3 erros que o MEI deve evitar ao empreender

Escrito por: Mateus Carvalho em 30 de junho de 2020

Com a crise causada pelo novo coronavírus tem muito microempreendedor perdido com o que irá fazer com o negócio. Como superar as baixas vendas? Você como MEI deve estar se fazendo muito essa pergunta, certo?

Se você quer sair mais forte do que quando começou a crise econômica por conta da Covid-19, precisa conhecer os erros que um MEI não pode cometer. Pode até ser que você, como microempreendedor, já tenha cometido algum.

erros financeiros

Mas o importante é que esses erros não sejam repetidos. Até porque ainda dá tempo de mudar, mas para isso você precisa mudar as suas ações o quanto antes. Algumas das falhas mais cometidas pelos MEIs são:

-> Ausência na internet, como por exemplo, nas redes sociais;
-> Descontrole do fluxo de caixa e; 
-> Falta de percepção das oportunidades.

Esses são só alguns dos erros que MEI costuma cometer, que acabam impedindo o crescimento da empresa. Além disso, existem outros fatores que podem fazer com que o seu negócio não tenha sucesso.

Quais são os erros que o MEI deve evitar?

Ficou curioso e quer saber se já cometeu algum erro de MEI? Separamos algumas falhas que você não pode cometer de jeito nenhum. Confira abaixo!

Não estar presente na internet

Se você como MEI tem um negócio que ainda não está presente na internet, seja como e-commerce ou nas redes sociais, saiba que esse é um erro muito grave. 

Isso porque em meio a um isolamento social, as vendas por e-commerce aumentaram 81% em abril, em relação ao mesmo período do ano passado. O estudo foi realizado pelo Compre&Confie.  

Então se você não posta nas redes sociais, divulgando seus produtos, é bem provável que você esteja perdendo clientes. Algumas lojas não possuem nem site e conseguem realizar as vendas por meio das próprias redes sociais.

Sendo assim, caso você ainda não tenha um site, pode começar a vender nas redes sociais da sua empresa. O importante é estar presente na internet. Lembre-se que ao realizar vendas por esse meio você consegue atingir mais pessoas de até mesmo outros estados.

+ Passo a passo para criar uma loja online

Não ter uma boa gestão financeira

Um dos motivos que levam muitas empresas à falência é por não conseguirem acompanhar as despesas e as receitas do negócio. O que faz com que elas não tenham uma boa gestão financeira.

Você deve estar se perguntando como resolver este problema, correto?

Existe uma ferramenta bem simples que pode ajudar o MEI a ter uma gestão financeira: o fluxo de caixa. Com ele é possível acompanhar o saldo disponível na conta da empresa, por exemplo.

Além de você também descobrir as principais dificuldades financeiras. Como saber onde economizar ou investir mais.

Ainda é possível analisar quais decisões tomar, negociar com os fornecedores, fazer promoções e até mesmo agir para evitar de ficar no vermelho.

Deixar de lado novas oportunidades

Isso mesmo, o microempreendedor que deseja ter sucesso não deve abraçar apenas uma verdade como absoluta. Seja em qual mercado for, o seu negócio certamente passará por constante mudança.

E como reagir? Bom, você precisa ter uma visão aberta e tentar ao máximo possível estar atualizado. É necessário se adequar às oportunidades e se tornar dinâmico.

Um dos maiores erros cometidos no mundo dos negócios é pessoas fechando as portas sem dar a chance de saber se vai dar certo.

Muita das vezes, o medo leva a não arriscar, pensando que pode dar errado. Mas, você parou para analisar os riscos?

É em momentos como este, o de crise, devido à pandemia do coronavírus, que o empreendedor precisa deixar a mente aberta para as novidades. É claro, tudo sempre com planejamento.

Fernando Salla, CEO da Effecti, diz que a internet é uma das principais vitrines de oportunidades para microempreendedor.

“É possível testar gratuitamente ferramentas digitais de monitoramento e analisar e conhecer mais sobre o universo das compras públicas. Você pode aplicar um filtro conforme a área do negócio e receber uma notificação sempre que uma licitação da área escolhida for aberta”, diz Fernando Salla, CEO da Effecti.

4 ações para você não cometer mais no seu negócio

Partindo do mesmo princípio de erros a não serem cometidos pelo MEI, o Sebrae listou quatro ações que você não deve cometer. E, se é dica boa, o FinanceOne separou para trazer aqui para você.

#1 Não conhecer o seu perfil

O primeiro erro cometido por muitos é não saber qual é o seu perfil de empreendedor. É preciso saber qual tem mais a ver com você, se é o:

-> visionário;
-> inovador;
-> provedor;
-> independente.

#2 Falta de planejamento

Evite começar um negócio e mantê-lo sem planejamento. Esse é um fator decisivo para a sua empresa sobreviver, pois sem ele, você pode sofre por decisões mal tomadas.

#3 Financiamentos mal planejados

É muito importante avaliar cada investimento e financiamento feito para seu negócio. Tenha um plano estratégico para cada ação a ser tomada. Investimentos mal feitos podem trazer prejuízos.

#4 Falta de capacitação

Engana-se quem pensa que já sabe de tudo. O mundo dos negócios é uma completa atualização, de forma constante. Jamais pare de se capacitar e aprender.

Gostou dessas dicas? Você já cometeu ou comete algum desses erros? Está na hora de parar e dar um boom nos seus negócios. Confira mais dicas sobre empreendedorismo.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

eventos de empreendedorismo
MEI
Máquinas de cartão de crédito
delivery de comida
empreendedores que ficaram ricos