Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Manual para você entender como funciona o Ibovespa

Escrito por: Priscila Gomes em 21 de setembro de 2018

O Índice Bovespa ou Ibovespa é um indicador de desempenho (o principal) da Bolsa de Valores de São Paulo. Se pretende fazer investimentos com o foco em ter retorno mais expressivo, este investimento é para você. Confira o manual e entenda como funciona o Ibovespa. É mais fácil e acessível do que imagina.

como funciona o Ibovespa
Confira o manual e entenda como funciona o Ibovespa. É mais fácil e acessível do que imagina

O que é e para que serve o Ibovespa

A definição de Ibovespa é: Índice da Bolsa de Valores de São Paulo – ou IOBV. Criado em 1968, é um medidor em reais (R$) que avalia o desempenho de uma carteira “imaginaria” que tem as ações mais representativas da Bolsa.

Sendo assim, o IOBV é como se fosse um amontoado de ações e, a partir dele, é possível verificar e avaliaras ânimos do mercado de ações do Brasil. É simples: se o Ibovespa sobe, a economia está indo bem. Se o Ibovespa cai, a economia está mal e requer atitudes mais defensivas dos investidores.

Atualmente, a carteira teórica do Ibovespa conta com 65 ativos, que são ações de diferentes setores como, por exemplo, a Ambev (ABEV3), Bradesco (BBDC3), CVC Brasil (CVCB3), Eletrobras (ELET3), Fleury (FLRY3), Gol (GOLL4), Natura (NATU3), Localiza (RENT3), Vale (VALE3) e outros.

A Petrobras, Vale e Ambev são basicamente os ativos que movimentam a Bolsa por terem o maior volume de negociação. O Ibovespa é reavaliado trimestralmente, por isso, a composição da carteira pode variar durante os períodos. As pontuações do Ibovespa revelam o que os investidores esperam do mercado.

Para quem deseja investir em renda variável, entender a dinâmica deste sistema fará diferença nos rendimentos. Caso deseje avaliar seus investimentos no sentido de valorização, é possível fazer uma comparação com o IOBV para avaliar se está com melhor ou pior desempenho de acordo com o índice.

A bolsa é basicamente o local onde pessoas e empresas se entendem por meio da venda de títulos e ações. Ele une os interessados em vender e comprar propiciando um ambiente mais seguro (a Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia é a responsável pela proteção das transações) para esta troca.

Como funciona o Ibovespa

Agora que você já entendeu como funciona o Ibovespa, chegou o momento de aprender a investir. Esta não é uma prática comum no país por falta de entendimento e acessibilidade. Com este manual de como funciona o Ibovespa, as coisas ficarão mais fáceis.

A carteira teórica do Ibovespa é baseada na liquidez destes ativos na bolsa e para acompanhar este desempenho, foi criada uma pontuação apropriada. Existem critérios para que ações sejam integradas nesta carteira. Veja alguns:

• Ter presença em pregão;

• Ter volume financeiro;

• Fazer parte dos ativos elegíveis – ou seja, liquidez

Cada ação possui um peso diferente, que varia de acordo com o volume de ativos de determinada carteira. Isso significa que quando uma pontuação sobe não necessariamente todas as demais a acompanharão.

É comum haver diversas intensidades de movimentação. Por exemplo, há possibilidade das ações da Petrobras subirem enquanto as da Eletrobras não. Isso significa que a empresa não teve um bom desempenho.

Desde sua criação, o Ibovespa possui valorização de mais de 2.000%. Há anos em que valorizou por volta de 316% (especialmente em 1991, seu melhor ano). Nos últimos anos, apesar da crise econômica, o índice tem tido resultados positivos.

Como o IOBV é calculado?

Tudo é em tempo real. Os pontos são calculados e o resultado é descoberto com base na cotação das ações do índice multiplicado pela quantidade de integrantes da carteira teórica.

Cada ponto vale um real e se a pontuação for de 50 mil, os ativos da carteira estarão valendo R$50 mil. Esta variação de cotação reflete a expectativa dos investidores, sendo analisados o mercado interno e externo.

Não é possível investir diretamente no Ibovespa, mas existe a possibilidade de investir em itens que são normalmente levados em consideração lá. Como, por exemplo, os contratos de índice – que se baseiam no resultado que ainda não saiu, mas com vencimento já agendado.

Também tem o ETFs, fundos negociados pela bolsa, que possui o IOBV como referência. Além disso, o fundos de ações Ibovespa possui cotas que terão resultados semelhantes ao Ibovespa.

Como investir na bolsa de valores

Para investir é necessário ter uma conta em uma corretora de valores ou investimentos. Estas instituições são responsáveis por criar a ponte entre os participantes do processo: bolsa, compradores e vendedores.

Pode parecer demorado, mas as transações na bolsa de valores são rápidas, sendo necessária agilidade e prática. É possível fazer estas transações da sua própria casa, de forma totalmente eletrônica.

Veja como é investir na Bolsa de Valores:

– Determinada empresa deseja disponibilizar X ações em troca de receita para algum projeto que tenham em mente (e até para liquidar dívidas). Ela abre um capital e lista as ações.

– As corretoras de valores ou investimentos se deparam com as ações e transmitem para seus clientes.

– A partir desta etapa, começam a surgir as ofertas de compra e venda por estes ativos. Cada participante pode vender ou comprar ações de acordo com sua expectativa do mercado.

– Após o lance de compra do investidor pelo valor que ambos concordaram, a corretora agiliza o pagamento direto à Bovespa.

– A empresa que vendeu X ações, por sua vez, envia uma ordem para a bolsa confirmando a venda.

– Quando o pedido da compra e confirmação da venda estiver na Bolsa, a transação é realizada e o negócio foi fechado.

E aí, o que acha de começar a investir na Bolsa?

Priscila Gomes

Jornalista. Gosto de abraços, aniversários e do Natal. Atualmente produzo conteúdo para internet e faço assessoria sindical.

Deixe um comentário

Posts relacionados

fraudes com criptomoedas
criptomoedas
rede social dos investidores
IPO
Saber seu perfil de investidor