InícioNotíciasEconomiaAuxílio emergencial 2021: quem terá direito as novas parcelas?

Auxílio emergencial 2021: quem terá direito as novas parcelas?

Tempo de leitura: 4 minutos
()

O auxílio emergencial 2021 já está confirmado e a previsão é que comece a ser pago agora em abril. Porém, o número de brasileiros que receberão o benefício este ano deverá ser menor do que o do último ano.

Vale ressaltar que as regras do auxílio emergencial 2021 já foram divulgadas e publicadas no último dia 18, por meio da Medida Provisória nº1.039. O documento tem todos os detalhes sobre como vai funcionar essa nova rodada do benefício.

É importante frisar, ainda, que o calendário de pagamento do auxílio não foi divulgado pelo Governo Federal e nem pela Caixa Econômica.

O auxílio emergencial 2021 tem como objetivo minimizar os efeitos da pandemia causado pela Covid-19. 

Saiba quem terá direito ao auxílio emergencial 2021

Muitos brasileiros estão se perguntando se têm direito ou não de receber o auxílio emergencial 2021. Se você também está com essa dúvida, fique tranquilo porque o FinanceOne vai te explicar tudo.

A primeira coisa que é preciso saber é que o benefício só será pago a quem já estava cadastrado para receber o auxílio em 2020. Além de ter se mantido elegível até as últimas parcelas.

Sendo assim, não haverá uma nova possibilidade de realizar o cadastro para receber o auxílio. 

Mas vale ressaltar ainda que os brasileiros serão avaliados novamente pelo governo para saber se a pessoa está está dentro dos requisitos para receber o auxílio emergencial 2021. Os critérios são:

-> Não receber outros benefícios, como por exemplo pensão;

-> Estar desempregado e/ou sem renda;

-> Não ter recebido em 2019 rendimentos tributáveis acima de R$28.559,70, como seu salário anual;

-> Não ter tido o auxílio emergencial de 2020 cancelado.

Mas e quem não tem direito a nova rodada do auxílio emergencial?

Vamos aos critérios que podem te impedir de receber o auxílio emergencial 2021. 

-> Ter vínculo empregatício, como  por exemplo carteira assinada;

-> Receber outros benefícios, como previdenciário, assistencial, trabalhista ou de programa de transferência de renda federal. As exceções são para o abono-salarial e Bolsa Família;

-> Ter renda familiar por pessoa, per capita, acima de meio salário-mínimo;

-> Ser membro de uma família com renda mensal total acima de três salários mínimos;

-> Quem recebeu, em 2019, rendimentos tributáveis acima de R$28.559,70;

-> Quem tinha, até 31 de dezembro de 2019, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, como imóveis ou terra, no valor total acima de R$300.000,00;

-> Tenha recebido, em 2019, rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, com soma maior que R$ 40.000,00;

-> Tenha sido incluído, no ano de 2019, como dependente de alguém que declarou o IR nas condições acima;

-> Seja estagiário, residente médico ou residente multiprofissional recebendo bolsa de estudo da Capes, CNPq ou de outras bolsas de estudo concedidas por órgão público municipal, estadual, distrital ou federal; 

-> Presos em regime regime fechado ou com CPF vinculado ao auxílio-reclusão;

-> Menores de 18 anos, com exceção de mães adolescentes;

-> Residentes no exterior;

-> Pessoas com indicativo de óbito ou com CPF ligado a pensão por morte de qualquer natureza;

-> Quem teve o auxílio emergencial e auxílio emergencial residual cancelados;

-> Quem não movimentou os valores depositados anteriormente na conta poupança social da caixa.

Qual será o valor do novo auxílio emergencial 2021?

Se você ainda não está por dentro, saiba que o valor do novo auxílio emergencial 2021 dependerá da condição de cada benefício, sendo:

  • Para quem mora sozinho: R$150
  • Famílias com mais de uma pessoa, não sendo chefiadas por mulheres: R$250
  • Famílias chefiadas por mulheres: R$375

Mas, vale destacar que será preciso atender a essa série de critérios acima para receber o novo auxílio. 

auxílio emergencial 2021
O auxílio emergencial 2021 será somente para quem se inscreveu no benefício no ano passado

O governo informou, informou, que os critérios de elegibilidade para o auxílio 2021 foram aprimorados, atendendo ainda às recomendações de órgãos de controle.

+ Confira o calendário para atualizar o cadastro no Caixa Tem

Também vale destacar que o benefício está limitado a um beneficiário por família. Ou seja, mesmo que duas pessoas que moram na mesma casa se encaixem nos critérios do benefício, apenas uma poderá receber o novo auxílio.

Quantas parcelas do novo auxílio serão pagas em 2021?

Você sabia que também já está definida a quantidade de parcelas do novo auxílio emergencial? Isso mesmo, e o FinanceOne te conta tudo agora.

O Auxílio Emergencial 2021 será pago em quatro parcelas. 

Vale lembrar que os beneficiários inscritos no Bolsa Família receberão o benefício que tiver parcela mais alta.

Já foi publicada, inclusive, uma previsão de quando será paga a nova rodada do benefício.

Isso porque na última terça-feira, 23, os beneficiários descobriram que o auxílio deve começar a ser pago daqui a 15 dias.

Dessa forma, estima-se que os pagamentos começam entre os dias 5 e 6 de abril. Quem passou a previsão foi o ministro da Cidadania, João Roma Neto, que prometeu divulgar o cronograma completo dos pagamentos nos próximos dias.

E aí, gostou dessa notícia? Você será contemplado com o novo auxílio ou conhece alguém que receberá? Então salve este artigo e/ou compartilhe com algum conhecido.

O que achou disso?

Média da classificação / 5. Número de votos:

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Tempo de leitura: 4 minutos
Mateus Carvalho
Jornalista de profissão e apaixonado por Marketing Digital. Já foi redator de jornal impresso, atualmente escrevo para o digital e tenho sede por empreender. Escrever é a minha maior paixão e quando não estou digitando estou pensando em digitar. Carioca, vascaíno e apaixonado por memes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui