Prouni 2020: veja passo a passo para se inscrever | FinanceOne

Prouni 2020: veja passo a passo para se inscrever

Escrito por: Camila Miranda em 15 de julho de 2020

Se você fez o Enem em 2019 e está pensando em cursar uma faculdade particular, agora é a hora! As inscrições para o Prouni 2020 estão abertas até 17 de julho. O prazo foi aberto na terça-feira, 14, pelo Ministério da Educação.

De acordo com o MEC, são 167.780 bolsas ofertadas em 1.061 instituições particulares. Desse total, 60.551 são para bolsas integrais, ou seja, bolsas de 100%, e as outras 107.229 para bolsas parciais.

No portal do Prouni é possível, por exemplo, pesquisar as bolsas disponíveis. O sistema permite que os candidatos escolham até duas opções de cursos.

Uma jovem segurando o canudo de formatura na mão direita e a beca na mão esquerda para ilustrar o texto sobre Prouni 2020
Prouni abre inscrições para o segundo semestre de 2020

Se você tem interesse em saber como é feita a seleção do Prouni 2020, continue a leitura deste texto.

Quem pode se inscrever no Prouni?

Para disputar as bolsas de estudo e conseguir uma vaga, o candidato é avaliado de acordo com a nota do Enem. Além disso, o MEC e a faculdade também avaliam a renda familiar.

De acordo com o edital, poderá se candidatar a uma vaga no Prouni o candidato que:

  • não tiver diploma de graduação;
  • que cursou o ensino médio completo em escola pública;
  • cursou o ensino médio completo em instituição privada, mas na condição de bolsista integral;
  • que cursou o ensino médio parcialmente em escola pública e parcialmente em escola privada, mas na condição de bolsista integral;
  • o candidato que tiver algum tipo de deficiência;
  • professores que atuam na rede pública de ensino.

Além disso, também é necessário obter, no mínimo, 450 pontos nas notas do Enem e ter nota acima de zero na redação.

+ 4 universidades particulares que oferecem bolsas pela nota do Enem
+ 7 universidades para cursar ensino superior a distância

Como fazer a inscrição para o Prouni 2020?

As inscrições para o Prouni foram abertas no dia 14 de julho e os interessados poderão se inscrever até 23h59 do dia 17 de julho.

Veja o passo a passo de como se inscrever no Prouni:

–> Acesse o site do Prouni e aperte “fazer inscrição”. Em seguida, clique em “entrar com GOV”;

–> Caso você já tenha o cadastro na plataforma, informe o número do CPF e senha. Se você ainda não tem, clique em “criar conta”;

–> Após isso, autorize a utilização dos dados pelo sistema do Prouni;

A plataforma vai fazer a comparação dos dados com base das inscrições feitas no Enem 2019. Em seguida, será aberta a página do Prouni 2020 com o formulário para inscrição no processo.

–> Na primeira aba, coloque os dados pessoais e de contato, tais como: nome completo, data de nascimento, endereço etc. Marque o campo dizendo que você está de acordo com a obrigação de apresentar documentos comprobatórios. Aperte em “salvar e prosseguir”;

–> Já na segunda aba, você responderá ao questionário socioeconômico. Tenha atenção na hora de responder, pois essas informações deverão ser comprovadas depois;

–> Na terceira aba, é a composição do grupo familiar. Informe quantas pessoas moram com você e o valor da renda bruta por familiar. Em seguida, clique em “adicionar”;

–> A aba quatro pede para você definir duas opções de curso por ordem de preferência. Em cada item, clique no botão “escolher curso”;

–> Indique o tipo de bolsa que deseja concorrer e selecione a opção. Será necessário repetir o processo com a segunda opção do curso. Por último, finalize a sua inscrição.

Ao longo do período de inscrição, o candidato pode alterar as opções, mas será considerada válida a última inscrição confirmada.

Confira o cronograma do Prouni

  • Inscrições: de 14 de julho a 17 de julho
  • Primeira chamada regular: 21 de julho
  • Segunda chamada: 4 de agosto
  • Lista de espera: 24 de agosto

Pagamento das parcelas do Fies foi suspenso

O presidente Jair Bolsonaro sancionou lei que suspende, temporariamente, os pagamentos das parcelas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) durante a pandemia do coronavírus.

O texto já havia sido aprovado pelo Congresso Nacional e prevê a suspensão da cobrança do financiamento pelo tempo que durar o estado de calamidade pública decorrente da Covid-19.

O Fies foi criado em 2001 e tem como objetivo facilitar a entrada de estudantes aos cursos de ensino superior ofertados por instituições privadas. Veja como conseguir um Financiamento Estudantil!

Camila Miranda

Jornalista com experiências em jornal impresso, webjornalismo e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalha com produção de conteúdo e gerenciamento de mídias sociais.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

investimentos para profissionais liberais Mudança na regra da LCA
FGTS
Brasileiros no Japão
Redução de salário