Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Qual é a diferença entre plano de saúde individual e familiar?

Escrito por: Bruna Somma em 15 de agosto de 2019

Diante da saúde pública no Brasil, cada vez mais pessoas têm procurado por plano de saúde privado.

No mercado, estão disponíveis os contratos individuais e familiares. Você sabe a diferença entre eles?

Em ambos os casos, o contrato de um plano é assinado entre uma operadora e uma pessoa física para assistência do titular e/ou do seu grupo familiar.

plano de saúde

A principal diferença está na abrangência dos serviços e cobertura.

Se optar pelo individual, a cobertura será apenas para uma pessoa, a contratante.

Já o plano familiar estende o serviço para os demais integrantes da família, em quantidade estabelecida no contrato.

A seguir, confira as demais especificidades de cada um desses planos de saúde:

Plano de saúde individual

Em geral, o contrato de plano individual pode incluir exames, consultas, tratamentos, internações. Em alguns casos, os procedimentos odontológicos também são integrados.

Todos esses serviços dependem do tipo de plano escolhido, assim como as acomodações de hospital. Por exemplo, quartos individuais, compartilhados ou enfermaria.

Há opções mais econômicas, com hospitais da própria empresa e acomodações ao estilo enfermaria.

Também existe o plano com coparticipação. O contratante paga uma parcela menor, porém, ao fazer uma consulta ou exame tem que pagar uma taxa adicional.

É importante ressaltar que esse contrato não inclui dependentes. Por isso, se chama individual.

O plano de saúde individual, portanto, é uma boa alternativa para quem não tem dependentes nem a opção de integrar um plano empresarial.

Em média, os preços desse tipo de plano variam de R$180 até R$1 mil, para os pacotes mais completos. Esse valor é calculado após análise do perfil do solicitante.

São verificados, por exemplo, o histórico de doenças, idade, inclusão de obstetrícia, entre outros fatores.

Plano de saúde familiar

No caso do plano de saúde familiar, as operadoras exigem vínculo entre os contratantes. Mesmo que sejam cônjuges, parentes e companheiros em união estável.

Em geral, há um titular que responde pelas obrigações do contrato e por seus dependentes. É uma boa opção para oferecer um atendimento médico para os integrantes da família.

Isso porque é mais econômico que um pagar um plano de saúde mensal e individual para cada integrante da família.

Algumas operadoras podem colocar um limite de dependentes ou quanto ao momento de inserção de um familiar no plano.

Assim, fique atento a esses detalhes antes de fechar o contrato.

O valor dos planos começa em R$150, de acordo com a operadora, idade dos familiares e coberturas.

Como contratar o serviço?

Há também os planos coletivos ou conhecidos como empresariais.

De acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), eles ocorrem entre a operadora e uma pessoa jurídica que oferece serviços extensíveis ao grupo familiar.

Esses panos de saúde coletivos podem ser:

Coletivo empresarial: quando os beneficiários são vinculados à pessoa jurídica contratante por relação empregatícia ou estatutária;

Coletivo por adesão: os beneficiários são vinculados às pessoas jurídicas de caráter profissional, setorial ou classista.

Em todos os casos, incluindo os individuais e familiares, para contratar os serviços, você precisa entrar em contato com uma operadora.

No mercado, é possível encontrar diversas opções com preços, serviços e coberturas diferenciados entre si.

A dica é: se tiver muitos dependentes, dê preferência ao plano familiar. Caso contrário, o plano individual continua sendo a melhor alternativa.

O plano de saúde individual, por exemplo, possui menos burocracias na contratação. Já que não precisa comprovar vínculo familiar nem empregatício.

Geralmente, é preciso apenas entrar em contato com um corretor, agendar a visita, levar os documentos e assinar o contrato.

Em poucos minutos, você já estará segurado e apto a desfrutar de todos os serviços.

Diante das explicações deste artigo, qual dos tipos de planos de saúde é o ideal para você? Conte nos comentários!

Bruna Somma

Jornalista formada pela UFRRJ, com passagens por redações de jornais, sites e Assessoria de Comunicação.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

dívidas
Jovens com nome sujo
Plano de saúde com coparticipação
nome sujo
Estourar o limite do cartão de crédito