Início Notícias Investimentos Poupança para menor de idade: como começar?

Poupança para menor de idade: como começar?

0
pai com a filha no colo colocando dinheiro no cofre
5
(1)

Uma das primeiras preocupações dos pais quando descobrem que vão ter um filho envolve a parte financeira. Por isso, todos os anos vemos uma grande procura por contas poupança para menor de idade.

Nesse sentido, a poupança é um dos melhores investimentos a se fazer. Já que você pode deixar o valor armazenado por bastante tempo e em que o filho só terá acesso após completar seus 16 anos.

Além disso, guardar o dinheiro numa conta poupança é uma ótima maneira de incentivar os filhos a pouparem dinheiro desde cedo, estimulando-os a ter uma educação financeira completa e equilibrada.

De acordo com estudos realizados pela Universidade de Cambridge (Inglaterra), os conceitos e hábitos financeiros de uma pessoa são formados até os 7 anos de idade. Ou seja, a infância é o melhor período para aprender a desenvolver aptidões financeiras, desde que adaptadas à sua realidade.

Pensando nisso, o Financeone separou as principais dicas e atitudes que você pode ter para começar uma poupança para seu filho menor de idade. Confira!

A infância é o melhor período para aprender sobre finanças!

Mas por que investir na poupança?

Sim, você já deve ter se deparado em algum momento com pessoas que afirmam que a poupança é, de longe, o melhor investimento. E essa é uma realidade, mas para pessoas adultas.

Para crianças, a poupança é uma ótima alternativa por um motivo bem simples: o dinheiro rende, mesmo que pouco!

Muitos pais incentivam seus filhos a guardarem seu dinheiro num cofrinho. No entanto, ao realizar essa tarefa, o dinheiro não vai render.

E essa já é a primeira lição. Guardar dinheiro em cofre não rende, além de deixar o dinheiro ao alcance da criança. Isso significa que, na primeira oportunidade que ela tiver, ela poderá gastar o valor.

Ao deixar o dinheiro guardado numa poupança, a criança não terá fácil acesso e você ainda pode mostrar como a conta funciona, o que é rendimento e ir mostrando quanto a criança já possui de saldo.

Inclusive, levar a criança ao banco para depositar o dinheiro na poupança torna-se um evento! Toda criança, principalmente as menores ficam impressionadas com as máquinas e afins.

+ Nu invest: como abrir uma conta para menores de idade
+ Conta ou cartão adicional: qual a melhor opção para menor de idade

O que é necessário para abrir uma conta poupança para menor de idade?

Antes de mais nada, você precisa saber do que é necessário para abrir uma poupança para menor de idade. E isso envolve os documentos do menor, documentos dos pais e outras documentações, caso a instituição financeira exija.

Primeiramente, você vai precisar de:

  • Carteira de identidade;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda (não é obrigatório, mas existem bancos que solicitam).
  • Documentos dos responsáveis legais.

Vale lembrar que o menor não pode movimentar a conta poupança até que ele possua 16 anos. E, ao completar 18 anos, você precisará entender como funciona a política da instituição. Normalmente esses dados constam no contrato, embora não custe nada perguntar!

Caso você considere o rendimento da poupança muito baixo, existem outras opções de investimentos voltados para esse público que possuem um rendimento maior. O jeito é procurar aquele que mais se adequa ao seu perfil financeiro, tudo bem?

Posso movimentar a conta do meu filho?

Caso você seja o representante legal do menor de idade, sim, você pode! Você só não poderá ao menor completar 16 anos de idade ou antes, desde que feita a autorização para que o adolescente possa movimentar a conta.

A partir dos 16 anos completos, você pode também solicitar um cartão magnético, registro de senha e a realização de movimentações financeiras.

+ Como usar ações para fazer a poupança dos filhos

Quanto custa abrir uma poupança para menor de idade?

O melhor de tudo isso é que a poupança não possui custos. E é isso que torna esse tipo de aplicação mais vantajoso feito aos demais. Embora não tenha custos, o valor de depósito mínimo vai depender da instituição financeira que você irá optar.

Gostou do nosso conteúdo? Confira agora a importância da educação financeira infantil.

O que achou disso?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Seja o primeiro a avaliar este post.

Carioquíssima de Campo Grande, com um pézinho em São Paulo. Jornalista, Produtora de Conteúdo e [insira aqui outras funcionalidades de um jornalista]. Apaixonada por livros, filmes e pelo universo cultural. Curiosa e antenada nas novidades do mercado financeiro.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui