Conversor de moedas Transferência internacional

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Semana é marcada por alta do Ibovespa e queda em Wall Street

Escrito por: Redação em 25 de junho de 2010

Em uma semana marcada por importantes indicadores da economia dos Estados Unidos, os mercados acionários encerraram o período com desvalorização. Por aqui, o resultado foi uma leve alta, devido ao deslocamento do Ibovespa na quarta-feira.

No início da semana, as bolsas começaram animadas devido à decisão da China de flexibilizar a cotação de sua moeda, o yuan. No entanto, o desempenho dos mercados perdeu força com dados negativos da economia da Europa e também dos EUA. Este cenário contribuiu para o resultado negativo no período.

Cenário Externo

 

Os indicadores da economia americana começaram a ser divulgados somente na terça-feira. Entre eles o de vendas de casas existentes no país, que avançaram em maio para 5,66 milhões, de acordo com a National Association of Realtors (NAR). Em abril, as vendas ficaram em 5,77 milhões.

Já os preços de imóveis tiveram aumento de 0,8% de março para abril, em uma base com ajuste sazonal. Os dados foram divulgados pela Federal Housing Finance Agency, que revisou de 0,3% para 0,1% a alta de março.

Na quarta-feira, o Departamento de Comércio informou que as vendas de casas novas nos EUA caíram de 504 mil para 300 mil. O resultado ficou bastante abaixo dos 400 mil estimados pelos analistas de mercado.

 

O que não pegou de surpresa do mercado foi a decisão do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve, que decidiu pela manutenção da taxa de referencia de juros em 0% e 0,25% ao ano.

A semana seguiu com dados negativos na quinta-feira, quando foi anunciada uma queda de 1,1% no volume de pedidos de bens duráveis. A única notícia positiva da jornada foi dos pedidos de seguro-desemprego, que ficaram menores do que o estimado.

O dado mais esperado da semana veio somente na sexta-feira e também foi decepcionante. No primeiro trimestre de 2010, a economia dos EUA registrou alta de 2,7%, contra projeção de 3%.

A Confiança do Consumidor, da Universidade de Michigan, fechou a semana de indicadores com resultado de 76 pontos, pouco acima dos 75,5 pontos do mês passado.

Neste contexto, os índices de Wall Street sofreram uma importante desvalorização. No caso do Dow Jones, a queda foi de 2,9% aos 10.145 pontos. Já o S&P 500 perdeu 3,6% aos 1.077 pontos. Confira os gráficos de longo prazo:


Mercado Interno

No Brasil, a semana foi, como de costume, marcada pela divulgação de índices de inflação. Além disso, outro destaque foi os dados do mercado de trabalho brasileiro, referentes ao mês de maio.

Na segunda-feira, o Banco Central divulgou o relatório Focus. No documento consta que a projeção de analistas do mercado financeiro para o crescimento da economia neste ano aumentou pela 14ª semana consecutiva, de 6,99% para 7,06%. Para 2011, foi mantida a expectativa de 4,5%.

Entre os índices de inflação da semana, destaque para oi IPCA-15, que registrou em junho variação de 0,15%, após subir 0,63% em maio. Já o IPCA Especial acumulou alta de 1,3% no segundo trimestre do ano. Os dados foram divulgados pelo IBGE.

O mesmo IBGE informou na quinta-feira que a taxa de desemprego no Brasil, em maio, teve leve avanço para 7,5%, depois de registrar 7,3% em abril. No entanto, segundo o instituto, este foi o melhor mês de maio para o mercado de trabalho desde o início da série histórica em 2002.

Na sexta-feira, estava inicialmente prevista a divulgação o Índice Nacional de preços da Construção Civil (INCC). No entanto, devido ao jogo do Brasil contra Portugal, na Copa do Mundo, a divulgação foi adiada.

Descolada de Wall Street, o Ibovespa fechou a semana com  alta de 0,6% aos 64.819 pontos. Confira o gráfico de longo prazo e também as maiores altas, baixas e as ações mais negociadas da semana:

Maiores Altas

Ativo

Código

Último

Variação

USIMINAS

USIM5

51,06

9,48%

USIMINAS

USIM3

50,20

9,01%

OGX PETROLEO

OGXP3

18,58

8,53%

MRV

MRVE3

13,55

8,49%

ELETROPAULO

ELPL6

36,90

6,96%


Maiores Baixas

Ativo

Código

Último

Variação

PETROBRAS

PETR3

32,02

-6,51%

PETROBRAS

PETR4

27,91

-5,36%

GOL

GOLL4

22,10

-4,91%

NET

NETC4

18,28

-4,59%

VIVO

VIVO4

48,78

-4,35%

 


Mais Negociadas

Ativo

Código

Último

Volume

Segmento

VALE

VALE5

R$ 41,92

2.587.951.008,00

Minerais Metálicos

PETROBRAS

PETR4

R$ 27,91

2.576.460.928,00

Exploração e/ou Refino

OGX PETROLEO

OGXP3

R$ 18,58

994.905.552,00

Exploração e/ou Refino

PETROBRAS

PETR3

R$ 32,02

808.120.416,00

Exploração e/ou Refino

USIMINAS

USIM5

R$ 51,06

663.619.816,00

Siderurgia

A semana foi marcada por uma grande volatilidade no mercado de câmbio no Brasil, com a moeda americana chegando a voltar ao patamar de R$ 1,80. No entanto, o dólar cedeu um pouco, mas encerrou o período com leve valorização.

A mínima na semana para a divisa foi de R$ 1,757 e a máxima em R$ 1,807. Porém, o dólar encerrou em alta de 0,4% a R$ 1,780 para a venda e R$ 1,778 para a compra.
Confira o gráfico de longo prazo:



Fonte:Enfoque Informações Financeiras Ltda.

Recebido em:
25/06/2010 17:17:00

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Redação

Criado em 2003, o FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

aplicativos úteis para acompanhar o mercado financeiro
aluguel de ações
Como fazer com uma cobrança bancária indevida
o mercado financeiro 2018 no primeiro semestre
mercado financeiro