Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,230
Bovespa 74.538,54
CDI 8,14% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Euro R$ 3,850
Libra R$ 4,313
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do Dólar Hoje e Euro hoje


Superávit comercial supera os US$ 45 bilhões no acumulado do ano


São Paulo, 19/12 (Enfoque) –

A balança comercial brasileira alcançou superávit de US$ 45,005 bilhões com o resultado da terceira semana de dezembro. O superávit registrado no período foi de US$ 864 milhões, resultado de exportações no valor de US$ 3,969 bilhões e importações de US$ 3,105 bilhões.

No mês, as exportações somam US$ 8,785 bilhões e as importações, US$ 7,057 bilhões, com saldo positivo de US$ 1,728 bilhão. No ano, as exportações totalizam US$ 178,088 bilhões e as importações, US$ 133,083 bilhões, gerando saldo positivo de US$ 45,005 bilhões.

Análise da semana

A média das exportações da terceira semana chegou a US$ 793,8 milhões, 15,3% acima da média de US$ 688,2 milhões até a segunda semana, em razão do aumento de 24% nas exportações de produtos manufaturados e de 20,6% nas vendas de produtos básicos. Por outro lado, decresceram as vendas de produtos semimanufaturados (-13,8%).

Entre os produtos manufaturados, foram destaque aviões, automóveis de passageiros, açúcar refinado, veículos de carga e produtos laminados planos de ferro e aço. Já entre os produtos básicos, minério de ferro, petróleo em bruto, farelo de soja, soja em grão e milho em grão contribuíram para o resultado positivo.

Do lado das importações, houve crescimento de 10% sobre igual período comparativo, explicado, principalmente, pelo aumento nos gastos com combustíveis e lubrificantes, equipamentos eletroeletrônicos, adubos e fertilizantes, instrumentos de ótica e precisão e plásticos e obras.

Análise do mês

Nas exportações, comparadas as médias até a terceira semana de dezembro de 2016 (US$ 732,1 milhões) com a média de dezembro de 2015 (US$ 762,9 milhões), houve queda de 4%, em razão da diminuição nas vendas de produtos básicos (-9,8%) e manufaturados (-2,2%). Por outro lado, aumentaram as vendas de produtos semimanufaturados (3,5%).

Em relação a novembro de 2016 (média diária de US$ 811 milhões), houve diminuição de 9,7%, em virtude da queda nas vendas das três categorias de produtos: manufaturados (-15,7%), semimanufaturados (-4,9%) e básicos (-4,2%).

Nas importações, a média diária até a terceira semana de dezembro de 2016 (US$ 588 milhões) ficou 22,7% acima da média de dezembro de 2015 (US$ 479,2 milhões). Nesse comparativo, aumentaram os gastos, principalmente, com equipamentos eletroeletrônicos, veículos automóveis e partes, instrumentos de ótica e precisão, equipamentos mecânicos e farmacêuticos.

Ante novembro de 2016, houve crescimento de 2,6%, pelos aumentos em combustíveis e lubrificantes, instrumentos de ótica e precisão, farmacêuticos, equipamentos mecânicos e adubos e fertilizantes.

Divulgação

A Secex informa que não haverá divulgação dos dados da balança comercial na próxima segunda-feira, 26 de dezembro

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 19/12/2016 15:04:13

Mais lidos

Refinanciamento: como renegociar uma dívida?
No refinanciamento, existe o processo de renegociação da dívida e a portabilidade da dívida. A r...
Onde investir seu dinheiro do FGTS
O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é um direito de todo trabalhador registrado pelo re...
CDB? LCI? FGC? Aprenda as siglas do mercado financeiro.
São tantas siglas nos jornais de economia que às vezes nem lemos. Fim dos problemas, trazemos a so...
O que você precisa saber para ter uma boa aposentadoria
Desde que surgiram os rumores da Reforma da Previdência, não se fala em outra coisa: como fica a a...
Crédito imobiliário: entenda como é um financiamento
Você está pensando em recorrer ao crédito imobiliário para a compra de um imóvel? O crédito é...
Como escolher o melhor cartão de crédito para você
Se no início da história do cartão de crédito a oferta era pouca e restrita, hoje você encontra...

Publicidade