Cãmbio – Cena externa deve pressionar dólar na véspera da ata do Fomc

Cãmbio – Cena externa deve pressionar dólar na véspera da ata do Fomc


São Paulo, 16/08 (Enfoque) –

O dólar comercial encerrou a jornada de segunda-feira com leve valorização, após passar a maior parte do dia operando com perdas mais expressivas, com o cenário sendo revertido no final da jornada.

Para a terça-feira, em meio a um dia negativo no cenário externo, a tendência é que a divisa opere em alta, com os investidores de olho em importantes indicadores da economia americana.

Mercado Externo

A agenda desta terça-feira traz importantes indicadores da agenda econômica, com destaque para o índice de preços ao consumidor e também a produção industrial. Esses dados devem servir de base para os investidores tentarem antecipar os próximos passos do Federal Reserve.

Mercado Interno

Assim como na maior parte da semana, a agenda econômica local não reserva indicadores de grande importância para o mercado local. Com isso, as atenções dos investidores seguem voltadas para o cenário político, bem como para as questões externas, em especial para a divulgação da ata da reunião do Fomc.

Swap

O Banco Central anunciou que irá realizar nesta terça-feira mais uma sessão de leilão de swap cambial reverso, entre 9h30 e 9h40. Ao todo, serão ofertados até 15 mil contratos em dólar com vencimento para setembro, outubro ou novembro de 2016, ou ainda para janeiro de 2017.

Reserva Cambial

As reservas cambiais do Brasil registraram na quinta-feira (12) posição consolidada de US$ 377.634 milhões, sendo que quarta-feira (11) a posição era de US$ 377.482 milhões. A variação foi positiva em US$ 152 mi.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 16/08/2016 08:09:03







Câmbio – Ata do Fomc determina rumos do dólar comercial na semana

Câmbio – Ata do Fomc determina rumos do dólar comercial na semana


São Paulo, 15/08 (Enfoque) –

O dólar comercial teve na semana passada alta de 0,6%, movimento que foi gerado na sexta-feira depois de indicações de maior atuação do Banco Central no mercado em meio as declarações do presidente em exercício Michel Temer mostrando preocupação com o dólar baixo.

Para a semana, todas as atenções estão voltadas para os próximos passos do Federal Reserve. A divulgação de indicadores da economia americana devem ajudar o mercado a interpretar os planos da autoridade monetária.

Mercado Externo

Os próximos dias não trazem muitos indicadores na agenda. No entanto, os que estão previstos são de importante relevância para os negócios com a moeda americana, como é o caso da produção industrial e o índice de preços ao consumidor. Mas é na tarde de quarta-feira que está o que o mercado mais espera: a ata da reunião do Fomc. O documento irá ajudar o mercado a entender o que pensa a autoridade monetária.

Mercado Interno

Sem grandes indicadores de destaque na cena econômica, mais uma vez é o cenário político que pode determinar os rumos da divisa. O andamento do processo de impeachment e as negociações para aprovação do pacote de ajuste fiscal são pontos que se mantém na pauta dos investidores.

Swap

O Banco Central anunciou que irá realizar nesta segunda-feira mais uma sessão de leilão de swap cambial reverso, entre 9h30 e 9h40. Ao todo, serão ofertados até 15 mil contratos em dólar com vencimento para setembro, outubro ou novembro de 2016, ou ainda para janeiro de 2017.

Reserva Cambial

As reservas cambiais do Brasil registraram na quinta-feira (1q) posição consolidada de US$ 377.482 milhões, sendo que quarta-feira (10) a posição era de US$ 377.545 milhões. A variação foi negativa em US$ 63 mi.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 15/08/2016 08:06:18







Câmbio – Preocupação de Temer com queda do dólar pode conter desvalorização da divisa

Câmbio – Preocupação de Temer com queda do dólar pode conter desvalorização da divisa


São Paulo, 12/08 (Enfoque) –

O dólar comercial encerrou a jornada desta quinta-feira com valorização de 0,54% a R$ 3,1390, em dia marcado por uma maior presença do Banco Central no mercado. Além disso, a entrevista do presidente interino, Michel Temer, ao jornal Valor Econômico, citando a preocupação com a queda da moeda americana, ajudou a evitar uma nova desvalorização.

