Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

5 gastos com o carro que valem a pena

Escrito por: Rafael Massadar em 11 de abril de 2019

Muita gente fala que carro só dá despesas. Mas, há certos gastos com o carro que valem a pena. Afinal, você desembolsa um bom dinheiro para comprar o veículo, arca com as prestações (quando existem) durante meses, e merece usá-lo da melhor forma, certo?

Pois é, a manutenção preventiva é essencial para manter o carro em excelentes condições e, assim, garantir o mais importante, sua segurança. Além disso, alguns serviços em determinados componentes podem preservar outros.

Como exemplo, pode-se citar o balanceamento de rodas. Quando feito corretamente, preserva a suspensão e os pneus, itens considerados bem caros. Há ainda a valorização no momento da revenda.

Quando chegar o momento de trocar seu carro, o seu usado será mais valorizado se estiver com tudo em perfeitas condições. Tanto a mecânica quanto a funilaria.

E, claro, quem é que não gosta de conforto? Com o carro, não é diferente!

Um carro macio, cheiroso, sem barulhos desagradáveis é tudo que qualquer pessoa quer. Mas, nem sempre é isso que vemos.

gastos com o carro que valem a pena

Quando e onde realizar a manutenção preventiva?

Não espere um problema acontecer para ter esses gastos com o carro. O ideal é um trabalho preventivo, e não emergencial.

Agende sua manutenção com antecedência. O ideal é a cada seis meses ou 10 mil quilômetros rodados. Contudo, faça disso algo regular.

É muito importante procurar sempre uma oficina de confiança, com mecânicos qualificados.

E quando precisar trocar alguma peça do carro, sempre exija do mecânico o item que foi substituído e a embalagem do novo componente.

Só utilize autopeças de qualidade, que estejam de acordo com as especificações do fabricante e de procedência conhecida.

Gastos com o carro que valem a pena

1 – Sistema de freios

Os freios merecem o maior dos cuidados durante a manutenção.

O fluido de freio precisar ser substituído uma vez por ano, enquanto os tambores, pastilhas e discos, a cada 10 mil quilômetros rodados.

2 – Óleo lubrificante e filtro de óleo

Manter o óleo sempre renovado, tanto lubrificante como o do filtro, previne o desgaste precoce do motor.

Geralmente, os prazos estabelecidos são a cada seis meses ou a cada 10 mil quilômetros rodados.

3 – Filtro de ar

A necessidade da troca do filtro de ar reflete, diretamente, na melhora do desempenho do motor e, de quebra, do veículo.

Teoricamente, esta troca deve ser realizada uma vez ao ano.

Entretanto, a prática mostra que quanto mais utilizado o carro for, menor será o intervalo entre as trocas.

Companhias de seguro automotivo sugerem que carros que circulam grandes distâncias, principalmente em estradas de terra, recebam a manutenção dos filtros uma vez ao mês.

4 – Filtro do combustível

Outro aspecto importante para o bom funcionamento do veículo é manter o filtro de combustível sempre em dia.

Caso contrário, há a possibilidade de sujeiras presentes no tanque do combustível serem deslocadas para dentro do motor.

A análise deve ser feita uma vez a cada 10 ou 15 mil quilômetros.

5 – Balanceamento e alinhamento

O balanceamento e o alinhamento são responsáveis por evitar o desgaste precoce.

Realizados juntamente ao rodízio dos pneus, ambos os processos mantêm os pneus conservados por mais tempo.

É recomendado fazê-los uma vez a cada 10 mil quilômetros rodados.

Não esqueça também

Um dos gastos com o carro que valem a pena é a troca das velas. Quando o assunto são as velas do motor, é interessante saber que as mesmas não dão sinais de mau funcionamento.

Ou seja, mesmo com algum tipo de problema, o motor do automóvel seguirá funcionando perfeitamente.

O prazo para a troca das velas é definido pela montadora, diferenciando-se de marca para marca. Geralmente, esta substituição é feita uma vez a cada 15 mil quilômetros, variando até 100 mil quilômetros.

Lembre-se ainda do sistema de arrefecimento. Ao chegar aos 30 mil quilômetros, é necessário realizar uma limpeza minuciosa em todo o sistema do carro.

Itens como radiador, reservatório de expansão, fluido e aditivo de radiador devem ser limpos/substituídos regularmente, uma vez a cada 30 mil quilômetros.

Tais ações promovem uma melhor refrigeração e, consequentemente, melhor funcionamento do motor.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

InDriver
Carência no plano de saúde: o que é e como funciona
abrir conta para filhos
falar de dinheiro em casa
consórcio-Yamaha