Tensão na Líbia faz mercados fecharem semana no vermelho | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,4040
Euro R$ 4,2693
Bitcoin R$ 27.500,00
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,874
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Tensão na Líbia faz mercados fecharem semana no vermelho

A semana nos mercados acionários em todo o mundo foi de bastante tensão, com quase todas as atenções voltadas para Líbia, no norte da África. Grupos opositores ao ditador Muammar al-Khadafi comandam uma série de protestos no país, que são revidados de forma violenta pelos simpatizantes do sistema.

A tensão na Líbia, que faz parte da Organização dos Países Exportadores de Petróleo, fez com que o preço do petróleo disparasse e despertou também uma onda de temor em diversos mercados. Com isso, as bolsas mais importantes acumularam importantes perdas no período.

A agenda econômica também foi bastante movimentada. No entanto, mesmo os indicadores que tiveram resultados melhores do que o esperado pelos investidores conseguiram conter a desvalorização originada pela tensão no mundo árabe.

Mercado Externo

Entre os indicadores divulgados na semana, o mais importante foi a segunda prévia do Produto Interno Bruto (PIB) do 4º trimestre de 2010. Na leitura anterior, o resultado havia sido de alta de 3,2%, contra os 2,8% informados na sexta-feira pelo Departamento de Comércio do país. O número também ficou abaixo das estimavas do mercado, que apostavam em 3,4%.

No setor imobiliário, destaque para o índice de preços da casas, apurado pela consultoria Case-Shiller e a Standard & Poor’s, que apresentou em dezembro queda de 1% nas 20 maiores cidade em relação a outubro. Na quarta-feira, foi a vez do volume de vendas de casas existentes, que subiu 2,7%, e atingiu total de 5,36 unidades. O resultado veio acima do esperado.


Já as vendas de casas novas recuaram em mais de 12% em janeiro, devolvendo os ganhos registrados no mês anterior. No período, as vendas de imóveis novos caíram para 284 mil, contra taxa revisada de 325 mil do dezembro. O resultado veio abaixo do esperado, de 300 mil unidades.

Também merecem destaque a divulgação de dois índices de atividade. O primeiro, da região de Richmond, registrou em fevereiro alta para 25 pontos, contra 18 pontos levantados em janeiro, informou o Fed da região. Já o índice nacional de atividade do Fed de Chicago registrou em janeiro -0,16 pontos, de acordo com pesquisa divulgada nesta quinta-feira pelo escritório regional do Fed.

Entre os índices de confiança do consumidor, o apurado pela Conference Board teve o melhor resultado em três anos, ao passar de 60.6 pontos para 70,4 pontos em fevereiro. Já o da Universidade de Michigan avançou de 75,1 para 77,5 pontos.

Finalmente, os pedidos de bens duráveis avançaram 2,7% em janeiro, com aumento da demanda de aviões comerciais. O resultado veio um pouco abaixo do esperado, de 3%, e representa a primeira alta em quatro meses.

Dentro deste cenário, o Dow Jones encerrou a semana acumulando queda de 2,1% aos 12.130,5 pontos, enquanto o S&P 500 recuou 1,7% aos 1.319,89 pontos. Confira os gráficos de longo prazo:

Mercado Interno

No calendário econômico brasileiro, o principal destaque ficou para a divulgação da taxa de desemprego no país. Em janeiro, a taxa de desocupação 6,1%, um avanço de 0,8 ponto percentual em relação a dezembro. No entanto, na comparação com janeiro de 2010 foi registrada queda 1,1 ponto percentual. A taxa também foi a menor para o primeiro mês do ano desde janeiro de 2003.

Outro importante dado do período, o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) variou 1,00%, em fevereiro. Em janeiro, o índice variou 0,79%.

Além disso, o superávit da balança comercial da terceira semana de fevereiro foi de US$ 577 milhões. As exportações totalizaram de US$ 4,542 bilhões e as importações de US$ 3,965 bilhões.

Ainda na semana que passou, a FGV divulgou que o Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) registrou, em fevereiro, taxa de variação de 0,39%, acima do resultado do mês anterior, de 0,37%. No ano, o índice acumula variação de 0,76% e nos últimos 12 meses, a taxa registrada é de 7,46%.

 

Já o Índice de Confiança do Consumidor (ICC), também da FGV elevou-se em 0,8% entre janeiro e fevereiro de 2011, ao passar de 121,6 para 122,6 pontos.

Com isso, o Ibovespa acumulou queda de 1,7% na semana e fechou aos 66.903 pontos. Confira o gráfico de longo prazo, as maiores altas, baixas e as ações mais negociadas da semana:

Maiores Altas

Ativo

Código

Último

Variação

KLABIN S/A

KLBN4

6,22

10,09%

PORTX

PRTX3

3,72

8,45%

LLX LOG

LLXL3

4,43

7,00%

VIVO

VIVO4

59,05

6,49%

PETROBRAS

PETR3

32,86

6,21%

Maiores Baixas

Ativo

Código

Último

Variação

USIMINAS

USIM5

18,60

-11,55%

GERDAU MET

GOAU4

25,65

-9,81%

GERDAU

GGBR4

21,85

-9,07%

CYRELA REALT

CYRE3

17,00

-7,91%

B2W VAREJO

BTOW3

24,91

-7,64%

Mais Negociadas

Ativo

Código

Último

Volume

Segmento

PETROBRAS

PETR4

R$ 28,60

4.868.653.760,00

Exploração e/ou Refino

VALE

VALE5

R$ 49,26

3.291.767.040,00

Minerais Metálicos

OGX PETROLEO

OGXP3

R$ 19,00

1.479.292.992,00

Exploração e/ou Refino

PETROBRAS

PETR3

R$ 32,86

1.338.848.624,00

Exploração e/ou Refino

ITAUUNIBANCO

ITUB4

R$ 36,31

1.246.554.240,00

Bancos

Mercado Cambial


A semana mais uma vez foi marcada pela atuação constante do Banco Central para a compra de dólares, tanto no mercado à vista, quanto no mercado a termo de câmbio. Além disso, a semana foi tensa a situação na Líbia, com uma escalada no preço do petróleo.

Mesmo com tantas pressões, o dólar comercial encerrou a semana com variação nula, encerrando nos mesmos R$ 1,6640 do dia 18 de fevereiro, sexta-feira passada.
Confira o gráfico de longo prazo:



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
25/02/2011 18:18:07

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Mais lidos

Foi demitido? Saiba como obter o seguro desemprego
O seguro desemprego tem sido um recurso importante para os milhares de desempregados no Brasil. Os d...
Como começar a investir com R$3 mil?
Investir com pouco dinheiro é uma questão para muitas pessoas. Parece que para fazer uma aplicaç...
Restituição do Imposto de Renda 2018: veja cronograma
Em 2018, os milhares de contribuintes tiveram até 30 de abril para declarar o Imposto de Renda. Ago...
Cerca de 7 milhões de brasileiros têm FGTS atrasado
FGTS atrasado é uma realidade para cerca de 7 milhões de brasileiros. De acordo com a Procuradoria...
Brasileiros no Japão: emissão de vistos cresce 145%
Muitos brasileiros estão buscando novas oportunidades em outros países, e o motivo desse fluxo mig...
BC aumenta oferta do swap cambial e dólar fecha em queda
Após seis altas consecutivas, o dólar fechou em queda nos últimos dias esta semana. Para o alívi...




Publicidade