Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasCarreirasPiso salarial para os profissionais de enfermagem é aprovado. Confira!

    Piso salarial para os profissionais de enfermagem é aprovado. Confira!

    0
    (0)

    O presidente Jair Bolsonaro sancionou e publicou no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 05, a lei que fixa os pisos salariais para enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem e parteiras. Porém, o presidente também realizou um veto em relação a esta lei.

    Publicidade

    Em maio deste ano, a lei já havia sido aprovada pela Câmara dos Deputados. Para quem não sabe, esse é o primeiro piso salarial da história da categoria. Vale ressaltar que esse era um pedido antigo dos profissionais da área da enfermagem e que finalmente foi atendido.

    Outra informação importante é que o Projeto de Lei 2.564/20 usou como base o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) para definir qual seria a base salarial dos enfermeiros.

    Além disso, todos os profissionais de enfermagem serão beneficiados com o piso salarial aprovado na Câmara dos Deputados. Sendo assim, a Lei também vai valer para técnicos e auxiliares de enfermagem, até mesmo parteiras.

    Qual é o piso salarial definido para a área de enfermagem?

    Quem trabalha na área da Saúde quer saber qual o valor que ficou definido para ser o piso salarial da categoria. Se você é profissional dessa área, calma porque nós vamos te contar tudo agora neste tópico.

    enfermeira tirando a pressão de uma idosa
    O piso salarial para enfermeiro agora é de R$4.750

    Como já falamos acima, todos os profissionais da área de enfermagem serão beneficiados com essa nova Lei. Porém, os valores são diferentes para cada tipo de profissional, que é o que vamos te mostrar.

    Publicidade

    -> Enfermagem: o piso salarial é de R$4.750;

    -> Técnico de enfermagem: o piso salarial é de R$3.325;

    -> Auxiliar de enfermagem e parteira: o piso salarial é de R$2.375.

    + Plano de saúde vai ter reajuste em 2022? Confira

    Mas é importante estar atento, porque esses valores só valem para os profissionais que trabalham com carteira assinada ou que são servidores públicos. As demais formas de contratação não precisam seguir o piso salarial definido em Lei.

    Publicidade

    Qual foi o veto do presidente Jair Bolsonaro  no piso salarial?

    Apesar de ter sancionado a lei que cria o piso salarial para profissionais de enfermagem, o presidente realizou um veto no texto. Quando foi aprovada pelo Congresso, a lei determinava que os pisos fossem atualizados anualmente.

    Para isso, seria usado como base a inflação calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Porém, foi justamente esse trecho que foi vetado por Bolsonaro.

    A explicação para o veto deste trecho, de acordo com a Secretaria-Geral da presidência, foi por ser inconstitucional e contrário ao interesse público. De acordo com a pasta, isso pode gerar “dificuldades à política monetária”, pois transmitirá “a inflação do período anterior para o período seguinte”, e poderia aumentar a dificuldade para reduzir a inflação.

    Além disso, também informou que a correção anual dos valores em relação à inflação “afrontaria a autonomia dos entes federativos para concederem os reajustes aos seus servidores”.

    Cofem comemora o piso salarial dos enfermeiros

    Quem comemorou bastante a chegada do tão sonhado piso salarial para os cargos desta área foi o Cofen. O Conselho Federal de Enfermagem, em nota, comunicou a novidade e disse ser um marco histórico para esses profissionais.

    Publicidade

    “Hoje, conseguimos um grande passo para essa valorização efetiva [dos profissionais da enfermagem]. Demos dois grandes passos e agora [vem] o terceiro, que é a sanção do presidente. Que vire lei, e que a enfermagem consiga ter um piso salarial digno. Que [os profissionais] tenham dignidade de verdade e consigam prestar serviços com mais qualidade”, foi o que disse Gilney Guerra, que já foi presidente do Cofen.

    De acordo com Gilney, os novos valores não são adotados por grande parte das unidades, com algumas exceções. O Cofen estima que mais de 80% da categoria consiga ser contemplada, já que muitos atualmente recebem abaixo desses valores.

    O senador Fabiano Contarato (PT-ES), que esteve batalhando pelo piso salarial aprovado, também comemorou a conquista.

    “É uma vitória histórica o reconhecimento salarial. É um forte clamor da sociedade, de todo o Congresso Nacional e dos trabalhadores da categoria para tornar realidade esse direito fundamental.”

    O Cofen lamenta que não tenha sido aprovado na íntegra o que a proposta pedia, que era de um piso salarial de pouco mais de R$7 mil para enfermeiros. Mas, mesmo assim, a categoria comemora já que muitos profissionais recebiam bem abaixo disso.

    Compartilhe este texto com profissionais da enfermagem que você conhece para que eles também fiquem por dentro dessa novidade!

