ONU alerta que alta dos preços dos alimentos deve afetar ajuda às populações pobres | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,4040
Euro R$ 4,2688
Bitcoin R$ 28.542,99
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,871
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


ONU alerta que alta dos preços dos alimentos deve afetar ajuda às populações pobres

(Ag. Brasil) – A principal agência das Nações Unidas para a distribuição de alimentos no mundo, o Programa Alimentar Mundial (PAM), advertiu que a alta dos preços dos alimentos vai prejudicar o trabalho da instituição. No total, cerca de 100 milhões de pessoas no mundo dependem da agência. A direção do órgão informou que foi acesa a “luz de alerta vermelho” sobre eventuais ameaças aos programas de distribuição de alimentos para populações em risco.

Para a direção do PAM, as consequências a longo prazo são o aumento dos níveis de desnutrição, a redução da renda disponível para a escola, o acesso aos serviços de saúde e a instabilidade social.

Atualmente, segundo o Banco Mundial, os preços estão apenas 3% abaixo do percentual de aumento mais elevado já registrado pela instituição, que foi o do ano de 2008. De acordo com os números do PAM, 44 milhões de pessoas vivem na faixa de pobreza extrema.

“O aumento dos preços dos alimentos são uma realidade para todo o mundo, mas tem o maior impacto sobre as populações mais pobres e mais vulneráveis”, afirmou a diretora executiva do PAM, Josette Sheeran. “Estamos em alerta vermelho e avaliando e reavaliando as necessidades e planos. Estamos prontos para ajudar.”

As informações são da agência de informações da Organização das Nações Unidas. Sheeran alertou ainda que se os preços dos alimentos forem mantidos em alta devido às mais diversas condições, como inundações, secas e incêndios, o PAM poderá ser obrigado a rever certos projetos. Ela não detalhou quais projetos poderão ser cortados.

De acordo com a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), houve um aumento médio de 3,4% dos preços dos alimentos, comparando os meses de janeiro de 2011 e dezembro de 2010. Dados do Banco Mundial mostram que os preços dos alimentos subiram 15% entre outubro de 2010 e janeiro de 2011.



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
17/02/2011 09:26:11

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Mais lidos

BC aumenta oferta do swap cambial e dólar fecha em queda
Após seis altas consecutivas, o dólar fechou em queda nos últimos dias esta semana. Para o alívi...
Franquia Havaianas: quanto custa e como abrir a sua
Quem quer se tornar um franqueado tem diversas opções, dos mais variados segmentos. Nesse setor, a...
Profissões do mercado financeiro que mais pagam
O mercado financeiro atrai cada vez mais profissionais de outras áreas. Com formação em cursos c...
7 filmes sobre Bitcoin que você deve assistir
Entender sobre criptomoedas, um dos investimentos da moda, é o que muita gente vem buscando. Afinal...
5 dicas para construir uma casa com pouco dinheiro
Quem nunca sonhou em construir uma casa do seu jeito? Muitas pessoas ficam idealizando como fazer a ...
Cartões de crédito sem anuidade: veja os 10 melhores
Procurando cartões de crédito sem anuidade? Eles definitivamente conquistaram o seu espaço na eco...




Publicidade