Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Pauta do Dia: Recuperação do petróleo diminui pressão nos mercados nesta quarta-feira

Escrito por: Redação em 14 de setembro de 2016


São Paulo, 14/09 (Enfoque) –

Ásia

Os principais mercados de ações da Ásia fecharam a quarta-feira com perdas, com os mercados seguindo o resultado de ontem em Wall Street e também na expectativa da ação dos bancos centrais para conter os sinais de desaceleração da economia global.

Europa

As bolsas de valores da Europa operam com ganhos modestos na jornada de hoje. A leve recuperação no preço do petróleo e uma aposta mais otimista para a reunião do Federal Reserve, que terá a decisão divulgada na quarta-feira dia 20 de setembro, puxam as bolsas para o azul.

EUA

Os índices futuros das bolsas de valores dos EUA apontam que a jornada desta quarta-feira será de alta para os mercados americanos. Após dois dias sem indicadores de destaque na agenda econômica, a quarta-feira traz a divulgação do índice de preços dos produtos exportados e importados pelos EUA. Os números não são de grande relevância para o mercado, mas qualquer ponto muito fora da curva pode dar pistas dos próximos passos do Federal Reserve.

Brasil

Por aqui, a agenda econômica também segue fraca, o que faz com que os investidores voltem as atenções para fora e para as questões políticas. A missão do governo do presidente Michel Temer é mostrar aos mercados que ele conseguirá colocar em rumo a aprovação das reformas.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 14/09/2016 08:06:06

Redação

Criado em 2003, o FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

marcas-mais-valiosas-do-Brasil
mudanças no Código de Trânsito Brasileiro
moeda comum entre Brasil e Argentina
Inadimplência
Risco Brasil