Vale a pena sacar o FGTS emergencial? Especialista responde! | FinanceOne

Vale a pena sacar o FGTS emergencial? Especialista responde!

Escrito por: Mateus Carvalho em 7 de julho de 2020

O governo federal anunciou, em abril, o saque emergencial do FGTS. Os pagamentos começaram a ser depositados no último dia 29 de junho. Mas será que realmente vale a pena sacar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço?

Antes de falarmos disso, é importante que você saiba que a Caixa vai depositar o dinheiro na conta até 21 de setembro nas poupanças digitais.

Nesse tempo, o valor poderá ser utilizado somente para pagamento de boletos e compras online. Até que chegue a data para que você possa sacar o dinheiro.

FGTS rende mais que a Selic
Muitas pessoas estão na dúvida se devem ou não sacar o FGTS

Agora se você está na dúvida se deve ou não sacar o FGTS, a resposta é: depende.

De acordo com Reinaldo Domingos, que está a frente do canal Dinheiro à Vista, é necessário avaliar e levar em consideração que no momento o rendimento do FGTS é maior do que a maioria dos investimentos que existem.

Porém, esse dinheiro pode estar vindo em boa hora para quem está com dificuldades financeiras. 

“O problema é que muitas pessoas usam rendas extras mesmo sem necessidade e em compras que não precisam sem considerar a situação financeira atual. Entrado em uma bola de neve de inadimplência.”

Sacar o FGTS depende da situação financeira do trabalhador

O especialista, que também é autor de livros, explica que para você saber se vale a pena ou não sacar o FGTS dependerá da sua situação financeira.

Caso ela esteja confortável, ele recomenda não mexer no dinheiro e deixar ele rendendo, já que poderá ser vantajoso no futuro.

Agora caso você esteja endividado, Reinaldo Domingos explica que o trabalhador deverá sim sacar FGTS que estará disponível na conta poupança digital.

Dessa forma, será possível pagar as contas que estão em atraso. A depender do valor que você receberá, é possível renegociar a dívida ou até mesmo quitar o valor integral.

Nesse último caso, solicite um desconto por estar quitando o que está em débito. As instituições financeiras costumam dar uma porcentagem de desconto, não deixe de solicitar.

“Utilizar o FGTS é muito importante no momento, mas é preciso planejamento e cuidado para que esse realmente possa ajudar neste momento ou em momentos futuros. Lembrando que essa crise ainda irá durar por um longo tempo”, aponta o especialista.

‘Na crise é hora de planejar’, diz especialista

Reinaldo Domingos também cita que esta é uma hora importante de traçar um planejamento, mesmo em meio à uma crise. Segundo ele, se o valor resgatado for suficiente para quitar as dívidas em atraso, de qualquer forma é necessário atenção.

O especialista recomenda que os beneficiários do FGTS emergencial avaliem se precisarão da quantia no futuro e como farão para se organizar mediante as possíveis necessidades.

“Na crise é hora de planejar muito bem os gastos”, diz.

Domingos comenta também que nesses casos é válida a negociação para não se descartar a possibilidade do recebimento de descontos. Isso pode ajudar ainda a diminuir uma parte da dívida.

Mas, você já tem em mente se irá utilizar o valor integral do saque, R$1.045, para quitar sua dívida? Porque nesses casos, o especialista informa que pode ser mais válido investir o valor para ter uma margem maior de negociação no futuro.

“De uma forma ou de outra, o principal a ser feito nessa situação delicada é se educar financeiramente, ou seja, mudar seu comportamento para não mais retornar à inadimplência. O primeiro passo é olhar para a sua situação de forma honesta e levantar todos os números, traçando um planejamento para renegociar a dívida – agora ou no futuro – em parcelas que respeitem o orçamento mensal.”

Caixa já creditou duas parcelas do FGTS emergencial

Divulgado pela Caixa no dia 13 de junho, o calendário do saque emergencial do FGTS já está em vigor. O cronograma prevê duas datas, sendo elas de crédito e saque, de acordo com o mês de aniversário do beneficiário.

A data de crédito será quando o valor estará na poupança digital, disponível apenas para pagamentos de contas emergenciais, seguindo o mesmo modelo do auxílio emergencial.

Já as datas de saques serão para retiradas do valor para qualquer finalidade. Os nascidos em janeiro e fevereiro já tiveram o crédito liberado. A próxima data, para nascidos em março, será em 13 de julho, veja:

-> Janeiro: crédito em conta 29 de junho e saques a partir de 25 de julho;

-> Fevereiro: crédito em conta 06 de julho e saques a partir de 08 de agosto;

-> Março: crédito em conta 13 de julho e saques a partir de 22 de agosto;

-> Abril: crédito em conta 20 de julho e saques a partir de 5 de setembro;

-> Maio: crédito em conta 27 de julho e saques a partir de 19 de setembro;

-> Junho: crédito em conta 03 de agosto e saques a partir de 03 de outubro;

-> Julho: crédito em conta 10 de agosto e saques a partir de 17 de outubro;

-> Agosto: crédito em conta 24 de agosto e saques a partir de 17 de outubro;

-> Setembro: crédito em conta 31 de agosto e saques a partir de 31 de outubro;

-> Outubro: crédito em conta 08 de setembro e saques a partir de 31 de outubro;

-> Novembro: crédito em conta 14 de setembro e saques a partir de 14 de novembro;

-> Dezembro: crédito em conta 21 de setembro e saques a partir de 14 de novembro.

Confira também: com corte, FGTS rende mais que a Taxa Selic!

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

cartão de crédito
falar de dinheiro em casa
Homem mexendo no celular para consultar as plataformas de afiliados
FGTS rende mais que a Selic