InícioNotíciasFinanças PessoaisEntenda como calcular juros simples com passo a passo

Entenda como calcular juros simples com passo a passo

0
(0)

Juros simples são uma taxa cobrada do valor inicial do seu empréstimo, investimento, transação feita no cartão de crédito ou uma dívida, por exemplo. Ou seja: esse tipo de índice é acrescido sempre sobre o valor inicial.

Eles também são chamados de lineares. Afinal, não se alteram conforme as parcelas do acordo são pagas.

Em outras palavras, é como se fosse o “preço” do dinheiro que, na prática, não pertence a quem pede crédito até que ele seja efetivamente pago.

Por essa razão, lojas varejistas ou instituições financeiras anunciam sempre com bastante alarde promoções em que oferecem pagamentos parcelados sem juros.

Nesses casos, é como se elas estivessem concedendo crédito sem custos, o que é sempre atrativo para os clientes.

No entanto, quando se cobram juros em cima de um financiamento, por exemplo, deve-se ter em conta a incidência do índice.

Para que serve?

Como destacamos anteriormente, a principal função do índice é remunerar os credores que fornecem o capital utilizado para fazer a economia girar.

A remuneração oferecida a quem empresta o dinheiro não existe à toa dentro da lógica econômica.

Para entender para que servem, então, primeiro precisamos falar sobre a inflação e o que ela representa.

Medido no Brasil pelo Índice de Preços para o Consumidor Amplo (IPCA), o índice inflacionário descreve a desvalorização proporcional da moeda brasileira dentro de um determinado período. Calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na prática, isso significa que o dinheiro inevitavelmente será desvalorizado durante o tempo em que estiver sob tutela do devedor.

Por isso, é importante que os juros sejam maiores que a inflação para que o credor receba de volta um valor bruto no mínimo equivalente ao que emprestou.

Além disso, existe um risco envolvido em todo e qualquer empréstimo de capital e o investidor deve ser recompensado financeiramente por ter se arriscado.

No dia a dia do mercado, os juros são utilizados por bancos, financeiras, lojas que oferecem crediário e, claro, para calcular a rentabilidade de ativos em investimentos.

Fórmula para calcular?

A fórmula para calcular os juros simples é expressa por:

J = C . i . t

Onde,

J: juros
C: capital
i: taxa de juros. Para substituir na fórmula, a taxa deverá estar escrita na forma de número decimal. Para isso, basta dividir o valor dado por 100.
t: tempo. A taxa e o tempo devem se referir à mesma unidade de tempo.

Podemos ainda calcular o montante, que é o valor total recebido ou devido, ao final do período de tempo. Esse valor é a soma dos juros com valor inicial (capital).

Sua fórmula será:

M = C + J → M = C + C . i . t

Da equação acima, temos, portanto, a expressão:

M = C . (1 + i . t)

calculadora com bonecos humanos
Os juros simples fazem parte da nossa vida nas mais variadas operações

Diferença entre juros simples e juros compostos

Entender a diferença entre ambos os juros é fundamental para quem está dando os primeiros passos no mercado financeiro e quer tomar as melhores decisões nos seus investimentos.

De maneira geral, a diferença entre ambos é a maneira como são calculados e como eles podem aumentar com o tempo.

Nos simples, a taxa de juros incide sempre sobre o valor inicial. Nos juros compostos, a taxa de juros incide sempre sobre o valor anterior, o que acaba criando um montante muito mais expressivo.

Comparativo

Para que você consulte sempre que precisar e nunca mais fique confuso com a diferença entre juros simples e juros compostos, fizemos uma tabela comparativa:

SIMPLESCOMPOSTOS
Cobrado sempre sobre o valor inicial do seu investimento, ou empréstimoCobrado sobre o valor acumulado do investimento, ou empréstimo
Forma fixa de cobrançaForma exponencial de cobrança
Crescimento estável e linearQuanto mais parcelas, maior o crescimento dos juros
Fórmula simples: juros = capital x taxa x tempoFórmula um pouco mais complexa: montante = valor principal (1+ taxa de juros) número de parcelas ou de meses

Ficou interessado em saber o que são os juros compostos? Descubra o que são e como calcular!

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Rafael Massadar
Rafael Massadar
Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

InícioNotíciasFinanças PessoaisEntenda como calcular juros simples com passo a passo

Entenda como calcular juros simples com passo a passo

0
(0)

Juros simples são uma taxa cobrada do valor inicial do seu empréstimo, investimento, transação feita no cartão de crédito ou uma dívida, por exemplo. Ou seja: esse tipo de índice é acrescido sempre sobre o valor inicial.

Eles também são chamados de lineares. Afinal, não se alteram conforme as parcelas do acordo são pagas.

Em outras palavras, é como se fosse o “preço” do dinheiro que, na prática, não pertence a quem pede crédito até que ele seja efetivamente pago.

Por essa razão, lojas varejistas ou instituições financeiras anunciam sempre com bastante alarde promoções em que oferecem pagamentos parcelados sem juros.

Nesses casos, é como se elas estivessem concedendo crédito sem custos, o que é sempre atrativo para os clientes.

No entanto, quando se cobram juros em cima de um financiamento, por exemplo, deve-se ter em conta a incidência do índice.

Para que serve?

Como destacamos anteriormente, a principal função do índice é remunerar os credores que fornecem o capital utilizado para fazer a economia girar.

A remuneração oferecida a quem empresta o dinheiro não existe à toa dentro da lógica econômica.

Para entender para que servem, então, primeiro precisamos falar sobre a inflação e o que ela representa.

Medido no Brasil pelo Índice de Preços para o Consumidor Amplo (IPCA), o índice inflacionário descreve a desvalorização proporcional da moeda brasileira dentro de um determinado período. Calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na prática, isso significa que o dinheiro inevitavelmente será desvalorizado durante o tempo em que estiver sob tutela do devedor.

Por isso, é importante que os juros sejam maiores que a inflação para que o credor receba de volta um valor bruto no mínimo equivalente ao que emprestou.

Além disso, existe um risco envolvido em todo e qualquer empréstimo de capital e o investidor deve ser recompensado financeiramente por ter se arriscado.

No dia a dia do mercado, os juros são utilizados por bancos, financeiras, lojas que oferecem crediário e, claro, para calcular a rentabilidade de ativos em investimentos.

Fórmula para calcular?

A fórmula para calcular os juros simples é expressa por:

J = C . i . t

Onde,

J: juros
C: capital
i: taxa de juros. Para substituir na fórmula, a taxa deverá estar escrita na forma de número decimal. Para isso, basta dividir o valor dado por 100.
t: tempo. A taxa e o tempo devem se referir à mesma unidade de tempo.

Podemos ainda calcular o montante, que é o valor total recebido ou devido, ao final do período de tempo. Esse valor é a soma dos juros com valor inicial (capital).

Sua fórmula será:

M = C + J → M = C + C . i . t

Da equação acima, temos, portanto, a expressão:

M = C . (1 + i . t)

calculadora com bonecos humanos
Os juros simples fazem parte da nossa vida nas mais variadas operações

Diferença entre juros simples e juros compostos

Entender a diferença entre ambos os juros é fundamental para quem está dando os primeiros passos no mercado financeiro e quer tomar as melhores decisões nos seus investimentos.

De maneira geral, a diferença entre ambos é a maneira como são calculados e como eles podem aumentar com o tempo.

Nos simples, a taxa de juros incide sempre sobre o valor inicial. Nos juros compostos, a taxa de juros incide sempre sobre o valor anterior, o que acaba criando um montante muito mais expressivo.

Comparativo

Para que você consulte sempre que precisar e nunca mais fique confuso com a diferença entre juros simples e juros compostos, fizemos uma tabela comparativa:

SIMPLESCOMPOSTOS
Cobrado sempre sobre o valor inicial do seu investimento, ou empréstimoCobrado sobre o valor acumulado do investimento, ou empréstimo
Forma fixa de cobrançaForma exponencial de cobrança
Crescimento estável e linearQuanto mais parcelas, maior o crescimento dos juros
Fórmula simples: juros = capital x taxa x tempoFórmula um pouco mais complexa: montante = valor principal (1+ taxa de juros) número de parcelas ou de meses

Ficou interessado em saber o que são os juros compostos? Descubra o que são e como calcular!

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?