Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Brasileiro já gasta 7% do orçamento em delivery de comida

Escrito por: Rafael Massadar em 26 de setembro de 2019

Os pedidos via delivery de comida entraram definitivamente no radar do consumidor brasileiro. Nós consumimos em média R$ 126,31 por mês, o que compromete 7,2% dos nosso orçamento.

É o que aponta o levantamento do aplicativo de gestão pessoal e serviços financeiros Guiabolso.

delivery de comida

Os paulistanos gastam, em média, R$ 68 por cada delivery de comida. O valor é o mais alto em todo o Brasil, segundo um estudo do iFood.

A plataforma de pedidos online analisou mais de 460 mil solicitações em 20 cidades no primeiro semestre deste ano.

Detalhes da pesquisa

Os cariocas estão em segundo na lista dos que mais gastam com pedidos de comida realizados na plataforma, com uma média de R$ 60.

Curitiba, Salvador, Recife e Fortaleza aparecem em seguida, com gastos médios de R$ 58, R$ 44, R$ 36 e R$ 36, respectivamente.

Já a taxa de entrega mais cara foi encontrada em Curitiba, com um valor médio de R$ 9,30. A taxa em São Paulo ficou em R$ 8 e no Rio de Janeiro, R$ 6. A média do Brasil foi de R$ 6,50.

Entre as culinárias mais pedidas, a pizza representa 27% do total, com um ticket médio de R$ 50. Em seguida vêm sanduíches (R$ 53), comida japonesa (R$ 71) e árabe (R$ 79), com partipações de 18%, 17% e 9% cada.

iFood lidera pesquisa sobre delivery de comida

O iFood possui o maior share of mind do mercado de delivery de comida via aplicativo no Brasil. É o que mostra a pesquisa realizada pelo Instituto QualiBest.

O levantamento aferiu preferência e frequência dos pedidos dos brasileiros e constatou que do total de 2.011 entrevistados, metade já utilizou algum aplicativo de delivery para pedir comida.

Desses, 93% conhecem o iFood, líder de awareness na categoria, tanto espontâneo quanto estimulado.

Outro dado sobre a imagem da marca é que 81% afirmam ter visto ou ouvido algum comercial de TV do iFood recentemente.

Na sequência, aparece o Uber Eats, citado por 32% dos respondentes. Na lista seguem os aplicativos de delivery próprios dos restaurantes, com 28%.

A PedidosJá aparece com 20%, Rappi tem 17%, Delivery Much com 14%, Glovo com 11% e Rapiddo com 7%.

Ainda segundo o levantamento do QualiBest, 60% dos usuários de aplicativos de entrega pertencem às classes A e B. E 61% moram na região Sudeste.

Brasil é líder em pagamentos por aplicativos na América Latina

O Brasil já é o líder da América Latina e Caribe em inovação tecnológica para pagamentos via aplicativos. É o que diz o relatório do Centro de Inovação da Visa (CI).

E se agora os dados já estão altos, o cenário é ainda mais promissor para o futuro. Afinal, até o fim de 2020, o número de usuários de smartphones aumentará em 30%.

O que acarretará aumento de 7,2% nas transações por celular, que não envolvam dinheiro.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

Black Friday chegando: como não cair em ciladas
Adeus, consumismo: dicas para fazer compras em brechó
Os concursos da Mega-Sena
venda de produtos
Conta de luz mais cara em maio