Início Notícias Empreendedorismo O que analisar antes de escolher uma máquina de cartão?

O que analisar antes de escolher uma máquina de cartão?

0
(0)

A primeira pergunta que vem à cabeça de um empreendedor quando o assunto é disponibilizar outros meios de pagamento é: qual máquina de cartão tem a menor taxa? Como escolher uma maquininha?

De fato, boas taxas serão o principal motivo na hora da escolha, mas outros diferenciais também devem ser analisados antes da decisão.

Se você está pensando em escolher uma máquina de cartão para a sua empresa, confira as dicas essenciais antes de tomar a sua decisão para ter uma maquininha em 2021.

+ Máquinas de cartão Sumup
+ Máquinas de cartão SafraPay

Entenda a sua necessidade na hora de escolher a máquina de cartão

Embora a máquina de cartão seja a favorita entre os brasileiros, talvez para a sua realidade ela não seja tão necessária. Por isso, antes de tomar uma decisão que possa impactar nas suas finanças, analise bem a sua realidade.

Ou seja, pense em quantos clientes já perguntaram sobre a possibilidade de pagamento com cartão. Atualmente, mais de 80% das transações são feitas com cartões de bandeira Visa e Mastercard no país.

Mas, talvez, essa não seja a realidade dentro do seu ramo de atuação. Se você tem um restaurante, por exemplo, talvez seja mais vantajoso aceitar cartões alimentação, como o Sodexo, entre outros. Isso pode ser um atrativo para os seus clientes.

Analise os prós e os contras de cada serviço

É possível comprar ou alugar uma máquina de cartão, dependendo da operadora escolhida. Por isso, é importante verificar as taxas de aluguel e o valor total da compra.

Faça um comparativo entre os dois valores e veja qual é o mais vantajoso. Geralmente comprar é uma boa pedida, pois você pode parcelar e acabar com a dívida em um período pré-definido.

No entanto, se você não tiver dinheiro em caixa para comprar, talvez optar pelo aluguel da maquininha seja uma boa alternativa.

máquina de cartão
É preciso analisar uma série de fatores antes de escolher uma máquina de cartão em 2021

Pesquise o tipo de equipamento

Há diferentes maquininhas de cartões. Existem, por exemplo, aquelas mais convencionais, que são ligadas à rede Wi-fi ou ao telefone. Porém, o empresário pode optar por modelos mais simples, conectados ao 3G.

Aliás, é importante levar isso em consideração. Se você trabalha na rua ou em trânsito é essencial que o modelo escolhido possa se conectar aos dados móveis.

Pense nas taxas sobre as operações

Outro item que é importante e você deve ficar atento é em relação à taxa sobre as operações, pois variam muito de empresa para empresa.

Em geral, as máquinas mais tradicionais – as que cobram mensalidade – têm taxas menores do que as máquinas sem mensalidade, mas isso não é uma regra.

Normalmente, as máquinas de cartão tradicionais cobram em torno de 2% para o débito e 2,5% para o crédito, enquanto as máquinas sem mensalidade podem cobrar entre 2,39% a 3,19% no débito e 3,19% a 4,99% no crédito.

No entanto, as taxas ainda podem variar caso haja vendas parceladas e também dependendo da bandeira do cartão. Por isso, sempre tente negociar a possibilidade de trabalhar com taxas mais reduzidas.

Viu, só? Antes de optar pela máquina de cartão em 2021 é importante analisar a sua necessidade e todas as vantagens que as empresas oferecem, além, claro, dos avanços tecnológicos.

Avalie também se há integração com os seus sistemas de gerenciamento.

Com essas dicas ficou mais fácil escolher uma máquina de cartão para o seu negócio, não é? Se ainda tiver dúvidas, deixe um comentário e divida, conosco e com os demais leitores, sobre o assunto!

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Camila Miranda
Nascida na Zona Oeste do Rio, me divido entre jornalismo e marketing digital. Com três anos de experiência em Comunicação, já trabalhei em redação de jornal impresso, webjornalismo e assessoria de imprensa. Hoje, faço gestão de mídias sociais e produção de conteúdo. Amo assuntos sobre as áreas cultural e política. Reclamo do transporte público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui