Início Notícias Finanças Pessoais Shopee e AliExpress: o que fazer para não ser taxado pelas compras?

Shopee e AliExpress: o que fazer para não ser taxado pelas compras?

0
pessoa segurando um cartão de crédito na frente de um laptop
4.1
(23)

Vai aproveitar as promoções do Shopee e AliExpress? Mas você sabe o que fazer para não ser taxado pelas compras?

Esses gigantes da internet têm ampliado sua estrutura no Brasil e garantido frete grátis para uma parcela maior das vendas.

Talvez por isso, de acordo com estudo, divulgado neste ano, pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) revela que 54% dos entrevistados já compraram tanto no AliExpress, quanto no Shopee.

Ambas as plataformas são bem parecidas, e o grande diferencial delas é a oferta enorme de produtos com preços muito competitivos em relação a outros marketplaces.

Contudo, algumas desvantagens, entretanto, ainda têm dificultado a adesão de muitos consumidores brasileiros.

Dúvidas sobre a qualidade dos produtos, conversão dos valores em dólares, pagamentos adicionais de impostos ao receber os produtos e, principalmente, prazos de entrega longos que em alguns casos pode chegar a meses.

Mas afinal de contas, qual é o melhor: Shopee ou Aliexpress? Como não ser taxado pelas compras? Confira no artigo!

Qual o prazo de entrega?

Antes de explicarmos como não ser taxado pelas compras, primeiro vamos falar sobre um ponto importante nesses sites: o tempo de entrega.

A Shopee, em termos de logística, realiza a entrega de produtos de vendedores nacionais que possuem estoque em território brasileiro de forma rápida.

Caso essa seja a situação, uma transportadora brasileira realiza a entrega do produto, dependendo da distância, a entrega pode demorar alguns dias úteis ou um pouco mais de uma semana.

Mas uma outra possibilidade é realizar a compra de algum produto de uma loja do exterior na Shopee.

Embora o frete possa acabar sendo grátis, a demora pode ser muito maior. É normal que o prazo médio seja de 14 a 31 dias, mas podendo chegar até mesmo depois disso.

Já a Aliexpress possui armazéns posicionados em território nacional com produtos de maior demanda, dessa forma a entrega acontece de forma mais rápida.

Nesse caso, a entrega pode levar alguns dias úteis, mas também irá depender de onde você mora e da distância dos centro de distribuição de produtos.

Se tratando de compras internacionais, a Aliexpress garante a entrega em até 30 dias, contudo, com frete pago. Dependendo do desembargo na alfândega, esse prazo pode ser menor, tanto na Shopee como na Aliexpress.

+ Dicas importantes de Direito do Consumidor para compras online

Quais são todas as taxas envolvidas na entrega?

Como é sabido, você pode ser taxado pelas compras realizadas fora do país. A alíquota do imposto de importação é de 60% do valor do produto acrescido de frete e seguro, conforme dispõe a Portaria MF 156/99 em seu artigo 1º.

O valor da tributação não pode ser maior que 60% do valor, nem ultrapassar US$3.000,00.

Mesmo que convertidas para reais pela operadora do cartão de crédito ou pelo sistema que gera o boleto bancário, as compras feitas no exterior são em dólar.

Então é necessário somar o valor original do produto + frete + seguro, converter para reais e então aplicar o imposto.

Além do imposto de importação, poderá ser cobrado também ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) que varia dependendo do estado do destinatário. A alíquota de ICMS é atualizada de tempos em tempos, então é necessário ficar atento.

Comprar em datas com grandes volumes de compras pode evitar a taxação em compras

Hoje, a alíquota do ICMS é de 17% na maioria dos estados, embora a cobrança não seja feita para todos eles. Dentre os estados que pagam ICMS estão Rio Grande do Sul (17,5%), Santa Catarina (17%) e Minas Gerais (18%).

Além desse imposto, caso seu produto seja taxado você deverá também pagar R$15 referente ao Despacho Postal dos Correios. Esse valor não entra no cálculo dos impostos e só é somado após todas as taxas serem calculadas.

Contudo, vale lembrar que há uma série de produtos que não são taxados pelas compras. Livros, revistas e periódicos são considerados bens culturais, por isso não sofrem taxas.

Remédios com receita para pessoa física específica também não podem ser taxados, assim como bens adquiridos nas free shops internacionais.

+ Saiba como economizar nas compras online

Como não ser taxado no Shopee ou Aliexpress?

A primeira coisa que você deve saber para não ser taxado pelas compras na internet é: avaliar o tamanho dos pacotes. Afinal, pacotes muito grandes geralmente são taxados.

Entretanto, o comprador deve avaliar se vale a pena fracionar demais sua compra. Afinal, neste caso ele provavelmente não pagará imposto, mas pagará um valor de frete que é superior ao valor que pagaria de impostos.

Assim como grandes e pesadas caixas, aquelas que possuem logos de marcas famosas chamam bastante a atenção, aumentando as chances de serem tributadas.

Ao comprar um produto, peça para que ele seja enviado em uma caixa simples, sem logotipos. Converse com o redirecionador e solicite o serviço de reembalagem: é simples e você pode escapar de ser taxado.

Outro ponto importante é: dê preferência se possível para comprar em datas de grande apelo para o consumo mundial, como Natal, Black Friday, Dia das Crianças e entre outras.

O motivo é simples: a Receita Federal não tem servidores suficientes para taxar algum produto em específico pela quantidade volumosa de produtos. Então fique atento a elas e não deixe essa oportunidade escapar!

Por fim, fique atento ao frete. A compra exige muitas vezes uma entrega na data certa, no entanto, para uma compra online, é preciso alguma estratégia para saber comprar.

Estes fretes especiais como os Priority são sempre taxados por colocarem o produto em prioridade de entrega, pois isso, adivinhe, chama a atenção da alfândega. Ao lugar desses, prefira sempre os fretes Economy ou Express.

E, claro, tente não gastar mais do que 50 dólares.

Governo prepara taxação da Shopee e Aliexpress

O governo federal planeja criar uma taxação mais incisiva em cima das lojas de importações provenientes da China, em especial, a Shoppe e Aliexpress.

De acordo com o jornal O Globo, a medida é uma solicitação de empresários como Luciano Hang, dono da rede Havan, e Alexandre Ostrowiecki, presidente da Multilaser.

A ideia é tributar a importação feita por pessoas físicas já durante a compra nas plataformas, independentemente do valor da importação; ou permitir a cobrança de impostos diretamente das plataformas.

Atualmente o imposto de uma compra no exterior é cobrado apenas quando passa pela alfândega.

Gostou das dicas de como não ser taxado pelas compras nos sites Shopee e AliExpress? Então compartilhe nas suas redes sociais e ajude um amigo que com certeza tem medo de ser taxado pelas compras na internet.

O que achou disso?

Média da classificação 4.1 / 5. Número de votos: 23

Seja o primeiro a avaliar este post.

Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui