Mais

    Banco do Estado do Sergipe - Banese

    O Banco do Estado de Sergipe, conhecido também como Banese, é uma instituição financeira estatal controlada pelo Governo de Sergipe. É uma empresa de capital aberto com sociedade de economia mista.

    O Banese possui 60 anos de história e é intrinsecamente ligado à história de desenvolvimento da região. Trabalha com os governos estadual e municipais para atender as necessidades da comunidade sergipana e se firmou no mercado nacional pela credibilidade e solidez.
    Logo do Banese
    O Banese foi criado em 1961, sob o nome de Banco de Fomento Econômico (BANFESE), no Governo de Luiz Garcia.

    Em 02 de janeiro de 1964, o Banco inicia as suas atividades, durante o Governo de Seixas Dória. Seu primeiro presidente foi o jornalista Orlando Dantas que, no dia da inauguração, pronunciou discurso salientando o importante papel que deveria ser desempenhado pelo Banco de Fomento no desenvolvimento econômico de Sergipe, acrescentando que o Banco iria crescer e se tornar um dos mais importantes do Estado.

    Em 1967, veio a adoção do nome Banese (Banco do Estado de Sergipe), que acompanhou o processo de interiorização, com a inauguração das primeiras agências no interior do Estado, juntamente com as mudanças na estrutura organizacional do Banco.

    Seu presidente à época, Manoel Conde Sobral, abriu agências nos seguintes municípios: Itabaiana, Boquim, Lagarto, Estância, Nossa Senhora das Dores e Aquidabã. Nessa época, foi criada também a Caixa de Assistência dos Funcionários e a Associação Atlética Banese. A partir de então, o Banese foi expandindo a sua rede de atendimento por diversos bairros da capital e municípios do interior.

    Nos anos 80, foi criada a BACISA (Banese Crédito Imobiliário/Poupança Banese), a Banese Corretora de Seguros, o SERGUS (Instituto Banese de Seguridade Social), a Carteira de Open Market e o Sistema de Conta Única do Governo Estadual.

    Em 1991, o Banese se tornou um banco múltiplo e automatizou totalmente sua rede de agências e, através da Rede Verde-Amarela, interligou-se a mais de 4.700 agências de bancos estaduais espalhados por todo território nacional.

    Após 1994, quando o Real foi estabilizado, o Banese perdeu uma importante fonte de renda e passou a enfrentar difícil fase financeira, tendo que racionalizar as suas despesas, reduzindo, inclusive, o seu quadro funcional.

    Todavia, em suas últimas gestões, o Banese superou as dificuldades e investiu fortemente na valorização dos seus colaboradores, em produtos e serviços bancários, na modernização da sua rede de atendimento, automação e tecnologia.

    Em 2020, a carteira de crédito do Banese alcançou, em 2020, R$2,7 bilhões de ativos.

    Produtos e Serviços

    O Banese dispõe dos seguintes produtos e serviços:

    Conta corrente

    Para pessoas físicas e jurídicas. Possui as seguintes modalidades: Conta corrente, conta com cheque, conta especial e conta fácil.

    Cartões de Crédito

    Possui duas opções:
    Banese Card: Cartão internacional sem anuidade e bandeira Elo.
    Banese Card Elo Nanquim: Que dá direito a salas VIP, seguro viagem e chip de viagem internacional. Para solicitar, precisa ter renda mínima de R$10 mil.

    Seguros

    A Banese Corretora oferece soluções de seguros adequadas às necessidades do cliente, no menor prazo e com custos competitivos e acessíveis, através das parcerias com as maiores companhias seguradoras do mercado. Possui seguro automóvel, residencial, seguro de vida, previdência, acidentes pessoais e cartão de crédito.

    Consórcios

    Sem cobrança de juros. É possível financiar automóveis, motos e imóveis.

    Capitalização

    Planos a partir de R$ 50 reais e você concorre a prêmios de até 2 milhões. Possui duas modalidades: o plano mensal e o plano único.

    Portabilidade de salário

    Facilidade para trazer o seu salário para o banco. Saiba mais

    Câmbio

    Melhores taxas e facilidade na conversão do seu dinheiro.

    Considerações

    O Banese possui um internet banking um pouco confuso, mas, ainda assim, pode ser uma boa solução para você que é empreendedor e artista que vive em Sergipe. Afinal, o Banese tem bastante preocupação e contribui para o desenvolvimento da economia sergipana.

    Ao longo de décadas, o Banese busca valorizar os artistas e atletas locais, patrocinando dezenas de obras literárias e eventos esportivos. Apoia também segmentos como a educação, saúde, meio ambiente, cultura e arte.

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 4

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?