Para hoje, além da maior presença do BC, a uma indefinição dos rumos. Se por um lado o cenário externo é favorável, assim como notícias locais, a preocupação do governo com a cotação da divisa pode evitar uma queda mais expressiva.

Mercado Externo

A sexta-feira reserva uma bateria de indicadores importantes para a economia americana. É  o caso das vendas do varejo e também o índice de preços ao produtor. Além disso, serão conhecidos também os dados dos estoques de negócios e da confiança do consumidor. Estes dados podem dar um ideia de quais serão os próximos passos do Federal Reserve.

Mercado Interno

A agenda interna traz como destaque a divulgação o IBC-Br de junho, que  é o índice de atividade econômica mensal apurado pelo Banco Central e considerado uma espécie de prévia do PIB. O balanço da Petrobras de ontem também merece atenção dos investidores.

Swap

O Banco Central anunciou que irá realizar nesta sexta-feira mais uma sessão de leilão de swap cambial reverso, entre 9h30 e 9h40. Ao todo, serão ofertados até 15 mil contratos em dólar com vencimento para setembro, outubro ou novembro de 2016, ou ainda para janeiro de 2017.

Reserva Cambial

As reservas cambiais do Brasil registraram na quarta-feira (10) posição consolidada de US$ 377.545 milhões, sendo que terça-feira (9) a posição era de US$ 377.053 milhões. A variação foi positiva em US$ 493 mi.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 12/08/2016 08:19:10







Reserva Cambial – Posição consolidada em 9/8: US$ 377.053 milhões

Reserva Cambial – Posição consolidada em 9/8: US$ 377.053 milhões


São Paulo, 11/08 (Enfoque) –

As reservas cambiais do Brasil registraram na terça-feira (9) posição consolidada de US$ 377.053 milhões, sendo que segunda-feira (8) a posição era de US$ 376.862 milhões. A variação foi negativa em US$ 191 mi.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 11/08/2016 08:07:49







Câmbio – Dólar mantém tendência de queda mesmo com cenário político

Câmbio – Dólar mantém tendência de queda mesmo com cenário político


São Paulo, 11/08 (Enfoque) –

O dólar comercial teve na jornada de ontem mais um dia de desvalorização, mesmo com o cenário negativo no mercado de ações causado pela queda do preço do petróleo.  O cenário político, me meio a divulgação do IPCA de julho, contribuiu para que a moeda americana fechasse a jornada a R$ 3,1280.  A maior presença do Banco Central nos negócios pode conter a queda da moeda.

Sem indicadores de grande relevância nos cenários local e externo, os negócios devem seguir a tendência externa, que se mostra positiva e pode levar a uma nova desvalorização da divisa. O cenário político pode contribuir para essa tendência.

Mercado Externo

A quinta-feira reserva a divulgação de indicadores como o tradicional pedidos de auxílio-desemprego, além do que mede a inflação dos produtos importados e exportados pelo país em julho.

Mercado Interno

O cenário político traz por um lado boas notícias, com o avanço do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. No entanto, a dificuldade do governo interino de aprovar importantes medidas de corte de gastos públicos ainda traz desconfiança para o investidor. E com as incertezas, a desvalorização da moeda americana pode sofrer uma reversão. 

Swap

O Banco Central anunciou que irá realizar nesta quinta-feira mais uma sessão de leilão de swap cambial reverso, entre 9h30 e 9h40. Ao todo, serão ofertados até 15 mil contratos em dólar com vencimento para setembro, outubro ou novembro de 2016, ou ainda para janeiro de 2017.

Reserva Cambial

As reservas cambiais do Brasil registraram na terça-feira (9) posição consolidada de US$ 377.053 milhões, sendo que segunda-feira (8) a posição era de US$ 376.862 milhões. A variação foi negativa em US$ 191 mi.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 11/08/2016 08:06:14







Câmbio – Após ficar estável na jornada de ontem, cena externa deve definir rumos do dólar

Câmbio – Após ficar estável na jornada de ontem, cena externa deve definir rumos do dólar


São Paulo, 09/08 (Enfoque) –

Depois de passar a maior parte do dia operando com alta, por conta de ajuste de um cenário político local incerto, o dólar comercial perdeu força no decorrer do dia e encerrou a segunda-feira sem variação, a R$ 3,1680. Para hoje, a tendência é ainda de um ajuste, em um dia de poucos indicadores na agenda externa. No entanto, o cenário externo favorável pode levar a divisa a manter a trajetória de queda.

