Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Imposto de Renda: como baixar programa da Receita Federal

Escrito por: Mateus Carvalho em 28 de março de 2019

Para quem não vai contratar uma pessoa para fazer a declaração do Imposto de Renda, e irá declarar sozinho, é necessário saber que existe um programa para isso.

O contribuinte pode baixar programa da Receita Federal e preencher as informações solicitadas para depois realizar o envio.

É importante lembrar que o prazo para declarar o Imposto de Renda vai até o dia 30 de abril.

Por isso, se você ainda não declarou, é necessário baixar o programa da Receita Federal o quanto antes.

Até porque deixar para enviar as informações nos últimos dias pode acarretar em dor de cabeça, devido à instabilidade do site.

baixar-programa-da-Receita-Federal

Os contribuintes que já sabiam como baixar o programa da Receita Federal e que enviaram a declaração nos primeiros dias terão prioridade na hora de receber a restituição.

Ela será paga entre os meses de junho e dezembro deste ano.

Aprenda como baixar programa da Receita Federal

O procedimento é bem simples, porém alguns contribuintes podem ter dúvidas na hora de baixar programa da Receita Federal e realizar a instalação.

Confira abaixo o passo a passo:

1º passo: acesse o site da Receita Federal do Brasil;

2º passo: na página inicial, será preciso localizar “Centrais de Conteúdo”, no final da página. Depois, clique em “Download”, e após isso irá aparecer no quadro “Para Você”. Clique em DIRPF (Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física);

3º passo: nessa etapa irá aparecer uma relação de programas, onde será necessário clicar em “IRPF 2019 (rendimentos recebidos em 2018)”;

4º passo: agora em “Downloads do Programa”, você deverá selecionar a forma desejada de preenchimento da sua declaração. Vale ressaltar que você pode começar a preencher de uma forma e depois alterar para outra. Sendo elas: computador, dispositivo móvel ou certificado digital;

5º passo: se você escolher a opção “computador”, selecione o sistema desejado (Windows, Mac, Linux e Solaris). Depois, você poderá executar o programa, que após a instalação criará um ícone da DIRPPF 2019 na área de trabalho;

6º passo: se você escolheu a opção de preenchimento por “dispositivo móvel” (tablet e smartphones), o sistema operacional é do Android ou iOS. Por isso, é necessário acessar o aplicativo “Meu Imposto de Renda”, disponível no Google Play ou App Store;  

7º passo: se você escolher “Certificado Digital”, o atendimento será virtual por meio do eCAC (Centro Virtual de Atendimento). Você deverá acessar o serviço “Meu Imposto de Renda”, no site da Receita, podendo ser feito pelo contribuinte ou representante com a procuração eletrônica ou a própria da Receita Federal;

8º passo: após realizar a instalação, é só começar a preencher a declaração com todos os dados solicitados.

Quem precisa declarar o Imposto de Renda

Agora que você já sabe como baixar programa da Receita Federal, está na hora de saber se está na lista para declarar o Imposto de Renda.

Ainda tem dúvidas se precisa ou não declarar? Confira:

– Contribuintes residentes em terras brasileiras com rendimentos tributáveis superiores ao valor de R$28.559,70 no ano de 2018 (ou R$1.903,98 mensais);

– Aqueles que tiveram ao decorrer de 2018 ganho de capital por meio de alienação de bens e direitos. Ou que também manusearam operações em bolsas de valores;

– Cidadãos que receberam rendimentos não-tributáveis e tributados exclusivamente na fonte, com soma superior a R$40 mil no ano anterior;

– Devem declarar aqueles que têm em renda bruta em valor que ultrapasse R$128.308,50 obtidos por meio de atividade rural;

– Quem escolheu pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferida na venda de imóveis residenciais;

– Pessoas que têm propriedades de bens ou direitos, incluindo terra nua, no valor total superior de R$300 mil, em 31 de dezembro de 2018;

– Aqueles que pretendem compensar, no ano anterior ou posterior, prejuízos relativos à atividade rural de anos-calendários anteriores.

Vale ressaltar, ainda, as pessoas que estão isentas de declarar o Imposto de Renda deste ano.

São elas:

– Aposentados diagnosticados com alguma doença grave disposta na Lei 7.713/88 (câncer, Aids, paralisia, entre outros). É necessário declarar o Imposto de Renda 201 e, a isenção não é automática. Sendo assim precisa ser solicitada na fonte pagadora do benefício;

– Aqueles que tenham renda mensal inferior ao limite da alíquota de isenção. Essas pessoas não precisam declarar o imposto de renda.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

viagem de Natal e Ano Novo
A inexperiência com o dinheiro e a falta de planejamento podem levar ao descontrole financeiro
Aéreas de baixo custo
Black Friday chegando: como não cair em ciladas
Adeus, consumismo: dicas para fazer compras em brechó