Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Maquininha de cartão para microempreendedor: como escolher

Escrito por: Priscila Gomes em 18 de setembro de 2018

As opções são variadas, bem como as vantagens. O fato é que encontrar a maquininha de cartão ideal para o microempreendedor não é fácil. Aprenda aqui como escolher a melhor alternativa para sua empresa.

maquininha de cartão ideal para o microempreendedor
Aprenda a escolher a maquininha de cartão ideal para sua empresa

E quem não tem cartão?

O número de pessoas que não saem de casa sem cartão de crédito ou débito tem crescido no país. Até em barraquinha de cachorro quente é possível observar a opção de venda no cartão. Por isso, o fornecimento desse serviço no negócio atrai clientes fazendo melhorar seu desempenho no mercado.

Há alguns anos, ter a maquininha de cartão era assunto para grandes empresas. Os custos para manter o equipamento eram altos e não se contrapunha com o número de vendas, que ainda não era expressivo por meio dessa opção.

Enquanto para o consumidor o cartão garante mais segurança, ele é sinônimo de praticidade. É muito melhor ter um do que ficar indo ao banco semanalmente. Para o microempreendedor, é válido pensar: quantas vezes você deixou de lucrar após a pergunta se aceita cartão?

Como escolher a maquininha de cartão ideal

Para o microempreendedor, esta escolha pode ser um divisor de águas em seu negócio. Além de facilitar a vida dos clientes, é uma alternativa para aumentar as oportunidades de venda e fidelizar consumidores.

Existem diversas opções deste serviço no mercado, por isso, antes de decidir, se atente às taxas de administração. Uma boa opção para pequenos e médios empresários é que as maquininhas de cartão se conectem com o próprio celular ou tablet e à Internet, seja Wi-Fi ou 3G.

Não há grande burocracia para ter uma maquininha. Para solicitar o serviço é simples: é necessário ter apenas o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e uma conta bancária. Caso o empresário deseje as máquinas tradicionais, alguns estados têm uma série de exigências (incluindo as tributárias).

É importante que um planejamento seja feito antes de solicitar o serviço para que não seja preciso pagar mais taxas do que é inevitável. Saber a finalidade e o tipo de demanda do negócio também facilitará no momento da escolha da máquina de cartão.

TOP 5 maquininha de cartão para microempreendedor

O número de empresas que disponibilizam maquininha de cartão aumentou. “Nem só de Cielo vive o homem” pode ser considerado o slogan do microempreendedor.

O motivo disso é que há diversas outras formas de realizar pagamentos em seu negócio. Tem o Mercado Pago, o Pagseguro, o Mobi, o Bin e dezenas de possibilidades.

Para fazer um balanço das melhores e mais conhecidas do momento, listamos o TOP5 dos melhores serviços.

#5 Point Mini

Em último lugar, mas não menos potente, a Point Mini do Mercado Pago é uma alternativa para quem precisa do básico. As tarifas no cartão de débito são de 2,29% e cartão de crédito a partir de 3,03%.

A maquininha de cartão da Point Mini custa R$118,80 ou 12x de R$9,90, com três anos de garantia. Aceita os cartões de crédito e débito da Visa, Mastercard, Elo e outras, fazendo também parcelamento da compra em até 12 vezes.

Esta opção não cobra taxa de adesão e não precisa de conta bancária para ter acesso ao dinheiro recebido. Além disso, as tarifas só são cobradas quando forem efetivadas as vendas.

#4 Cielo Mobile

Mais conhecida e tradicional empresa de cartão, a Cielo Mobile é uma boa opção para quem prefere pagar taxa de aluguel em troca de suporte técnico.

Não se importa em pagar aluguel em troca de suporte e um maior número de cartões.

#3 Minizinha do PagSeguro

A Minizinha do PagSeguro é uma ótima opção para quem quer algo mais simples em termos físicos, porém com mais bandeiras e opções de planos de taxas.

O valor é de R$68,40 à vista ou 12x de R$5,70. Nos três primeiros meses não é cobrada taxa, caso seja registrado vendas de até R$1.500. É possível conectar por Bluetooth e envia comprovante de pagamento por SMS e e-mail.

A Minizinha aceita as seguintes bandeiras: Martercard, Visa, Elo, Cabal, Hipercard, Hiper, Alelo, Sodexo, Ticket, VR e, via aplicativo, American Express e Diners Club.

#2 iZettle

A iZettle  pode ser utilizada tanto como máquina de cartão móvel quanto fixa, independente do tipo e tamanho de negócio que possua. O valor para compra é de 12X R$14,90 (sem juros) ou R$ 178,80, chegando em até 10 dias úteis para capitais e 13 dias úteis para as demais cidades.

Ao realizar transações, o valor pago chega na conta do empreendedor em dois dias (conta corrente ou poupança). As bandeiras aceitas são Elo, Visa, Mastercard e Maestro. As taxas são de acordo cm as vendas: 2,39% no débito e 4,99% no crédito.

#1 SumUp Top

Em primeiro lugar está a SumUp Top, que possui melhor taxa de parcelamento e taxas no uso do débito e crédito. Ela é diferente das demais, com um visual simples e compacto. O valor é R$68,40 ou R$5,70 em 12 vezes. São aceitas as seguintes bandeiras: Visa, Mastercard, Maestro, Hipercard, Elo e Hiper.

Nos três primeiros meses são cobradas apenas 1% de taxa nas vendas. Nos demais, são cobradas de acordo com as vendas feitas no crédito ou débito. Possui boa variedade de bandeiras aceitas, com transferência rápida para a conta do empreendedor.

Outro item importante sobre a SumUp é que ela recebeu o Selo de Excelência do Reclame Aqui, o que evidencia o excelente atendimento ao consumidor.

E aí, escolheu a sua? Conte para nós!

Priscila Gomes

Jornalista. Gosto de abraços, aniversários e do Natal. Atualmente produzo conteúdo para internet e faço assessoria sindical.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

sucesso
Como sacar FGTS e outras dúvidas
aplicativos de carona
hábitos dos investidores inteligentes
aposentadoria compulsória