Mercado Externo

 A terça-feira tem como destaque a divulgação do indicador de produtividade e custo do trabalhador americano no segundo trimestre do ano. O mercado aposta em uma alta de 0,5% na produtividade de 1,8% no custo do trabalho.  

Mercado Interno

Na agenda econômica, o destaque fica para a divulgação do indicador de vendas do varejo em junho, com os investidores atentos também para o resultado da inflação oficial, que será conhecida na quarta-feira. Em meio a tudo isso, o cenário político pode ter peso, com o andamento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Swap

O Banco Central anunciou que irá realizar nesta terça-feira mais uma sessão de leilão de swap cambial reverso, entre 9h30 e 9h40. Ao todo, serão ofertados até 10 mil contratos em dólar com vencimento para setembro ou outubro de 2016, ou ainda para janeiro de 2017.

Reserva Cambial

As reservas cambiais do Brasil registraram na sexta-feira (5) posição consolidada de US$ 376.873 milhões, sendo que quinta-feira (4) a posição era de US$ 377.678 milhões. A variação foi negativa em US$ 805 mi.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 09/08/2016 08:37:46







Câmbio – Cena política e econômia dita rumos do dólar na semana

Câmbio – Cena política e econômia dita rumos do dólar na semana


São Paulo, 08/08 (Enfoque) –

O dólar comercial encerrou a última semana com queda expressiva, em um cenário em que os dados da economia americana mostraram sinais de que os juros podem permanecer baixos, enquanto no local os o interno mostra a inflação persistente, o que deve contribuir para que os juros caiam em um ritmo menos acentuado do que o esperado. Com isso, depois de cinco dias, a divisa recuou 2,2% a R$ 3,1680.

Para os próximos dias, a agenda política e a econômica local devem ditar o ritmo da divisa, em meio a um clima de novas delações que podem envolver até mesmo o presidente em exercício Michel Temer e o ministro José Serra.

Mercado Externo

 A semana reserva poucos indicadores de destaque da economia americana, com destaque para o final do período, com destaque para os dados como das vendas do varejo e também do índice de preços ao produtor.

Mercado Interno

Além das questões políticas, a agenda econômica traz também importantes indicadores, como é o caso do IPCA de julho, o índice oficial de inflação, além do IGP-M. A parte política também pode pesar no resultado, que deve passar por um ajuste natural nos primeiros dias.

Swap

O Banco Central anunciou que irá realizar nesta quinta-feira mais uma sessão de leilão de swap cambial reverso, entre 9h30 e 9h40. Ao todo, serão ofertados até 10 mil contratos em dólar com vencimento para setembro ou outubro de 2016, ou ainda para janeiro de 2017.

Reserva Cambial

As reservas cambiais do Brasil registraram na quinta-feira (4) posição consolidada de US$ 377.678 milhões, sendo que quarta-feira (3) a posição era de US$ 377.423 milhões. A variação foi positiva em US$ 255 mi.

 

               

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 08/08/2016 07:55:25







Câmbio – Dólar busca definição de rumo na véspera de dados externos

Câmbio – Dólar busca definição de rumo na véspera de dados externos


São Paulo, 04/08 (Enfoque) –

O dólar comercial encerrou a jornada de quarta-feira com desvalorização de 0,83% a R$ 3,2420. A sessão foi dividia em duas partes, com a primeira sendo de alta da moeda americana e a segunda no sentido oposto, após o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles se pronunciar tranquilizando o mercado. A quinta-feira sinaliza ser positiva para os mercados de ações, o que deve favorecer uma nova queda no valor da moeda americana.

Mercado Externo

A jornada de hoje reserva poucos indicadores de destaque com força de movimentar a cotação da moeda americana. Serão divulgados no decorrer da manhã os dados dos pedidos de auxílio-desemprego e também de pedidos às fábricas. Com isso, as atenções devem ficar mesmo voltadas para os números do mercado de trabalho que serão conhecidos amanhã.

