Início Notícias Investimentos Pesquisa aponta o perfil da mulher investidora

Pesquisa aponta o perfil da mulher investidora

0
Tempo de leitura: 3 minutos
0
(0)

Não faz muito tempo que mulheres passaram a ocupar mais espaço no mercado financeiro. E graças a essa mudança, foi possível traçar o perfil da mulher investidora.

De acordo com uma pesquisa realizada pela plataforma de educação financeira Me Poupe! em parceria com a Toluna, existem determinados padrões que se repetem entre essas mulheres que decidem investir.

Por isso, a pesquisa ouviu 866 pessoas, entre 1 e 3 de março de 2021, em todo o território nacional.

Ter mulheres como referencial nos negócios é muito importante para incentivar outras a seguirem o mesmo trajeto

Qual o perfil da mulher investidora?

Conforme a plataforma de educação financeira Me Poupe! a pesquisa para identificar o perfil da mulher investidora no Brasil mostrou os seguintes dados: elas são, em sua maioria, casadas (57%), com filhos (70%) e trabalhando em empresas privadas (53%).

O estudo aponta, principalmente, que mulheres estão cada vez mais independentes e interessadas em diferentes modalidades de investimento.

Nesse sentido, para Nathalia Arcuri, CEO e fundadora da empresa, ter mulheres à frente de conteúdos e canais de comunicação voltados para finanças têm sido ponto fundamental para essa democratização.

Outra pesquisa, divulgada pela B3, diz que 73% dos brasileiros buscam informação sobre finanças por meio de influenciadores digitais. O impacto e a responsabilidade do Me Poupe!, que é o maior canal de finanças do mundo, se mostra em números.

“Em 2015, com apenas 6 inscritos no canal, haviam 139.856 mulheres investindo no Tesouro Direto e 132.427 na Bolsa de Valores. Dois anos depois, já com 1.100.000 no canal, éramos 141.738 mulheres na Bolsa de Valores e 504.000 no Tesouro Direto. Quando em 2020, começamos a falar com mais frequência sobre renda variável, chegamos a 5.600.000 de inscritos, 2.999.000 mulheres no Tesouro Direto e 810.000 investindo na Bolsa de Valores”

Nathalia Arcuri, criadora do Me Poupe!

Então, ficou curioso para saber o perfil da mulher investidora? Confira abaixo!

A mulher investidora é jovem:

Entre as entrevistadas, 21% disseram ter iniciado com os investimentos entre 19 e 24 anos. O número se torna ainda mais interessante quando comparado ao universo masculino, onde os que começaram com a mesma faixa etária representam apenas 11%. 33% delas possuem entre 25 e 34.

A mulher investidora começa com pouco dinheiro:

A maior parcela das mulheres (25%) começa a investir a partir de um salário a partir de R$3.000. Ainda em comprovação ao dado, a pesquisa aponta que, quando comparado aos homens, entre os investidores que ganham menos de R$1.045,00, 58% são mulheres.

A mulher investidora é independente:

A porcentagem de mulheres que decidem sozinhas onde investir é de 38% contra 35% de homens que tomam a mesma decisão sem consultar ninguém.

A mulher investidora prefere a poupança…

A modalidade preferida de investimento do brasileiro continua sendo a poupança, cerca de 53% dizem guardar dinheiro dessa forma. Quando olhamos o recorte homens vs mulheres, vemos que elas são ainda mais poupadoras: 57% dizem apostar na modalidade, contra 49% dos homens.

Mas também já se atentam a novas modalidades de investimento:

Sobretudo, um outro dado relevante, diz respeito ao interesse das mulheres que já investem por novas modalidades: apenas 9% disseram apostar no mercado de ações há mais de um ano. Quando falamos do período de 6 meses a 1 ano, este número sobe para 20% de mulheres investindo na modalidade. Ou seja, as mulheres também se interessam por outras formas de investir o seu dinheiro.

Ainda assim, somente 6% delas apontaram investir no Tesouro Direto há mais de um ano. Já no grupo que disse investir entre 6 meses a 1 ano, temos 19% da amostra optando por esta modalidade.

Elas pensam num futuro melhor:

Primeiramente, quando perguntadas sobre quais motivos as levam a investir, a maior parte delas – cerca de 58% – dizem que querem realizar planos para o futuro. Em segundo lugar, 38% dessas mulheres se preocupam em melhorar a renda da família hoje.

A casa própria é o bem de maior interesse dessas mulheres:

Para essas mulheres, planos para o futuro significam, principalmente, comprar uma casa própria (28%). Em seguida, vemos os seguintes objetivos: ter estabilidade financeira (21%), uma aposentadoria tranquila (17%), fazer a viagem dos sonhos (17%) e abrir o próprio negócio (10%).

Gostou do nosso conteúdo? Confira agora 6 mulheres empreendedoras para se inspirar.

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui