Superávit comercial supera os US$ 45 bilhões no acumulado do ano | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,4040
Euro R$ 4,4167
Bitcoin R$ 31.830,01
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 5,054
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Superávit comercial supera os US$ 45 bilhões no acumulado do ano


São Paulo, 19/12 (Enfoque) –

A balança comercial brasileira alcançou superávit de US$ 45,005 bilhões com o resultado da terceira semana de dezembro. O superávit registrado no período foi de US$ 864 milhões, resultado de exportações no valor de US$ 3,969 bilhões e importações de US$ 3,105 bilhões.

No mês, as exportações somam US$ 8,785 bilhões e as importações, US$ 7,057 bilhões, com saldo positivo de US$ 1,728 bilhão. No ano, as exportações totalizam US$ 178,088 bilhões e as importações, US$ 133,083 bilhões, gerando saldo positivo de US$ 45,005 bilhões.

Análise da semana

A média das exportações da terceira semana chegou a US$ 793,8 milhões, 15,3% acima da média de US$ 688,2 milhões até a segunda semana, em razão do aumento de 24% nas exportações de produtos manufaturados e de 20,6% nas vendas de produtos básicos. Por outro lado, decresceram as vendas de produtos semimanufaturados (-13,8%).

Entre os produtos manufaturados, foram destaque aviões, automóveis de passageiros, açúcar refinado, veículos de carga e produtos laminados planos de ferro e aço. Já entre os produtos básicos, minério de ferro, petróleo em bruto, farelo de soja, soja em grão e milho em grão contribuíram para o resultado positivo.

Do lado das importações, houve crescimento de 10% sobre igual período comparativo, explicado, principalmente, pelo aumento nos gastos com combustíveis e lubrificantes, equipamentos eletroeletrônicos, adubos e fertilizantes, instrumentos de ótica e precisão e plásticos e obras.

Análise do mês

Nas exportações, comparadas as médias até a terceira semana de dezembro de 2016 (US$ 732,1 milhões) com a média de dezembro de 2015 (US$ 762,9 milhões), houve queda de 4%, em razão da diminuição nas vendas de produtos básicos (-9,8%) e manufaturados (-2,2%). Por outro lado, aumentaram as vendas de produtos semimanufaturados (3,5%).

Em relação a novembro de 2016 (média diária de US$ 811 milhões), houve diminuição de 9,7%, em virtude da queda nas vendas das três categorias de produtos: manufaturados (-15,7%), semimanufaturados (-4,9%) e básicos (-4,2%).

Nas importações, a média diária até a terceira semana de dezembro de 2016 (US$ 588 milhões) ficou 22,7% acima da média de dezembro de 2015 (US$ 479,2 milhões). Nesse comparativo, aumentaram os gastos, principalmente, com equipamentos eletroeletrônicos, veículos automóveis e partes, instrumentos de ótica e precisão, equipamentos mecânicos e farmacêuticos.

Ante novembro de 2016, houve crescimento de 2,6%, pelos aumentos em combustíveis e lubrificantes, instrumentos de ótica e precisão, farmacêuticos, equipamentos mecânicos e adubos e fertilizantes.

Divulgação

A Secex informa que não haverá divulgação dos dados da balança comercial na próxima segunda-feira, 26 de dezembro

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 19/12/2016 15:04:13







Mais lidos

Como escolher o seguro de vida mais adequado para você
Você já pensou o quanto um seguro de vida pode ser útil nos dias de hoje? Quando as pessoas busca...
7 livros sobre Bitcoin, Blockchain e Criptomoedas
Algumas pessoas aprendem mais lendo, outras vendo vídeos ou até mesmo escutando música. Cada um t...
FGTS inativo: quem tem direito e como sacar
Todo trabalhador brasileiro com contrato formal, regido pela Consolidação das Leis do Trabalho, a ...
Férias de julho no Brasil: para onde ir?
O meio do ano está chegando e é hora de decidir onde passar as férias em família. Mesmo com algu...
Como limpar seu nome no SPC e Serasa
Seu nome está no SPC e Serasa? Muitos brasileiros estão nessa situação. Em fevereiro, 61,7 milh...
Escolas de negócios: Brasil tem 3 das melhores do mundo
Três das melhores escolas de negócios do mundo em 2018 estão no Brasil. São elas: a Fundação ...




Publicidade