Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasEconomiaAlta do PIB: entenda o que significa para economia brasileira?

    Alta do PIB: entenda o que significa para economia brasileira?

    3.7
    (3)

    O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 1% no primeiro trimestre deste ano. Essa alta do PIB trata-se do terceiro resultado positivo seguido, depois do recuo registrado no segundo trimestre de 2021 (-0,2%).

    Publicidade

    O avanço, porém, foi menor que o alcançado no 1° trimestre do ano passado (1,1%) frente ao 4º trimestre de 2020. Afinal, no mesmo trimestre de 2021, o avanço foi de 1,7%.

    Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O destaque ficou com o setor de Serviços, que cresceu 1%.

    O crescimento de alguns grupos dentro deste setor evidencia uma retomada de atividades que ainda estavam reprimidas devido à pandemia da covid-19, como é o caso das viagens aéreas e outros transportes de passageiros.

    Na indústria, o resultado 0,1% acima do trimestre anterior demonstra estabilidade no setor. O maior crescimento no setor industrial foi do grupo de Eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos, que teve alta de 6,6%.

    As indústrias extrativas tiveram queda de 3,4%, puxando o resultado para baixo. Segundo o IBGE, o resultado negativo deste grupo é devido à menor produção de minério de ferro.

    Publicidade

    Contudo, vale destacar que, esse resultado fez o país figurar na 9ª posição em ranking internacional de desempenho da atividade econômica, desta vez com 32 países, compilado pela agência de classificação de risco Austin Rating.

    alta do PIB
    Apesar da alta do PIB, economia do país sofre com alta da inflação

    Mercado eleva previsão de alta do PIB a 1,20%

    A expectativa do mercado é de alta do PIB de 0,7% para crescimento de 1,20%. Para 2023, o mercado espera alta de 0,76% ante 1% do último levantamento. A melhora nas previsões sobre o PIB tem ligação com o dado divulgado pelo IBGE.

    O Goldman Sachs também revisou para cima a previsão do PIB brasileiro de 2022. Segundo o relatório divulgado, a expectativa agora é de alta em 1,5%; antes, o banco norte-americano esperava crescimento próximo a zero, em 0,6%.

    Inflação: problema da economia

    Principal destaque da alta do PIB no primeiro trimestre de 2022, o setor de serviços foi beneficiado pelo aumento no consumo das famílias, que cresceu tanto na comparação com o 4º trimestre (0,7%) quanto em relação ao 1º trimestre de 2021 (2,2%).

    Contudo, esse crescimento poderia ter sido ainda maior, não fosse a inflação tão alta. Afinal, ainda estamos em junho e a inflação em 2022 já acumula recordes negativos.

    Publicidade

    Em abril, o índice chegou a 1,06% em relação ao mês anterior, segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa marca não era atingida desde a década de 1990. A última vez em que a inflação no mês ultrapassou a barreira de 1% foi em 1996.

    Enquanto isso, a inflação acumulada em doze meses (entre maio de 2021 e abril de 2022) chegou a 12,13%. A alta de preços que resultam nesses recordes inflacionários está pesando no dia a dia dos brasileiros. Com uma perda de 31,32% do valor de compra nos últimos 5 anos, o Real vale cada vez menos.

    Brasil volta ao ranking das 10 maiores economias do mundo

    A alta do PIB fez com que o Brasil integrasse novamente no top 10 das maiores economias do mundo, posto que não ocupava desde 2020. Segundo o ranking da Austin Rating, o país saiu da 13ª posição no 4º trimestre de 2021 para a 10ª em março de 2022.

    A maior economia do mundo é a dos EUA, com PIB nominal de US$ 25,45 trilhões. Compõem o top 3 a China (US$ 19,91 trilhões) e o Japão (US$ 4,912 trilhões). A Índia ultrapassou o Reino Unido e o Canadá passou a Itália.

    O Brasil ficou em 9º entre 32 países no ranking de melhor alta do PIB no 1º trimestre de 2022 contra o último de 2021, atrás de Peru, China, Turquia e México. A economia do país cresceu mais que as de Colômbia, Alemanha, França, Itália e Estados Unidos.

    Publicidade

    Você tem dúvidas sobre como o PIB é calculado? O FinanceOne separou essas informações em um conteúdo exclusivo. Confira!

    O que achou disso?

    Média da classificação 3.7 / 5. Número de votos: 3

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Rafael Massadar
    Rafael Massadar
    Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasEconomiaAlta do PIB: entenda o que significa para economia brasileira?

    Alta do PIB: entenda o que significa para economia brasileira?

    3.7
    (3)

    O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 1% no primeiro trimestre deste ano. Essa alta do PIB trata-se do terceiro resultado positivo seguido, depois do recuo registrado no segundo trimestre de 2021 (-0,2%).

    Publicidade

    O avanço, porém, foi menor que o alcançado no 1° trimestre do ano passado (1,1%) frente ao 4º trimestre de 2020. Afinal, no mesmo trimestre de 2021, o avanço foi de 1,7%.

    Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O destaque ficou com o setor de Serviços, que cresceu 1%.

    O crescimento de alguns grupos dentro deste setor evidencia uma retomada de atividades que ainda estavam reprimidas devido à pandemia da covid-19, como é o caso das viagens aéreas e outros transportes de passageiros.

    Na indústria, o resultado 0,1% acima do trimestre anterior demonstra estabilidade no setor. O maior crescimento no setor industrial foi do grupo de Eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos, que teve alta de 6,6%.

    As indústrias extrativas tiveram queda de 3,4%, puxando o resultado para baixo. Segundo o IBGE, o resultado negativo deste grupo é devido à menor produção de minério de ferro.

    Publicidade

    Contudo, vale destacar que, esse resultado fez o país figurar na 9ª posição em ranking internacional de desempenho da atividade econômica, desta vez com 32 países, compilado pela agência de classificação de risco Austin Rating.

    alta do PIB
    Apesar da alta do PIB, economia do país sofre com alta da inflação

    Mercado eleva previsão de alta do PIB a 1,20%

    A expectativa do mercado é de alta do PIB de 0,7% para crescimento de 1,20%. Para 2023, o mercado espera alta de 0,76% ante 1% do último levantamento. A melhora nas previsões sobre o PIB tem ligação com o dado divulgado pelo IBGE.

    O Goldman Sachs também revisou para cima a previsão do PIB brasileiro de 2022. Segundo o relatório divulgado, a expectativa agora é de alta em 1,5%; antes, o banco norte-americano esperava crescimento próximo a zero, em 0,6%.

    Inflação: problema da economia

    Principal destaque da alta do PIB no primeiro trimestre de 2022, o setor de serviços foi beneficiado pelo aumento no consumo das famílias, que cresceu tanto na comparação com o 4º trimestre (0,7%) quanto em relação ao 1º trimestre de 2021 (2,2%).

    Contudo, esse crescimento poderia ter sido ainda maior, não fosse a inflação tão alta. Afinal, ainda estamos em junho e a inflação em 2022 já acumula recordes negativos.

    Publicidade

    Em abril, o índice chegou a 1,06% em relação ao mês anterior, segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa marca não era atingida desde a década de 1990. A última vez em que a inflação no mês ultrapassou a barreira de 1% foi em 1996.

    Enquanto isso, a inflação acumulada em doze meses (entre maio de 2021 e abril de 2022) chegou a 12,13%. A alta de preços que resultam nesses recordes inflacionários está pesando no dia a dia dos brasileiros. Com uma perda de 31,32% do valor de compra nos últimos 5 anos, o Real vale cada vez menos.

    Brasil volta ao ranking das 10 maiores economias do mundo

    A alta do PIB fez com que o Brasil integrasse novamente no top 10 das maiores economias do mundo, posto que não ocupava desde 2020. Segundo o ranking da Austin Rating, o país saiu da 13ª posição no 4º trimestre de 2021 para a 10ª em março de 2022.

    A maior economia do mundo é a dos EUA, com PIB nominal de US$ 25,45 trilhões. Compõem o top 3 a China (US$ 19,91 trilhões) e o Japão (US$ 4,912 trilhões). A Índia ultrapassou o Reino Unido e o Canadá passou a Itália.

    O Brasil ficou em 9º entre 32 países no ranking de melhor alta do PIB no 1º trimestre de 2022 contra o último de 2021, atrás de Peru, China, Turquia e México. A economia do país cresceu mais que as de Colômbia, Alemanha, França, Itália e Estados Unidos.

    Publicidade

    Você tem dúvidas sobre como o PIB é calculado? O FinanceOne separou essas informações em um conteúdo exclusivo. Confira!

    O que achou disso?

    Média da classificação 3.7 / 5. Número de votos: 3

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?