Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisConfira 9 formas de pagar menos imposto de renda

    Confira 9 formas de pagar menos imposto de renda

    4.3
    (18)

    Todo ano é preciso realizar a declaração do imposto de renda dentro do prazo estabelecido pela Receita Federal. Mas você, pessoa física, sabe como pagar menos imposto de renda legalmente?

    Publicidade

    Sim, há uma série de deduções previstas em lei que podem fazer você pagar um valor menor. Mas é preciso saber como fazer a declaração corretamente.

    Afinal, você não quer cometer irregularidades e cair na malha fina, certo?

    + Imposto de Renda: veja como baixar programa da Receita Federal

    É possível pagar menos imposto de renda?

    Na declaração completa, por deduções legais, é possível descontar despesas médicas, de educação, com dependentes, com empregada doméstica e de contribuição à previdência complementar.

    Sabia que há, inclusive, investimentos que são livres de imposto de renda?

    Publicidade

    Além disso, as deduções legais incluem contribuição à previdência oficial, doações ao Estatuto da Criança e do Adolescente, do Idoso, de Incentivo à Cultura, à Atividade Audiovisual e ao desporto.

    Por isso é possível pagar menos imposto como pessoa física legalmente. Veja as dicas e como fazer isso a seguir.

    Como pagar menos imposto de renda legalmente?

    Na determinação da base de cálculo sujeita à incidência mensal do imposto podem ser deduzidos alguns itens do rendimento tributável. Como visto acima.

    Mas isso varia no caso de retenção na fonte ou recolhimento mensal (carnê-leão).

    As informações são do Programa Imposto sobre a Renda (PIR), divulgado todo ano pela Receita Federal com perguntas e respostas sobre o Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF).

    Publicidade

    Para entender as formas de pagar menos imposto de renda em cada caso, confira a lista a seguir.

    1. Pensão alimentícia

    Importâncias pagas em dinheiro a título de pensão alimentícia podem ser deduzidas. Isso quando em cumprimento de decisão judicial.

    Inclusive a prestação de alimentos provisionais, de acordo homologado judicialmente, ou por escritura pública.

    Em caso de sociedade conjugal, a dedução somente se aplica quando o provimento de alimentos for decorrente da dissolução daquela sociedade.

    2. Dependentes

    Outra quantia que pode ser deduzida para pagar menos imposto de renda é a quantia mensal, por dependente, de R$189,59, para os meses de janeiro a dezembro do ano-calendário.

    Publicidade
    pessoa fazendo cálculos para pagar menos impostos
    Para pagar menos imposto, você deve consultar as deduções legais que podem ser abatidas na sua declaração

    3. Previdência Social

    As contribuições para a Previdência Social da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios também podem ser deduzidas.

    4. Previdência complementar

    Contribuições para a previdência complementar domiciliadas no Brasil. Porém, o ônus deve ser do contribuinte.

    Essas contribuições devem também ser destinadas a custear benefícios complementares assemelhados aos da Previdência Social, observadas as condições e limites estabelecidos em lei.

    Esta dedução aplica-se exclusivamente à base de cálculo relativa aos seguintes rendimentos:

    • trabalho com vínculo empregatício ou de administradores;
    • proventos de aposentados e pensionistas, quando a fonte pagadora for responsável pelo desconto e respectivo pagamento das contribuições previdenciárias.

    5. Fundos de Aposentadoria

    Contribuições aos Fundos de Aposentadoria Programada Individual (Fapi), cujo ônus tenha sido do contribuinte, também podem ser deduzidas. Essa é mais uma forma de pagar menos imposto de renda.

    Porém, devem ter sido destinados a custear benefícios complementares como os da previdência social, cujo titular ou cotista seja trabalhador com vínculo empregatício ou administrador.

    6. Previdência complementar pública

    Contribuições para as entidades de previdência complementar de natureza pública, cujo ônus tenha sido do contribuinte e destinadas a custear benefícios complementares como os da Previdência Social.

    Essas deduções, quando limitadas à alíquota de contribuição do ente público patrocinador, não se sujeitam ao limite conjunto de dedução de 12% do total dos rendimentos na declaração de ajuste anual.

    7. Aposentadoria

    O valor mensal para os meses de janeiro a dezembro do ano-calendário, relativo à parcela isenta de aposentadoria, pensão, transferência para a reserva remunerada ou reforma também pode ser deduzido.

