Início Notícias Investimentos Especialista recomenda onde investir em outubro

Especialista recomenda onde investir em outubro

0
5
(2)

Onde investir em outubro depois de setembro registrar o pior mês da Ibovespa desde março, com queda de 4,8%?

Essa incerteza ganha força com o aumento do temor fiscal brasileiro e a intensa reação negativa do mercado ao anúncio do programa Renda Cidadã.

Neste cenário, além da Bolsa, o Tesouro Selic também sofreu perdas no mês de setembro. Por outro lado, os fundos atrelados ao Certificado de Depósito Interbancário (CDI) conseguiram ficar no azul, graças aos papéis de crédito privado.

Contudo, outubro apresenta mais desafios para os investidores. As eleições presidenciais nos Estados Unidos se aproximam e a segunda onda de contaminações pela Covid-19 na Europa também deve permanecer no radar.

Diante disso tudo, o investidor pode se perguntar em quais tipos de ativos é melhor aplicar dinheiro no novo mês.

“Uma coisa é certa: com a manutenção dos juros em 2% ao ano, a mínima histórica, para manter a rentabilidade da carteira no passado é necessário correr mais riscos”, afirma o coordenador do MBA de Gestão Financeira da FGV, Ricardo Teixeira.

Especialista diz que brasileiro terá que arriscar e diversificar carteira

Ricardo Teixeira ressalta que o brasileiro terá que descobrir qual a sua tolerância ao risco para investir em outubro. Só assim, segundo ele, será possível conseguir uma rentabilidade considerável.

“A partir da resposta, monte uma carteira de investimentos diversificada, mas dentro da taxa de risco que você está disposto a correr. Uma coisa é certa, para ganhar dinheiro em um momento como o que estamos, só correndo risco”, afirma Teixeira.

Contudo, o professor da Fundação Getulio Vargas lembra que nem todos estão dispostos a se arriscarem no mercado.

“Se você conseguir administrar seus investimentos dando um retorno acima da taxa da inflação e esperando com liquidez, o melhor momento para mudar de posição, você já será um vencedor”, explica o especialista em gestão financeira.

Onde investir em outubro para ter maior rentabilidade?

Veja a lista com dicas para investir em outubro do coordenador do MBA de Gestão Financeira da FGV, Ricardo Teixeira:

1 – Tesouro direto

Pelo Tesouro Direto, pessoas físicas poderão adquirir papéis do governo. Essa modalidade permite investimento de pouco valor, com liquidez diária. Outra vantagem é que o investidor poderá aplicar em diversas instituições.

O título Tesouro Selic é uma ótima opção por apresentar pouca volatilidade, com pouca oscilação. Por isso, se torna bastante recomendado para quem desejar uma reserva de emergência, apesar da desvalorização recente.

Outro título do Tesouro Direto que pode gerar resultados positivos é o Tesouro IPCA. Essa forma de investimentos é indicada para quem apresenta um perfil seguro e conservador, com possibilidade de lucros de médio e longo prazo.

2 – Fundos multimercado

Essa opção é mais indicada para investidores que possuem um perfil mais moderado. Sendo assim, a pessoa poderá diluir os riscos, com aplicações em moedas e ações, por exemplo. Desde 2018, vêm apresentando resultados interessantes para o investimento.

Ricardo Teixeira, coordenador do MBA de Gestão Financeira da FGV

Dessa forma, o fundo tem baixa volatilidade. O risco se torna menor e poderá ter diversas estratégias para gerar lucros.

3 – Debêntures

Os debêntures representam os títulos de renda fixa que são emitidos por instituições privadas.

Essa opção tende a ser mais estável que ações, com investimento em renda fixa.

A categoria de debêntures incentivadas apresenta isenção de Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

O investidor poderá se arriscar com o gasto menor em taxas. Há a possibilidade de encontrar empresas que oferecem prêmios na emissão desse tipo de investimento.

4 – Fundos imobiliários

Os Fundos Imobiliários (FIIs) são uma opção simplificada e de baixo custo para o investimento. O lucro acontece com o ganho após a conclusão de operações imobiliárias, sendo dividido entre os participantes das cotas.

Por conta da atual situação de pandemia, é preciso ter bastante cuidado para decidir pela melhor opção. Os FIIs mais recomendados são os que oferecem pagamentos positivos de dividendos, com bom valor e de reconhecimento no mercado.

Você é iniciante na Bolsa de Valores e ainda tem dúvidas sobre como investir? Então baixe o e-book exclusivo do FinanceOne:

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Seja o primeiro a avaliar este post.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui