/09 (Enfoque) –

O dólar comercial encerrou a sessão de ontem em queda, em dia que foi mais favorável aos negócios após uma segunda-feira de incertezas no cenário externo. Com isso, a divisa fechou o dia sendo negociada a R$ 3,2320.

Na jornada de hoje, as atenções estarão voltadas mais uma vez para a presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, que irá falar durante uma reunião do Comitê de Serviços Financeiros da autoridade monetária.

Mercado Externo

O destaque desta quarta-feira na agenda comercial será o indicador de pedidos de bens duráveis referente ao mês de agosto. A aposta do mercado é para uma queda de 1,9% no índice. Além disso, os analistas e investidores estarão atentos ao pronunciamento de Janet Yelle, titular do Fed.

Mercado Interno

Os dias que antecedem as eleições municipais são marcados por uma Brasília esvaziada, com a expectativa do mercado para a apresentação do texto da PEC do Teto Fiscal sendo apresentado na sexta-feira. O mercado pode receber com maus olhos a decisão do governo de adiar a divulgação do texto da proposta de reforma da Previdência.

Swap

O Banco Central anunciou que irá realizar nesta quarta-feira mais um leilão de swap cambial reverso, com duração de 10 minutos e marcado para ter início às 9h30. Serão ofertados até 5 mil contratos com vencimento em novembro ou dezembro deste ano, ou ainda em janeiro de 2017.

Reserva Cambial

As reservas cambiais do Brasil registraram na segunda-feira (26) posição consolidada de US$ 377.707 milhões, sendo que sexta-feira (23) a posição era de US$ 377.381 milhões. A variação foi positiva em US$ 326 milhões. Confira o gráfico:

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 28/09/2016 08:21:49







Câmbio – Dados dos EUA ditam rumos do dólar durante a semana

Câmbio – Dados dos EUA ditam rumos do dólar durante a semana


São Paulo, 26/09 (Enfoque) –

O dólar comercial encerrou a última semana acumulando queda de 0,8% cotado a R$ 3,2440. O período foi marcado pela expectativa e divulgação do resultado da reunião do Fomc. O comitê do Federal Reserve decidiu pela manutenção dos juros e indicou um ritmo de elevação das taxas menor do que o esperado.

A semana que tem início hoje traz importantes dados econômicos, como é o caso do PIB dos Estados Unidos, na quinta-feira, além também de indicadores locais, como o IGP-M de setembro. O cenário político local pode também trazer alguma influência para os negócios.

Mercado Externo

Dados importantes da agenda econômica dos EUA são esperados para dar ideia ao mercado da saúde do país. Números positivos podem indicar uma recuperação melhor do que a esperada pelos analistas, o que poderia modificar a politica monetária do Fed.

Mercado Interno

Na semana que antecede a eleição municipal, deve ser apresentado no Congresso o texto da proposta de Emenda Constitucional que prevê a limitação dos gastos. Apesar das propostas de emendas, a expectativa é que seja apresentado o texto proposto pelo Poder Executivo.

Swap

O Banco Central anunciou que irá realizar nesta sexta-feira mais um leilão de swap cambial reverso, com duração de 10 minutos e marcado para ter início às 9h30. Serão ofertados até 5 mil contratos com vencimento em novembro ou dezembro deste ano, ou ainda em janeiro de 2017.

Reserva Cambial

As reservas cambiais do Brasil registraram na quinta-feira (22) posição consolidada de US$ 377.674 milhões, sendo que quarta-feira (21) a posição era de US$ 376.878 milhões. A variação foi positiva em US$ 796 milhões. Confira o gráfico:

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 26/09/2016 07:45:42







Câmbio – Decisão do Fomc decidirá rumos do dólar comercial

Câmbio – Decisão do Fomc decidirá rumos do dólar comercial


São Paulo, 21/09 (Enfoque) –

Na véspera da decisão do Fomc, em um cenário de cautela – apesar de tranquilo, o dólar comercial encerrou a jornada com desvalorização, chegando ao final do dia a R$ 3,2550. Dados externos contribuíram para o resultado.

Para a quarta-feira, além da tão esperada reunião do Federal Reserve, o mercado também irá repercutir a decisão do Banco do Japão, que anunciou hoje uma importante mudança em sua política de compra de ativos, o que vai evitar uma queda dos juros de longo prazo no país.

Mercado Externo

Nas últimas semanas membros do Federal Reserve deram sinais de que a taxa de juros americanos poderia ser modificada na reunião de setembro. No entanto, depois de algumas sessões de volatilidade, o quadro parece mais tranquilo com o aumento das apostas na manutenção das taxas. Porém, a cautela segue presente no mercado.

Mercado Interno

A cena política mais tranquila, ainda mais com a aproximação das eleições municipais e um arrefecimento nas discussões acerca das reformas, faz com que os acontecimentos locais percam um pouco de relevância. Com isso, as atenções estão voltadas para o exterior, principalmente para os EUA.

Swap

O Banco Central anunciou que irá realizar nesta quarta-feira mais um leilão de swap cambial reverso, com duração de 10 minutos e marcado para ter início às 9h30. Serão ofertados até 5 mil contratos com vencimento em outubro, novembro ou dezembro deste ano, ou ainda em janeiro de 2017.

Reserva Cambial

As reservas cambiais do Brasil registraram na segunda-feira (19) posição consolidada de US$ 376.876 milhões, sendo que sexta-feira (16) a posição era de US$ 376.790 milhões. A variação foi positiva em US$ 86 milhões. Confira o gráfico:

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 21/09/2016 08:07:04







Câmbio – Cautela permance presente na véspera do Fomc

Câmbio – Cautela permance presente na véspera do Fomc


São Paulo, 20/09 (Enfoque) –

No primeiro dia da semana mais esperada de setembro, o dólar comercial registrou leve valorização de 0,2%, encerrando a R$ 3,2760. O cenário com poucos indicadores econômicos e a expectativa da reunião do Fomc traz cautela para os investidores.

A terça-feira será mais um dia com agenda fraca, o que abre mais uma vez espaço para especuladores e também a sensibilidade para qualquer sinal, por menor que seja, dos próximos passos do Federal Reserve.  

Mercado Externo

A terça-feira tem como destaque a divulgação do índice de casas iniciadas no país em agosto. Além disso, tem início hoje a tão esperada reunião do Comitê de Mercado Aberto do Fed, o Fomc. Apesar das especulações dos últimos dias, a maior parte do mercado acredita que a autoridade monetária americana não irá alterar a taxa de juros neste momento.

Mercado Interno

Com os olhos voltados para o Fed, em um cenário interno econômico ainda pouco favorável, os investidores seguem cautelosos. As negociações no Congresso para aprovar medidas como o limite de gastos dos estados permanecem no radar dos analistas e do mercado.

Swap

O Banco Central anunciou que irá realizar nesta terça-feira mais um leilão de swap cambial reverso, com duração de 10 minutos e marcado para ter início às 9h30. Serão ofertados até 5 mil contratos com vencimento em outubro, novembro ou dezembro deste ano, ou ainda em janeiro de 2017.

Reserva Cambial

As reservas cambiais do Brasil registraram na sexta-feira (16) posição consolidada de US$ 376.790 milhões, sendo que quinta-feira (15) a posição era de US$ 377.143 milhões. A variação foi negativa em US$ 353 milhões. Confira o gráfico:

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 20/09/2016 08:20:42