    Para pagar menos imposto de renda com esse desconto, o valor precisa ser pago pela previdência oficial ou complementar, a partir do mês em que o contribuinte completar 65 anos de idade.

    + Quais são os melhores investimentos para aposentadoria?

    8. Despesas médicas

    As despesas médicas ou de hospitalização dedutíveis restringem-se aos pagamentos efetuados pelo contribuinte para o seu próprio tratamento ou o de seus dependentes relacionados na Declaração de Ajuste Anual.

    Isso inclui os alimentandos, em razão de decisão judicial ou acordo homologado judicialmente, ou por escritura pública.

    No caso de despesas com aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias, exige-se a comprovação com receituário médico ou odontológico e nota fiscal em nome do beneficiário.

    9. Instrução

    Também são dedutíveis os pagamentos de despesas com instrução do contribuinte e de seus dependentes relacionados na declaração.

    As modalidades para desconto no imposto incluem:

    • educação infantil, compreendendo as creches e as pré-escolas;
    • ensino fundamental;
    • ensino médio;
    • educação superior, compreendendo os cursos de graduação e de pós-graduação (mestrado, doutorado e especialização);
    • educação profissional, compreendendo o ensino técnico e o tecnológico.

    Todas as regras para deduções que podem te ajudar a pagar menos Imposto de Renda são descritas detalhadamente no PIR. É importante consultar o documento para compreender melhor as exceções e especificidades de cada tipo de desconto.

    Saiba como evitar erros na declaração do Imposto de Renda

    Em 2021, cerca de 869,3 mil contribuintes – de um universo de 36,8 milhões de declarações enviadas – caíram na malha fina. E os principais motivos foram: omissão de rendimentos e falta de comprovação de dedução. 

    Esses são os erros mais comuns na hora de declarar IRPF. Uma das consequências é que, em vez de receber restituição, o contribuinte pode ser obrigado a refazer a declaração e a prestar contas adicionais ao Fisco. 

    Em casos mais graves, a Receita Federal pode cobrar uma multa de até 75% do imposto devido. Mas como evitar esse tipo de situação? Veja aqui como evitar erros na hora de declarar o Imposto de Renda 2022.

    O que você achou desse texto? Então assine a nossa newsletter e continue recebendo atualizações sobre finanças pessoais.

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 18

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Redação
    Redação
    O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisConfira 9 formas de pagar menos imposto de renda

    Confira 9 formas de pagar menos imposto de renda

    4.3
    (18)

    Todo ano é preciso realizar a declaração do imposto de renda dentro do prazo estabelecido pela Receita Federal. Mas você, pessoa física, sabe como pagar menos imposto de renda legalmente?

    Publicidade

    Sim, há uma série de deduções previstas em lei que podem fazer você pagar um valor menor. Mas é preciso saber como fazer a declaração corretamente.

    Afinal, você não quer cometer irregularidades e cair na malha fina, certo?

    + Imposto de Renda: veja como baixar programa da Receita Federal

    É possível pagar menos imposto de renda?

    Na declaração completa, por deduções legais, é possível descontar despesas médicas, de educação, com dependentes, com empregada doméstica e de contribuição à previdência complementar.

    Sabia que há, inclusive, investimentos que são livres de imposto de renda?

    Publicidade

    Além disso, as deduções legais incluem contribuição à previdência oficial, doações ao Estatuto da Criança e do Adolescente, do Idoso, de Incentivo à Cultura, à Atividade Audiovisual e ao desporto.

    Por isso é possível pagar menos imposto como pessoa física legalmente. Veja as dicas e como fazer isso a seguir.

    Como pagar menos imposto de renda legalmente?

    Na determinação da base de cálculo sujeita à incidência mensal do imposto podem ser deduzidos alguns itens do rendimento tributável. Como visto acima.

    Mas isso varia no caso de retenção na fonte ou recolhimento mensal (carnê-leão).

    As informações são do Programa Imposto sobre a Renda (PIR), divulgado todo ano pela Receita Federal com perguntas e respostas sobre o Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF).

    Publicidade

    Para entender as formas de pagar menos imposto de renda em cada caso, confira a lista a seguir.

    1. Pensão alimentícia

    Importâncias pagas em dinheiro a título de pensão alimentícia podem ser deduzidas. Isso quando em cumprimento de decisão judicial.

    Inclusive a prestação de alimentos provisionais, de acordo homologado judicialmente, ou por escritura pública.

    Em caso de sociedade conjugal, a dedução somente se aplica quando o provimento de alimentos for decorrente da dissolução daquela sociedade.

