Tempo de leitura: 4 minutos

Tabela FIPE

A Tabela FIPE é o principal parâmetro de valor no mercado de carros, motos e caminhões. O que inclui veículos novos, seminovos e usados. Esse índice pode ser utilizado, também, para a realização de contratos, seguros e tributos, como o IPVA. Essa tabela é atualizada mensalmente e cada pesquisa pode ser refinada de acordo com a versão, motorização e ano-modelo do automóvel selecionado.

O cálculo da FIPE se dá pelo seguinte modo: é realizada uma coleta de preços de carros, motos e caminhões no mercado nacional. Com esses valores, pesquisadores descartam os preços muito altos, baixos ou com alguma desconformidade estatística. Os números que sobram são utilizados para criar uma média, e é esse o valor que vai constar para aquele determinado veículo na tabela.

A Tabela FIPE é confiável?

Sim, é confiável. FIPE significa Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas e é regulamentada desde 1997 pelo Governo Federal. Sua mensuração é feita pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP).

Como consultar a Tabela FIPE?

Para utilizar nosso simulador da Tabela FIPE basta seguir os seguintes passos: passo- Escolha um tipo de veículo, ou seja, um carro, moto ou caminhão. passo- Escolha a marca do veículo. passo- Depois escolha o modelo do veículo. Neste passo, tenha a atenção de saber todos os detalhes do modelo que deseja adquirir, afinal, eles influenciam no valor final do veículo. passo – Selecione o ano do veículo. Pronto, a partir daí geramos para você o valor correto da Tabela FIPE de acordo com o mês vigente.

consultar-tabela-fipe
Consulta à Tabela FIPE

Como consultar a tabela FIPE para a indenização de seguros?

A indenização é um valor pago ao segurado quando seu veículo sofre perda total ou não é recuperado após um roubo ou furto. Equivale ao valor do capital segurado da apólice, que é o valor máximo que o segurado pode receber no caso de um sinistro com cobertura. Essa indenização de seguro pode variar de acordo com a apólice fechada por você no momento da contratação. E ela pode ser por um valor pré-determinado ou seguir a Tabela FIPE. Neste caso, só conseguimos calcular o valor de indenização referenciado pela Tabela FIPE. Ao contratar o seguro, o motorista pode escolher o percentual do valor da tabela Fipe que deseja adotar para pagamento da indenização integral. Pode ser um valor inferior a 100% do preço da tabela Fipe, o que tende a baratear o seguro; o valor de 100% do preço da tabela Fipe; ou um valor superior a 100% do preço da tabela Fipe, o que tende a encarecer o seguro. Esse tipo de seguro considera a desvalorização do veículo na hora de pagar a indenização integral. Isso se deve ao valor de referência, que é sempre o preço do veículo segurado no mês de pagamento da indenização. Ou seja, o valor da sua indenização vai depender da porcentagem segurada, do momento em que você vai precisar contatar e do mês em que o seguro vai sair. Vamos supor que você compre um veículo de R$75 mil. Caso seu veículo seja roubado no ano seguinte e nesse período a valorização do seu veículo caia para R$70 mil e o seu seguro cubra 80% da indenização, seu valor de indenização será de R$56 mil.

Qual a relação entre a Tabela FIPE e o Seguro de Carros?

A Tabela FIPE é o índice utilizado por todas as seguradoras de automóveis. A indenização do seguro de veículo é paga de acordo com o preço médio dessa tabela (e não no valor máximo, como muitos pensam). É sempre considerado o mês que a indenização vai ser paga, e não o mês em que o dono do veículo contratou o seguro. O valor total da indenização está sujeito tanto à valorização quanto à desvalorização, levando em consideração o valor de mercado do automóvel.

Toda negociação deve seguir a Tabela FIPE?

Não. Por isso, não é difícil encontrar anúncios com valores distantes do indicado pela FIPE para aquele modelo. Todo proprietário tem o direito de cobrar o valor que acha o mais justo para aquele veículo, podendo pedir um preço muito alto por um veículo raro ou com quilometragem extremamente baixa, por exemplo. Há ainda intermediadores (como lojas e sites de venda) em carros anunciados que também costumam gerar valores acima dos tabelados pela FIPE, pois incluem comissões e margens de lucro.

Como fazer bons negócios independentemente da Tabela FIPE?

Por mais que fazer negócios utilizando a Tabela FIPE pareça uma oportunidade e tanto, ela pode não ser o melhor negócio para o seu automóvel. Até porque, tudo vai depender do estado de conservação, problemas e quilometragem rodada. Uma boa forma de fazer negócios é observando o valor médio de preços do veículo que você deseja vender ou adquirir. Esteja sempre atento aos valores e, se encontrar um veículo muito abaixo do valor de mercado, desconfie. Afinal o barato pode sair muito caro lá na frente.

O que achou disso?

Média da classificação / 5. Número de votos:

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?