    Leia mais no FinanceOne:

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Juliana Favorito
    Juliana Favorito
    Jornalista apaixonada em escutar e escrever histórias, mas que também tem uma queda pelo Marketing Digital. Com experiência em redação, social mídia e marketing ela gosta de sempre estar atualizada sobre a área da comunicação. E como uma boa carioca, não dispensa uma praia.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasCarreirasPiso salarial para os profissionais de enfermagem é aprovado. Confira!

    Piso salarial para os profissionais de enfermagem é aprovado. Confira!

    0
    (0)

    O presidente Jair Bolsonaro sancionou e publicou no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 05, a lei que fixa os pisos salariais para enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem e parteiras. Porém, o presidente também realizou um veto em relação a esta lei.

    Publicidade

    Em maio deste ano, a lei já havia sido aprovada pela Câmara dos Deputados. Para quem não sabe, esse é o primeiro piso salarial da história da categoria. Vale ressaltar que esse era um pedido antigo dos profissionais da área da enfermagem e que finalmente foi atendido.

    Outra informação importante é que o Projeto de Lei 2.564/20 usou como base o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) para definir qual seria a base salarial dos enfermeiros.

    Além disso, todos os profissionais de enfermagem serão beneficiados com o piso salarial aprovado na Câmara dos Deputados. Sendo assim, a Lei também vai valer para técnicos e auxiliares de enfermagem, até mesmo parteiras.

    Qual é o piso salarial definido para a área de enfermagem?

    Quem trabalha na área da Saúde quer saber qual o valor que ficou definido para ser o piso salarial da categoria. Se você é profissional dessa área, calma porque nós vamos te contar tudo agora neste tópico.

    enfermeira tirando a pressão de uma idosa
    O piso salarial para enfermeiro agora é de R$4.750

    Como já falamos acima, todos os profissionais da área de enfermagem serão beneficiados com essa nova Lei. Porém, os valores são diferentes para cada tipo de profissional, que é o que vamos te mostrar.

    Publicidade

    -> Enfermagem: o piso salarial é de R$4.750;

    -> Técnico de enfermagem: o piso salarial é de R$3.325;

    -> Auxiliar de enfermagem e parteira: o piso salarial é de R$2.375.

    + Plano de saúde vai ter reajuste em 2022? Confira

    Mas é importante estar atento, porque esses valores só valem para os profissionais que trabalham com carteira assinada ou que são servidores públicos. As demais formas de contratação não precisam seguir o piso salarial definido em Lei.

    Publicidade

    Qual foi o veto do presidente Jair Bolsonaro  no piso salarial?

    Apesar de ter sancionado a lei que cria o piso salarial para profissionais de enfermagem, o presidente realizou um veto no texto. Quando foi aprovada pelo Congresso, a lei determinava que os pisos fossem atualizados anualmente.

    Para isso, seria usado como base a inflação calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Porém, foi justamente esse trecho que foi vetado por Bolsonaro.

    A explicação para o veto deste trecho, de acordo com a Secretaria-Geral da presidência, foi por ser inconstitucional e contrário ao interesse público. De acordo com a pasta, isso pode gerar “dificuldades à política monetária”, pois transmitirá “a inflação do período anterior para o período seguinte”, e poderia aumentar a dificuldade para reduzir a inflação.

    Além disso, também informou que a correção anual dos valores em relação à inflação “afrontaria a autonomia dos entes federativos para concederem os reajustes aos seus servidores”.

    Cofem comemora o piso salarial dos enfermeiros

    Quem comemorou bastante a chegada do tão sonhado piso salarial para os cargos desta área foi o Cofen. O Conselho Federal de Enfermagem, em nota, comunicou a novidade e disse ser um marco histórico para esses profissionais.

    Publicidade

    “Hoje, conseguimos um grande passo para essa valorização efetiva [dos profissionais da enfermagem]. Demos dois grandes passos e agora [vem] o terceiro, que é a sanção do presidente. Que vire lei, e que a enfermagem consiga ter um piso salarial digno. Que [os profissionais] tenham dignidade de verdade e consigam prestar serviços com mais qualidade”, foi o que disse Gilney Guerra, que já foi presidente do Cofen.

    De acordo com Gilney, os novos valores não são adotados por grande parte das unidades, com algumas exceções. O Cofen estima que mais de 80% da categoria consiga ser contemplada, já que muitos atualmente recebem abaixo desses valores.

    O senador Fabiano Contarato (PT-ES), que esteve batalhando pelo piso salarial aprovado, também comemorou a conquista.

    “É uma vitória histórica o reconhecimento salarial. É um forte clamor da sociedade, de todo o Congresso Nacional e dos trabalhadores da categoria para tornar realidade esse direito fundamental.”

    O Cofen lamenta que não tenha sido aprovado na íntegra o que a proposta pedia, que era de um piso salarial de pouco mais de R$7 mil para enfermeiros. Mas, mesmo assim, a categoria comemora já que muitos profissionais recebiam bem abaixo disso.

    Compartilhe este texto com profissionais da enfermagem que você conhece para que eles também fiquem por dentro dessa novidade!

    Leia mais no FinanceOne:

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?