O que são e como surgem as bitcoins? | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,4040
Euro R$ 4,1921
Bitcoin R$ 29.338,00
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,823
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


O que são e como surgem as bitcoins?

Entenda como funciona a aquisição da criptomoeda bitcoin que parou o mundo e teve uma valorização histórica em três anos.

Bitcoin
Bitcoin

A moeda poderia ser facilmente confundida com o real, dólar ou até o euro. Se não fosse por um detalhe. É uma moeda exclusivamente virtual, não possui forma física. E esse é só o começo da singularidade deste “objeto” de troca.

Outro detalhe é a não vinculação nos principais meios financeiros do mundo, o Banco Central. A falta de uma licença é o que impede ainda mais o alastramento de sua utilização no mundo. São poucos os países que escolhem abrir as portas para ela. Enquanto Rússia e Japão facilitam as relações e já esperam um crescimento de estabelecimentos que irão aceitar a moeda futuramente, países como a China se mostram totalmente intolerantes para aceitação.

A moeda Bitcoin foi criada em 2009, por uma figura pouca conhecida chamada Satoshi Nakamoto. A principio qualquer um poderia ajudar no processo de “mineração” (nascimento da moeda). Uma produção descentralizada que utiliza computadores cedidos que dependendo da capacidade do software pode gerar e registrar as transações da moeda.

Computadores ligados dia noite fazem uma espécie de duelo entre si em que o vencedor ganha um bloco da moeda (quase uma prática esportiva). Apesar de no começo qualquer pessoa ser habilitada a ceder seu computador, com a disputa só os melhores iriam sendo utilizados tanto que hoje apenas as máquinas superpotentes trabalham na mineração, como o Avalon ASIC.

Esse processo será determinante para a expansão da moeda já que cada vez mais se produz em maiores quantidades. Estima-se que até o ano de 2140 uma quantidade de 21 milhões de unidades serão fabricados. E talvez com o crescimentos da moeda uma queda do valor fosse inevitável, devido a oferta e a demanda.

A questão é que a lei da procura e da oferta supervalorizaram o dinheiro tecnológico esse ano. Enquanto em 2014 vivia em baixa, no começo desse ano ela pulava de mil para 4 mil dólares a unidade do bitcoin.

Aquisição e consumo sendo feitos via internet, o anonimato é um dos aspectos que mais conquistam as pessoas. Infelizmente o ser humano ainda não saber usar potenciais ferramentas para o bem e uma ideia tão interessante tem em seu maior ambiente de fluxo as profundezas obscuras da internet. Porém torcemos para que a prática seja desenvolvida com um tempo e acompanhe a modernização do mercado.

Acesse a página bitcoin hoje para acompanhar a cotação da moeda.







Mais lidos

Corretora ou banco: como é melhor investir?
Conseguiu um valor para investir e bateu a dúvida de como aplicá-lo sem perder muito dinheiro? Na ...
PIB será maior, diz FMI. E o seu investimento?
O PIB (Produto Interno Bruto do Brasil) em 2018 será maior do que o esperado, diz o FMI (Fundo Mone...
Plano de TV por assinatura pré-pago: vale a pena?
Uma nova modalidade de pacote que vem sendo praticada pelas operadoras de TV a cabo é o pré-pago. ...
Como declarar ações no Imposto de Renda
Está na reta final o prazo para a entrega do IRPF 2018. O Imposto de Renda deve ser declarado e env...
Apostas esportivas: vale o investimento?
As apostas esportivas crescem ano a ano no Brasil. Muitas pessoas já ingressaram seus palpites em a...
Como trabalhar em casa ou de qualquer lugar do mundo
Trabalhar em casa ou de qualquer lugar do mundo é possível, mas nem sempre é fácil. A medida qu...




Publicidade