Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,279
Bovespa 74.538,54
CDI 8,14% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Euro R$ 3,868
Libra R$ 4,326
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do Dólar Hoje e Euro hoje


Primeira semana do ano registra superávit de US$ 222 milhões


São Paulo, 09/01 (Enfoque) –

 A balança comercial brasileira registrou na primeira semana de janeiro de 2017, com cinco dias úteis, superávit de US$ 222 milhões, resultado de exportações no valor de US$ 3,021 bilhões e importações de US$ 2,799 bilhões.

Acesse os dados completos da balança comercial

Nas exportações, comparadas as médias da primeira semana de janeiro de 2017 (US$ 604,2 milhões) com a de janeiro de 2016 (US$ 561,9 milhões), houve crescimento de 7,5%, em razão do aumento nas vendas de produtos semimanufaturados (51,4%), de US$ 92,6 milhões para US$ 140,2 milhões, por conta de açúcar em bruto, semimanufaturados de ferro/aço, ferro-ligas, óleo de soja em bruto, ouro em formas semimanufaturadas.

As vendas de manufaturados cresceram 1,4%, de US$ 216,8 milhões para US$ 219,9 milhões, por conta de suco de laranja não-congelado, veículos de carga, chassis com motor, laminados planos de ferro e aço, açúcar refinado e hidrocarbonetos.

Por outro lado, caíram as vendas de produtos básicos (-3,0%), de US$ 237,4 milhões para US$ 230,4 milhões, por conta, principalmente, de milho em grãos, petróleo em bruto, soja, café em grãos, carne bovina e de frango.

Em relação a dezembro de 2016, houve retração de 16,6% em virtude da queda nas vendas de produtos manufaturados (-30,7%), de US$ 317,5 milhões para US$ 219,9 milhões; e de básicos (-14,2%), de US$ 268,5 milhões para US$ 230,4 milhões. Por outro lado, cresceram as vendas de produtos semimanufaturados (16,2%), de US$ 120,6 milhões para US$ 140,2 milhões.

Nas importações, a média diária da primeira semana de janeiro de 2017, de US$ 559,8 milhões, ficou 8,5% acima da média de janeiro de 2016 (US$ 516,1 milhões). Nesse comparativo, cresceram os gastos, principalmente, com adubos e fertilizantes (219,7%), cereais e produtos da indústria de moagem (121,5%), aeronaves e peças (115,0%), combustíveis e lubrificantes (64,8%), equipamentos eletroeletrônicos (26,1%) e instrumentos de ótica e precisão (17,1%).

Ante dezembro de 2016, houve expansão nas importações de 6,8%, pelos crescimentos em aeronaves e peças (95,7%), adubos e fertilizantes (62,3%), combustíveis e lubrificantes (19,1%), químicos orgânicos e inorgânicos (14,9%), equipamentos eletroeletrônicos (13%) e plásticos e obras (7,1%).

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 09/01/2017 15:05:05

LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

Mais lidos

Governo cria Comissão Especial de Reforma do Estado para melhorar gestão pública
  São Paulo, 06/10 (Enfoque) - O governo instituiu hoje (6) a Comissão Especial de Reforma ...
5 tipos de renda passiva
5 tipos de renda passiva O ser humano não é imortal. Uma hora o corpo chega ao limite e precisa...
6 dicas para sair do vermelho
6 dicas para sair do vermelho Há casos em que a gente só enxerga o buraco depois que ele passa do...
Características e curiosidades da economia brasileira
Entendendo a economia de um país, fica melhor a compreensão de sua situação no momento. Com isso...
Melhores aplicativos para ajudar nas suas finanças
Pagar para um acompanhamento profissional não custa barato. Então usufrua desse serviço de graça...
5 melhores cartões sem anuidade
Um dos adventos criados pelo ser humano é o cartão de crédito. O que não são muito legais são ...

Publicidade