Início Notícias Economia Investimento em Futebol no Brasil: como funciona?

Investimento em Futebol no Brasil: como funciona?

0
(0)

O investimento em futebol no Brasil pode mudar de patamar em alguns meses. Para isso, o Congresso Federal deve votar e aprovar o projeto de lei “clube-empresa”

Ele transformará os clubes de futebol no Brasil, até então sem fins lucrativos, em empresas.

Para o professor da FGV Pedro Trengrouse, o PL criará um ambiente favorável ao desenvolvimento empresarial do futebol profissional.

Clubes de futebol no Brasil podem atingir outro patamar

Trengrouse diz que seria muito bom que os clubes brasileiros conseguissem atrair investimentos estrangeiros.

Para isso, ele pontua os principais pontos do PL:

-> Segurança jurídica para investimento nos clubes;
-> Conciliação do passivo;
-> Equilíbrio tributário para o futebol profissional;
-> Transparência de toda estrutura societária para identificação clara dos proprietários.

O professor da FGV lembra que mais da metade dos clubes ingleses pertence a investidores estrangeiros.

Além disso, 1/3 do investimento nos clubes europeus é de americanos e 1/5 de chineses.

Outro fator importante que Trengrouse destaca é que entre os 10 maiores campeonatos do mundo, apenas no Brasil o clube não é empresa.

Ou seja, o que dificulta o investimento em futebol.

Gigantes europeus têm ações na Bolsa

Os times da Europa são empresas, ao contrário do que acontece no Brasil. Isto é, eles tentam levantar dinheiro e aumentar seu potencial de investimento.

Para isso, ingressaram nas Bolsas de Valores. O mesmo que faz com que qualquer outro tipo de companhia venda ações em busca de lucro.

O caso mais conhecido é o Manchester United. O clube inglês abriu em 1988 seu capital para arrecadar os 10 milhões de libras necessários para a modernização do seu estádio, o Old Trafford.

Depois disso, outros clubes seguiram esse exemplo. Essa forma de negócio, no entanto, não é exclusiva da Europa.

Os três maiores clubes chilenos, Universidad Católica, Universidad de Chile e Colo Colo, por exemplo, também estão na Bolsa.

Como fazer investimentos em futebol?

De acordo com um estudo da KPMG, uma gigante global dos ramos de auditoria e consultoria, havia no final de 2018, 22 clubes europeus com capital aberto.

Ou seja, com ações à venda em Bolsas de Valores. O que facilita o investimento em futebol pelos seus torcedores.

É possível investir em futebol comprando ações de grandes clubes. Por exemplo, você pode comprar ações do Manchester na New York Stock Exchange (NYSE) e da Juventus na Bolsa Italiana.

E não pense que apenas times de grandes ligas estão presentes. Embora Alemanha, Inglaterra e Itália tenham a maior parte, existem clubes de ligas como Portugal e Turquia na lista.

Esse modelo de financiamento traz a vantagem de eliminar a necessidade de se endividar.

Uma vez que os clubes podem obter financiamento por meio de emissão de ações.

São Paulo é pioneiro ao lançar fundo de investimento

Como dito acima, investir em futebol já é um prática habitual dos times europeus. No entanto, no Brasil, o São Paulo Futebol Clube saiu na frente.

O clube anunciou, no início do ano, a criação de um Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC). O objetivo é levantar até R$40 milhões.

A proposta do fundo é antecipar esse valor para realizar o pagamento de dívidas com juros maiores e melhorias no clube.

Administrado pela Ouro Preto Investimentos, o retorno no material publicitário divulgado, em maio, demonstrava 160% do CDI.

O projeto de lei ‘Clube-Empresa’ deve ampliar também maneiras de investimento em futebol no Brasil

O maior atrativo do PL é virar a página desse modelo associativo que trouxe o futebol brasileiro até aqui. No entanto, que agora engessa seu desenvolvimento.

Afinal, o futebol profissional hoje é negócio de bilhões. Além disso, não pode continuar sendo administrado em estruturas criadas para contar tostões.

Numa estrutura empresarial, o patrimônio dos sócios responde pelas falhas da gestão. Esse é o maior incentivo para eficiência.

Saiba como ser um Trader Esportivo

Uma das formas de investimento em futebol é ser um Trader Esportivo. Para começar, você precisa ter cadastro em uma bolsa de apostas criada exclusivamente para essa finalidade.

Principais bolsas esportivas no mundo:

– Betfair;
– Betdaq;
– WBX;
– Ladbrokes exchange.

Contudo, aquele que investe em meios esportivos profissionais define suas estratégias a partir de probabilidades e estatísticas.

Caso não entenda nada de futebol, com uma rápida pesquisa no Google, você achará diversas opções de cursos na área.

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Rafael Massadar
Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Conheça 10 franquias com investimentos de até R$10 mil

A pandemia do novo coronavírus fez com que a procura por microfranquias aumentasse. Em especial, as franquias de até R$10 mil.

Quais são os gastos para manter um carro próprio?

Muitos brasileiros sonham em ter o carro próprio, mas esquecem dos gastos que um veículo pode trazer. E isso acontece porque a...

Como escolher a rede social para seu negócio?

Você sabe como escolher a rede social ideal para o seu negócio? Qual irá fazer a sua empresa crescer e se tornar...

Cartões de crédito sem anuidade: veja os 14 melhores

Procurando por cartões de crédito sem anuidade? Eles conquistaram, definitivamente, espaço na economia brasileira. De acordo com a pesquisa realizada pelo SPC Brasil, cerca de...

Empreendedorismo feminino: o que é e quais os desafios

Falar sobre empreendedorismo faz com que muitas pessoas pensem em empresas grandes ou projetos inovadores. No entanto, empreender vai além disso: é...

5 motivos para investir em Bitcoin em 2020

Diversificar é uma das estratégias mais usadas por investidores de sucesso. Por isso, investir em Bitcoin pode ser uma boa ideia.