Mercado Interno

O cenário mais favorável na parte externa e sinais mais claros do andamento do processo de impeachment da presidente afastada Dilma no Senado devem ajudar a tranquilizar os ânimos dos investidores.

Swap

O Banco Central anunciou que irá realizar nesta quinta-feira mais uma sessão de leilão de swap cambial reverso, entre 9h30 e 9h40. Ao todo, serão ofertados até 10 mil contratos em dólar com vencimento para setembro ou outubro de 2016, ou ainda para janeiro de 2017.

Reserva Cambial

As reservas cambiais do Brasil registraram na terça-feira (2) posição consolidada de US$ 378.396 milhões, sendo que segunda-feira (1) a posição era de US$ 377.334 milhões. A variação foi positiva em US$ 1.062 mi.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 04/08/2016 07:09:20







Câmbio – Dados do mercado de trabalho dos EUA determinam rumos dos negócios

Câmbio – Dados do mercado de trabalho dos EUA determinam rumos dos negócios


São Paulo, 03/08 (Enfoque) –

Depois de uma segunda-feira de forte valorização, o dólar comercial fechou a jornada de ontem praticamente estável, com leve queda de 0,06% a R$ 3,2690. O resultado veio mesmo com um cenário externo desfavorável. Para hoje, os dados do mercado de trabalho americano devem ditar o ritmo, além do noticiário político local.

Mercado Externo

A principal atração do cenário externo é a divulgação dos dados da geração de vagas de trabalho no setor privado americano em julho. O mercado aposta que foram gerados 165 mil novos empregos. Caso o resultado seja muito pior do que o esperado, a tendência é de queda do dólar comercial.

Mercado Local

A retomada dos trabalhos no Congresso Nacional teve com destaque ontem a leitura do relatório da Comissão do Impeachment no Senado, que recomendou a cassação do mandato da presidente afastada Dilma Rousseff. Além disso, o noticiário da Petrobras pode favorecer o mercado cambial.

Swap

O Banco Central anunciou que irá realizar nesta quarta-feira mais uma sessão de leilão de swap cambial reverso, entre 9h30 e 9h40. Ao todo, serão ofertados até 10 mil contratos em dólar com vencimento para setembro ou outubro de 2016, ou ainda para janeiro de 2017.

Reserva Cambial

As reservas cambiais do Brasil registraram na segunda-feira (1) posição consolidada de US$ 377.334 milhões, sendo que sexta-feira (29) a posição era de US$ 377.530 milhões. A variação foi negativa em US$ 196 mi.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 03/08/2016 08:08:19







Câmbio – Expectativa de dados do mercado de trabalho e cenário local ditam rumos da divisa

Câmbio – Expectativa de dados do mercado de trabalho e cenário local ditam rumos da divisa


São Paulo, 02/08 (Enfoque) –

O dólar comercial encerrou a jornada de segunda-feira com forte alta, em meio a um cenário incerto tanto no exterior quanto no mercado local. A atuação do Banco Central, que conseguiu vender os 10 mil contratos de swap cambial colaborou para que a divisa encerrasse a R$ 3,2710.

Mercado Externo

Com poucos indicadores de destaque na agenda desta terça-feira, que tem programada a divulgação de dados da renda do trabalhador e dos gastos dos consumidores em junho, as atenções dos investidores seguem voltadas para os números do mercado de trabalho que serão conhecidos nos próximos dias.

Mercado Interno

A presença mais forte do Banco Central, o ajuste após a forte queda de sexta-feira e as expectativas do mercado para balanços de empresas locais, principalmente o do Banco Itaú, fez com que a moeda avançasse na véspera e deve seguir pressionando a divisa nesta terça-feira.

Swap

O Banco Central anunciou que irá realizar nesta terça-feira mais uma sessão de leilão de swap cambial reverso, entre 9h30 e 9h40. Ao todo, serão ofertados até 10 mil contratos em dólar com vencimento para setembro ou outubro de 2016, ou ainda para janeiro de 2017.

Reserva Cambial

As reservas cambiais do Brasil registraram na sexta-feira (29) posição consolidada de US$ 377.530 milhões, sendo que quinta-feira (28) a posição era de US$ 376.556 milhões. A variação foi positiva em US$ 974 mi.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 02/08/2016 08:25:32