Vendas do Tesouro Direto somam R$ 1,9 bilhão em outubro | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,281
Euro R$ 3,857
Bitcoin R$ 51.950,05
Bovespa 74.538,54
CDI 8,14% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,403
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Vendas do Tesouro Direto somam R$ 1,9 bilhão em outubro


São Paulo, 18/11 (Enfoque) –

A venda de títulos a pessoas físicas por meio do programa Tesouro Direto somou R$ 1,885 bilhão em outubro, informou hoje (18) o Tesouro Nacional. O programa atingiu 1,24 milhão de cadastrados no mês passado, com aumento de 74,4% nos últimos 12 meses. Somente no mês passado, cadastraram-se 50.539 investidores.

O valor médio por operação em outubro foi de R$ 10.710,48. As aplicações de até R$ 5 mil corresponderam a 70,3% das operações no período, o que sinaliza a utilização do programa por pequenos investidores. O total de operações de investimentos realizadas no mês, 175.997, foi o mais alto da série histórica.

Os títulos mais procurados em outubro foram os indexados ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, respondendo por 60% dos investimentos. Os títulos atrelados à Selic, taxa básica de juros da economia, equivaleram a 21,6% do total. Por fim, os títulos prefixados, cujos juros são definidos antecipadamente, representaram 18,4%.

No mês, o estoque do Tesouro Direto alcançou R$ 38,1 bilhões, um aumento de 4,1% em relação a setembro e de 66,2% sobre outubro de 2015.

O Tesouro Direto foi criado em janeiro de 2002 para popularizar esse tipo de aplicação e permitir que pessoas físicas possam adquirir títulos públicos diretamente do Tesouro, via internet, sem intermediação de agentes financeiros. O aplicador só tem de pagar uma taxa à corretora responsável pela custódia dos títulos. Mais informações podem ser obtidas no site do Tesouro Direto.

A venda de títulos é uma das formas que o governo tem de captar recursos para pagar dívidas e honrar compromissos. Em troca, o Tesouro Nacional se compromete a devolver o valor com um adicional que pode variar de acordo com a Selic, índices de inflação, câmbio ou uma taxa definida antecipadamente, no caso dos papéis prefixados.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 18/11/2016 16:59:15







Mais lidos

Alugar ou comprar imóvel 2018?
Esse é um momento de alugar ou comprar imóvel? Na dúvida, algumas questões devem ser avaliadas. ...
Investimento além da poupança: formas de aplicar seu dinheiro
A poupança viu uma melhora de cenário em novembro de 2017. Quando em outubro houve retirada líqui...
Como viajar usando milhas? Entenda como funciona
Os programas de milhas são programas de relacionamento das companhias aéreas, em que a cada viagem...
15 negócios em alta para você já pensar em 2018
Ser seu próprio chefe é o sonho de muitos brasileiros. Já pensou nisso? Preparamos uma lista com ...
Cartão de crédito gratuito: é possível ter um?
Como ter um cartão de crédito gratuito? Calma, que é possível. As instituições financeiras e b...
Melhores investimentos em 2018
“Ano novo, vida nova.” Frase clássica de fim de ano. Mas, enquanto a maioria das pessoas faz pl...




Publicidade