Conversor de moedas Transferência internacional

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Fim do currículo de papel: tendências do currículo do futuro

Escrito por: Rafael Massadar em 5 de novembro de 2018

O currículo de papel está perto do fim. O futuro está na interatividade. É o que diz o estudo da Michael Page, consultoria global de recrutamento para posições de alta e média gerência.

A consultoria projeta que dentro de um curto prazo, cerca de 10 anos, haverá uma plataforma interativa que servirá como portfólio completo e totalmente digital para os profissionais. E, claro, com auxílio de tecnologias de ponta, como inteligência artificial.

O sistema, segundo a consultoria, será parecido com um site pessoal. No entanto, terá suporte multimídia e comando de voz, segundo a consultoria. Também será atualizado constantemente, com um registro definitivo de experiências, certificados, habilidades técnicas e comportamentais.

Ainda de acordo com o estudo, o currículo do futuro será amplo e personalizado. Será como uma curadoria de sua marca pessoal e um registro histórico.

O movimento de mudança já é observado pelas empresas de recrutamento, que já usam ferramentas online para seus processos seletivos, e nas redes sociais, como o LinkedIn.

currículo

O que o currículo do futuro poderá incluir?

A consultoria Michael Page diz que o currículo será uma interface única de apresentação e de contato com o profissional. Com tanta informação, ferramentas tecnológicas de ponta, como comando de voz e inteligência artificial, vão auxiliar na interação e busca por conteúdo.

Ainda segundo a empresa, com tanta informação, será necessário um sistema de segurança e controle de acesso para diferentes pessoas. Assim, o profissional poderá adaptar quem pode ver informações específicas em seu currículo e quais são mais relevantes para o cargo que busca ocupar.

Por fim, a consultoria ressalta que todas as conquistas e certificados poderão ficar registrados de forma permanente na nuvem com blockchain como prova inalterável de experiências anteriores. Assim, de acordo com eles, economizando o tempo do candidato de buscar um documento e do recrutador para verificar as informações.

Tendências para montar seu currículo

Enquanto o modelo sugerido pela consultoria Michael Page não entra em vigor, as tendências para a nova versão do documento incluem vídeos pessoais. Além de links para as redes sociais e foco em resultados.

Tenha em mente que os recrutadores estão mais interessados nos resultados. Antes, eles observavam a descrição das tarefas que exerceu anteriormente.

Contudo, lembre-se que as empresas não contratam mais profissionais que apresentam cinco páginas sobre as suas características ou sobre o que concretizaram. Os recrutadores não estão mais interessados em longos currículos.

Então, o que não deve falar no seu currículo?

1 – Links para redes sociais

Nunca é demais relembrar que currículos não devem conter foto do candidato. No lugar da imagem, deve-se informar links para as redes sociais, principalmente o Linkedin, onde fica armazenado o perfil profissional de quem busca a vaga.

2 – Vídeos para complementar

Fazer um vídeo como complemento ao currículo escrito é uma realidade, sobretudo para os jovens. Entrevistas por teleconferência também estão se tornando rotineiras.

Isso demonstra o potencial do vídeo como uma ferramenta que pode destacar qualidades do candidato. Portanto, é necessário uma boa comunicação e boa desenvoltura.

Currículo em vídeo

A primeira coisa que se deve fazer para produzir uma currículo em vídeo é preparar um roteiro. Depois, estudá-lo. Portanto, desenvolva um texto se apresentando, falando de sua formação. Além das qualificações e de outros pontos positivos que possam fazer a diferença no ambiente profissional.

Outro ponto importante é o visual. Sem exageros, principalmente quando falamos de ambiente profissional.

Lembre-se ainda de estar visualmente alinhado com a sua área de atuação. Algumas empresas possuem ambientes mais formais e outras nem tanto. De qualquer forma, não exagerar no look e na maquiagem são dicas essenciais para quem vai aparecer na tela.

5 dicas para produzir um vídeo currículo

currículo1 – Onde e como gravar

Evite ambientes informais ou com muito barulho como cozinha, lavanderia, ônibus, metrô, rua ou shoppings. O ambiente ideal é aquele que tenha conexão com a mensagem transmitida e de preferência um local mais tranquilo e organizado. Iluminação também é importante. Evite gravar em locais escuros ou contra a luz.

2 – Espontaneidade e verdade

Um dos pontos mais importantes em qualquer apresentação profissional: sempre falar a verdade e não mencionar atributos que não possui. Estar com o que vai falar na ponta da língua auxilia muito na espontaneidade. O ideal é imaginar que está contando algo para um amigo ou pessoa próxima.

3 – Postura e Linguagem

Estar relaxado no momento de gravar o vídeo auxilia a não ficar com postura mecânica. Assistir algumas pessoas que falam em público e ver como elas se comportam pode ajudar. Preste muita atenção nas concordâncias verbais e elimine as gírias do seu repertório.

4 – Duração do vídeo currículo

De acordo com especialistas em vídeo, este tipo de apresentação não deve superar dois minutos. Os primeiros segundos de qualquer tipo de vídeo são fundamentais, pois é o momento em que você vai ou não capturar a atenção para o que está dizendo.

5 – Edição

Na edição, insira informações como seu nome, e-mail e telefone. Coloque também redes sociais ou seu site, onde o recrutador possa encontrar mais informações profissionais sobre você. Calcule um tempo para que os dados possam ser lidos na tela com calma. Para editar, você pode baixar um programa de edição de vídeo gratuito na internet.

Rafael Massadar

Deixe um comentário

Posts relacionados

Investir ou empreender
Negócios em alta para 2019
empreendedor do ano 2019
negócio digital
mudança de carreira