Conversor de moedas Transferência internacional

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Otimismo no mercado de trabalho sugere melhora nos próximos meses

Escrito por: Redação em 9 de agosto de 2016


São Paulo, 09/08 (Enfoque) –

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) da Fundação Getulio Vargas subiu pela quinta vez ao variar 6,9 pontos, em relação a junho, atingindo 89,1 pontos, o maior nível desde março de 2014 (89,2 pontos). Pela métrica de médias móveis trimestrais, o indicador subiu 4,2 pontos, sinalizando aceleração da tendência de atenuação do ritmo de queda do total de pessoal ocupado na economia brasileira nos próximos meses.
 
O Indicador Coincidente de Desemprego (ICD) recuou, pelo segundo mês consecutivo, ao variar -0,8 ponto, em julho, alcançando 96,8 pontos, e colaborando para a recuperação do indicador em relação à alta expressiva de maio passado (+3,9 pontos). Em médias móveis trimestrais, a tendência mantém-se ascendente (0,4 ponto), mostrando certa estabilização da taxa de desemprego nos últimos meses.
 
“Os dois indicadores de mercado de trabalho refletem uma situação relativamente distinta. O IAEmp sugere recuperação à frente, puxado pelo otimismo com a situação dos negócios da indústria. Os trabalhadores, no entanto, ainda não observam, no presente momento, uma melhora no mercado de trabalho. O comportamento dos índices sugere que a consolidação de um cenário de maior atividade econômica poderá ser convertido em melhora do mercado do trabalho nos próximos meses, ainda que em ritmo mais lento”, afirma Fernando de Holanda Barbosa Filho, Economista da FGV/IBRE.

Destaques do IAEmp e ICD
Os componentes que mais contribuíram para a alta do IAEmp em julho foram os indicadores que medem a situação atual dos negócios e as expectativas para os próximos seis meses, da Sondagem da Indústria, com variações de 13,3 e 12,2 pontos, respectivamente.
 
Em relação ao ICD, as classes de renda familiar que mais contribuíram para a queda do indicador foram as dos consumidores com rendimentos mensais entre R$ 4.800,00 e R$ 9.600,00, cujo Indicador de percepção de facilidade de se conseguir emprego (invertido) variou -3,0 pontos; e àqueles com renda é superior a R$ 9.600,00, cujo indicador variou -1,8 ponto.

A próxima divulgação dos Indicadores de Mercado de Trabalho ocorrerá em 06 de setembro de 2016

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 09/08/2016 08:25:31

Redação

Criado em 2003, o FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

fraude
Brasil e Chile
crise
Economia da América latina
Trabalhadores da indústria temem perder empregos para robôs