    2. Dependentes

    Outra quantia que pode ser deduzida para pagar menos imposto de renda é a quantia mensal, por dependente, de R$189,59, para os meses de janeiro a dezembro do ano-calendário.

    Publicidade
    pessoa fazendo cálculos para pagar menos impostos
    Para pagar menos imposto, você deve consultar as deduções legais que podem ser abatidas na sua declaração

    3. Previdência Social

    As contribuições para a Previdência Social da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios também podem ser deduzidas.

    4. Previdência complementar

    Contribuições para a previdência complementar domiciliadas no Brasil. Porém, o ônus deve ser do contribuinte.

    Essas contribuições devem também ser destinadas a custear benefícios complementares assemelhados aos da Previdência Social, observadas as condições e limites estabelecidos em lei.

    Esta dedução aplica-se exclusivamente à base de cálculo relativa aos seguintes rendimentos:

    • trabalho com vínculo empregatício ou de administradores;
    • proventos de aposentados e pensionistas, quando a fonte pagadora for responsável pelo desconto e respectivo pagamento das contribuições previdenciárias.

    5. Fundos de Aposentadoria

    Contribuições aos Fundos de Aposentadoria Programada Individual (Fapi), cujo ônus tenha sido do contribuinte, também podem ser deduzidas. Essa é mais uma forma de pagar menos imposto de renda.

    Porém, devem ter sido destinados a custear benefícios complementares como os da previdência social, cujo titular ou cotista seja trabalhador com vínculo empregatício ou administrador.

    6. Previdência complementar pública

    Contribuições para as entidades de previdência complementar de natureza pública, cujo ônus tenha sido do contribuinte e destinadas a custear benefícios complementares como os da Previdência Social.

    Essas deduções, quando limitadas à alíquota de contribuição do ente público patrocinador, não se sujeitam ao limite conjunto de dedução de 12% do total dos rendimentos na declaração de ajuste anual.

    7. Aposentadoria

    O valor mensal para os meses de janeiro a dezembro do ano-calendário, relativo à parcela isenta de aposentadoria, pensão, transferência para a reserva remunerada ou reforma também pode ser deduzido.

    Para pagar menos imposto de renda com esse desconto, o valor precisa ser pago pela previdência oficial ou complementar, a partir do mês em que o contribuinte completar 65 anos de idade.

    + Quais são os melhores investimentos para aposentadoria?

    8. Despesas médicas

    As despesas médicas ou de hospitalização dedutíveis restringem-se aos pagamentos efetuados pelo contribuinte para o seu próprio tratamento ou o de seus dependentes relacionados na Declaração de Ajuste Anual.

    Isso inclui os alimentandos, em razão de decisão judicial ou acordo homologado judicialmente, ou por escritura pública.

    No caso de despesas com aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias, exige-se a comprovação com receituário médico ou odontológico e nota fiscal em nome do beneficiário.

    9. Instrução

    Também são dedutíveis os pagamentos de despesas com instrução do contribuinte e de seus dependentes relacionados na declaração.

    As modalidades para desconto no imposto incluem:

    • educação infantil, compreendendo as creches e as pré-escolas;
    • ensino fundamental;
    • ensino médio;
    • educação superior, compreendendo os cursos de graduação e de pós-graduação (mestrado, doutorado e especialização);
    • educação profissional, compreendendo o ensino técnico e o tecnológico.

    Todas as regras para deduções que podem te ajudar a pagar menos Imposto de Renda são descritas detalhadamente no PIR. É importante consultar o documento para compreender melhor as exceções e especificidades de cada tipo de desconto.

    Saiba como evitar erros na declaração do Imposto de Renda

    Em 2021, cerca de 869,3 mil contribuintes – de um universo de 36,8 milhões de declarações enviadas – caíram na malha fina. E os principais motivos foram: omissão de rendimentos e falta de comprovação de dedução. 

    Esses são os erros mais comuns na hora de declarar IRPF. Uma das consequências é que, em vez de receber restituição, o contribuinte pode ser obrigado a refazer a declaração e a prestar contas adicionais ao Fisco. 

    Em casos mais graves, a Receita Federal pode cobrar uma multa de até 75% do imposto devido. Mas como evitar esse tipo de situação? Veja aqui como evitar erros na hora de declarar o Imposto de Renda 2022.

    O que você achou desse texto? Então assine a nossa newsletter e continue recebendo atualizações sobre finanças pessoais.

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 18

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?