Vai faltar dinheiro da caderneta de poupança para financiar imóveis, alerta Abecip | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$4,05
Euro R$4,69
Libra R$5,22
Peso R$0,14
Bitcoin R$26.147,48
Ethereum R$1.133,97
Litecoin R$228,02
Ripple R$1,36
Bovespa 81.533,08
CDI 2,64% a.a
Selic 6,40% a.a
Poupança 0,50% a.a
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Vai faltar dinheiro da caderneta de poupança para financiar imóveis, alerta Abecip

Os financiamentos imobiliários lastreados por recursos da caderneta de poupança alcançaram, em 2010, o valor recorde de R$ 56,2 bilhões, 65% a mais do que em 2009. Esse ritmo de crescimento é “ótimo”, segundo a Associação Brasileira de Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), mas está com o futuro ameaçado. O saldo das cadernetas de poupança não tem crescido tanto quanto a demanda por imóveis.

O presidente da Abecip, Luiz Antonio França, disse que, em cerca de dois anos, o valor dos financiamentos deve chegar ao limite de 65% do saldo das cadernetas que os bancos são obrigados a ofertar. A partir de então, os empréstimos não crescerão mais até que os depósitos da poupança aumentem ou seja encontrada uma outra fonte de recursos para o crédito imobiliário.

Em 2010, o saldo das cadernetas de poupança cresceu 18% e atingiu o valor de R$ 299,9 bilhões. Com este montante, e já considerando o limite dos 65%, os bancos podem emprestar até cerca de R$ 195 bilhões para compra de imóveis. França afirmou que os bancos já emprestam, aproximadamente, R$ 100 bilhões.

“Vamos ter de colocar outra forma de funding [fonte de recursos], pois a demanda cresce mais do que o saldo das cadernetas”, afirmou ele. “Estamos enxergando escassez de funding na caderneta de poupança.”

Segundo França, os bancos já estão discutindo soluções para o problema que se aproxima. Uma das propostas é o governo permitir que as instituições financeiras emitam títulos para captar recursos específicos para o financiamento imobiliário. O que poderá acarretar em mudanças nas atuais condições dos empréstimos. Segundo França, empréstimos que usam a receita dos títulos como fonte de recursos devem ter juros mais altos dos que os que utilizam o dinheiro da poupança.

O presidente da Abecip disse que a redução dos impostos cobrados dos mutuários e dos bancos poderia baratear essa modalidade de crédito. Ele assegurou que o governo está buscando soluções. “Estamos trabalhando muito com a Secretaria de Política Econômica [do Ministério da Fazenda]. Felizmente, o governo se sensibilizou sobre o assunto”.



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
15/02/2011 18:30:50

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora







Mais lidos

Trabalhar em casa: 28 profissões para ganhar dinheiro
Trabalhar em casa e ganhar dinheiro no conforto do lar é um sonho para muitas pessoas. No Brasil, o ...
Cartões de crédito sem anuidade: veja os 10 melhores
Procurando cartões de crédito sem anuidade? Eles definitivamente conquistaram o seu espaço na eco ...
10 marcas mais valiosas do mundo em 2018
O ano está chegando na metade e as empresas não param de crescer. Esse é o resultado da pesquisa ...
Os jogadores mais bem pagos do mundo em 2018
Quem são os jogadores mais bem pagos do mundo? Muito provavelmente você vai responder Cristiano Ro ...
Cartão de crédito com aprovação imediata existe?
Quem não quer ter um cartão de crédito hoje em dia para realizar as compras? Muitas instituiçõe ...




Publicidade