Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Latam - Ofertas Imperdíveis

A partir de julho, requerimentos do INSS serão feitos pela internet

Escrito por: Mateus Carvalho em 28 de maio de 2019

A partir de julho, os segurados do INSS que precisarem solicitar os serviços da Previdência Social não precisarão mais ir a um posto da instituição.

Isso porque todos os trâmites e requerimentos serão realizados pelo site do Meu INSS.

No total, serão oferecidos 90 serviços pela internet. E o segurado só terá a necessidade de ir à agência em caso de exigência específica.

Um exemplo é para fazer perícia para auxílio-doença ou complementação de documento, estes com agendamento marcado pela internet.

A informação foi divulgada pelo secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro, em entrevista, no último dia 20, ao programa Brasil em Pauta, da TV Brasil.

INSS
O INSS começará a aceitar a partir de julho solicitações pela internet

Dos 90 serviços do INSS que serão oferecidos somente pela internet, estão incluídos a solicitação de aposentadoria por tempo de contribuição, recebimento de salário-maternidade, geração de guia da Previdência e a obtenção de extrato de pagamento de benefício.

“Estamos em um projeto de transformação digital da Previdência. Todos os requerimentos, todos os serviços do INSS estarão disponíveis nos canais digitais de forma simples, para que o cidadão tenha todas as informações na primeira tela, com ícones intuitivos.”

Os cidadãos poderão acessar os serviços por meio do site do INSS ou pelo aplicativo Meu INSS.

De acordo com o secretário Luis Felipe Monteiro, o objetivo é facilitar o atendimento pelo número 135, automatizando os procedimentos.

Agendamento para ir às agências do INSS também será feito pela internet

Só existirá necessidade de o segurado ir até uma das agências do INSS em caso de exigência específica, como já foi dito anteriormente.

Porém, o agendamento dos procedimentos deverá ser realizado pela internet.

Além disso, de acordo com o secretário, até 2020 a meta é que mil serviços de várias áreas do governo sejam digitalizados. Entre os objetivos está a unificação dos canais digitais.

Vale lembrar que em abril deste ano, o governo já havia anunciado a unificação dos sites de órgãos vinculados ao Executivo ao portal gov.br.

Segundo Luis Felipe Monteiro, a expectativa é economizar até R$100 milhões que eram gastos com a manutenção das páginas de ministérios e outros órgãos da administração direta.

O ministro ainda acrescentou que, dentro das iniciativas de transformação digital do governo, também está prevista a disponibilização de processos facilitados para a abertura de empresas pela internet.

“Um serviço digital oferecido no canal digital é 97% mais barato do que o mesmo serviço oferecido pelo canal presencial. Esses serviços são mais baratos, mais seguros e agradáveis para os clientes.”

Essa não é a primeira vez que o INSS começará a oferecer os serviços por meio da internet. No ano passado, o instituto passou a aceitar o pedido de aposentadoria online.

Porém, os pedidos de aposentadoria são feitos somente para aqueles cuja solicitação for por idade urbana ou salário-maternidade.

Além disso, é importante lembrar que o INSS também já oferece a aposentadoria automática por tempo de contribuição.

Saiba como fazer o pedido de aposentadoria pela internet

Para cada solicitação de serviço existe uma forma de realizar o pedido pela internet.

Por exemplo, no caso das aposentadorias por idade, o pedido é feito automaticamente. Isso para aqueles que tenham completado no mínimo 15 anos de contribuição.

Além disso, outro requisito é que o solicitante tenha, no mínimo, 60 anos para mulheres, e 65 para os homens.

As pessoas ainda precisarão saber como se calcula a aposentadoria.

Já o salário-maternidade é concedido automaticamente para as mães após o nascimento dos filhos.

Porém, para que isso ocorra é necessário que o sistema cheque a certidão de nascimento da criança com o vínculo empregatício da mãe.

Diferente do salário-maternidade, os benefícios que são solicitados antes do parto não são atendidos imediatamente. Eles são encaminhados pelo sistema para que possam ser analisados.

Caso todos os requisitos sejam atendidos pelos solicitantes, todo o processo será concluído em até 30 minutos.

O sistema, após a análise, consultará automaticamente os bancos de dados disponíveis para verificar se as informações dadas pelo contribuinte são verdadeiras.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

Estabilidade pré-aposentadoria
recolher-INSS
Novas regras para aposentadoria
aposentadoria compulsória
Pagar o INSS como autônomo