Início Notícias Economia Eleições dos EUA: qual impacto para Economia do Brasil?

Eleições dos EUA: qual impacto para Economia do Brasil?

5
(2)

Faltam poucos dias para as eleições dos EUA. Na disputa estão: o republicano Donald Trump, atual presidente do país, e o democrata Joe Biden, que serviu como vice-presidente de Barack Obama por oito anos.

Em jogo, uma grande influência em como o mundo responde a crises internacionais, como guerras, pandemias globais e mudanças climáticas. Ou seja, fatores que impactam diretamente na economia global.

O eleito toma posse no dia 20 de janeiro, em uma cerimônia realizada nas escadas do prédio do Capitólio, na capital Washington DC, correspondente à passagem da faixa presidencial no Brasil.

Depois da cerimônia, o presidente caminha até a Casa Branca e começa seu mandato de quatro anos.

Influência dos EUA na economia mundial

As eleições dos EUA vão definir quem vai comandar a maior economia do mundo. A depender do vencedor, descobriremos para onde caminhará a economia dos EUA e qual tipo de política econômica será adotada.

Aliado a isso, qual o nível de relacionamento com os demais países? Essas e uma extensa lista de questões importantes poderão influenciar como será o ritmo de crescimento global e como o país agirá perante um risco mais acentuado de uma recessão global.

Outros pontos de suma importância são: o desenrolar da guerra comercial entre EUA e China, que contamina o comércio global. E, o pior, não tem nenhuma previsão para ter fim.

E, mais recentemente, um possível combate entre EUA e Irã entrou no radar.

Como fica o Brasil após o resultado?

Embora alguns analistas e pesquisas tenham reduzido a vitória de Donald Trump nas Eleições dos EUA, temos que analisar ambos os cenários. Um dos principais interessados no resultado da votação é o Brasil, que enxerga os EUA como um de seus principais aliados.

Mas afinal, qual destes cenários é melhor para o Brasil: a reeleição de Trump ou a vitória de Joe Biden?

Eleições dos EUA
Republicanos e democratas: quem vence as Eleições dos EUA?

1 – Vitória de Donald Trump

O presidente Jair Bolsonaro e o atual presidente dos EUA são muito alinhados e têm visões parecidas de como conduzir os países. Nunca um presidente americano esteve tanto com um presidente brasileiro quanto agora.

Nos últimos anos, Brasil e Estados Unidos aprofundam Diálogo Comercial.

Em um encontro em março deste ano, Bolsonaro e Trump apontaram para um engajamento estratégico e em transformação dos dois países em sua “parceria comercial e econômica“.

O objetivo é melhorar as regras comerciais e transparências, incluindo a facilitação de comércio e boas práticas regulatórias. Ou seja, esse processo deve continuar com a vitória dos republicanos nas urnas.

2 – Vitória de Joe Biden

Os impactos da vitória de Joe Biden nas eleições dos EUA tendem a ser profundos e delicados para o Brasil. Isso porque o governo de Jair Bolsonaro buscou uma ligação estreita não com os Estados Unidos em si, mas com o governo Trump.

Portanto alguns pontos sensíveis estão sobretudo ligados à questão comercial, meio ambiente, direitos sociais e cláusulas contratuais.

Isso para não falar em aspectos ideológicos na visão de mundo. Até porque o próprio Joe Biden e a Kamala Harris (vice) endereçaram críticas diretas ao governo brasileiro.

Relatório analisa cenário político

A Câmara Americana de Comércio (Amcham Brasil) e a Prospectiva Consultoria traçaram um panorama da corrida eleitoral nos Estados Unidos.

O relatório aponta que com Trump a agenda de retomada econômica dos Estados Unidos deverá ter um caráter mais nacionalista, com viés protecionista na área de comércio.

Sobre o Brasil, o documento diz que a proximidade da família Bolsonaro com Donald Trump pode ser um facilitador para o aprofundamento da agenda bilateral de comércio e investimentos.

No caso de vitória de Biden, o Brasil pode esperar um maior engajamento dos Estados Unidos em temas internacionais. E maior foco em temas como mudança do clima, preservação da Amazônia e direitos de minorias.

Contudo, a Amcham Brasil acredita que os dois cenários abrem oportunidades interessantes para o comércio e investimentos entre os países.

Aqui no FinanceOne, você consegue ter acesso as cotações diárias do dólar e de outras moedas internacionais, como euro, libras e pesos argentinos. Não deixe de conferir!

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Seja o primeiro a avaliar este post.

Rafael Massadar
Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Nubank lança cartão de débito para pessoas jurídicas

Chegou uma novidade voltada ao setor de pequenas e médias empresas brasileiras (PME). O Nubank lança cartão de débito para pessoas jurídicas...

5 aplicativos para usar antes e durante viagens

O planejamento de uma viagem é importante para que você saiba quais documentos são necessários levar e até mesmo os passeios que...

CDB ou poupança? Saiba qual é o melhor

Se você está pensando em investir, mas não sabe onde deve aplicar o seu dinheiro ou está na dúvida entre CDB ou poupança, saiba...

8 ideias de negócios para empreender na crise

Em tempos de crise no país, empreender pode ser a melhor maneira de ganhar dinheiro e largar o fantasma do desemprego. São muitas as...

Renda fixa x renda variável: confira as diferenças

Quem investe com certeza já ouviu falar sobre renda fixa x renda variável. Mas quais são as diferenças entre esses dois tipos...

Como começar um negócio? Confira passo a passo

Você já pensou em começar seu próprio negócio? O sonho de muitos brasileiros é empreender e deixar de ser um funcionário de...