Mais
    InícioCriptomoedaBitcoin pode perder espaço para o Ethereum?

    Bitcoin pode perder espaço para o Ethereum?

    5
    (3)

    A primeira moeda virtual criada no mundo é também a mais famosa. Até quem não entende sobre o mercado de criptomoedas já ouviu falar e sabe o que é Bitcoin.

    Publicidade

    Tal fama pode ser explicada pelos grandes picos de valorização. Entretanto, sua força só não é maior devido à sua volatilidade: os preços podem cair ou subir muito em apenas um dia.

    Porém, recentemente, especialistas voltaram a falar das criptomoedas prevendo um novo boom e a consolidação delas no mercado. E, um dos destaques é a Ethereum.

    A moeda digital foi criada para funcionar dentro da plataforma de blockchain Ethereum, capaz de executar contratos inteligentes e aplicações descentralizadas.

    A plataforma foi imaginada pelo programador canadense Vitalik Buterin em 2013 e ficou online no dia 30 de julho de 2015 com 11.9 milhões de Ethers pré-mineradas do ICO.

    Desde então, vem ganhando cada vez mais adoção entre pesquisadores, empreendedores e programadores que desejam criar soluções reais utilizando a blockchain e a tecnologia do Ethereum.

    Publicidade

    Diferença entre Bitcoin e Ethereum

    O propósito do Bitcoin é ser utilizado com uma moeda, ou seja, um meio de transferir valores. O foco do Ethereum, por sua vez, é ser uma plataforma que permite a programação de aplicações descentralizadas e contratos inteligentes.

    A alimentação deste sistema é feita pela criptomoeda Ether que, em pouco tempo, se transformou na segunda principal criptomoeda do mundo.

    Apesar da plataforma Ethereum ser um tanto quanto parecida com o Bitcoin, a criptomoeda conta com uma diferença importante em relação à sua principal concorrente: o crescimento alucinante em um curto espaço de tempo.

    Neste ano, a cotação do Ethereum avançou mais de 550%. Já a cotação Bitcoin teve um aumento um pouco mais modesto, mas ainda bastante elevado, avançando mais de 130% ao longo do ano.

    Ethereum e notas de dólar
    A Ethereum se diferencia do Bitcoin por ser uma plataforma baseada em blockchain, que permite a criação de contratos inteligentes e aplicações descentralizadas que funcionam de forma programada

    Motivos para a Ethereum superar Bitcoin

    A primeira razão para a Ethereum é o fato do seu crescimento anual ter superado em muito a Bitcoin.

    Publicidade

    O segundo fundamento para esta crença deve-se à capitalização de mercado: atualmente a Ethereum conta com uma capitalização de US$575 bilhões, já a Bitcoin vale 1,3 trilhões.

    Outra razão reside no volume de negociação. De acordo com dados da Coinbase, 22% do volume total de transações no terceiro trimestre deste ano foram da Ethereum e apenas 19% da Bitcoin.

    Este é o segundo trimestre consecutivo em que a negociação de Ethereum foi maior que a criptomoeda mais famosa do mundo.

    Outra premissa para acreditar nesta ultrapassagem está na tecnologia blockchain por trás da Ethereum.

    Ou seja, um sistema amplamente utilizado no mercado dos criptoativos, em especial nas finanças descentralizadas (DeFi). O que para muitos analistas é a próxima ‘galinha dos ovos de ouro’ deste mercado.

    Publicidade

    Em qual investir?

    Ethereum Ether e Bitcoin têm muitos fatores que contribuem para as suas avaliações.

    Para especular sobre as avaliações de criptomoedas como a Bitcoin e Ether, os investidores devem fazer perguntas-chave, como:

    • Como é cada moeda usada?
    • Quão amplamente é hoje aceito? Quão amplamente aceito será no futuro?
    • O que é que os dados históricos nos podem dizer sobre este instrumento?

    Embora a Bitcoin tradicionalmente tenha uma avaliação de preço mais alta do que a Ether, é importante observar que o mercado de criptomoedas até agora tem sido altamente volátil e provavelmente continuará a permanecer volátil.

    Em contraste com as ações, mercadorias ou mesmo moedas reguladas centralmente, o valor subjacente de uma criptomoeda não é claro.

    Outros criptomoedas devem se valorizar ainda mais, diz especialistas

    O cofundador do CriptoFácil e host no Bitcast, Paulo Aragão, afirma que tanto o Bitcoin quanto o Ethereum estão atingindo novas altas devido à uma euforia que está se formando em possíveis aprovações de ETFs à vista no mercado americano.

    “Se esses ETFs forem aprovados, provavelmente causará um aumento nos preços devido ao aumento da demanda”, ressalta Aragão.

    Segundo ele, isso também vai criar um papel mais caro para os investidores que detêm os ETFs baseados em contratos futuros, à medida que a expectativa do aumento de preços ocorre

    O CEO da BlueBenx, Roberto Cardassi, lembra que o Bitcoin tem se valorizado muito em 2021 e o Ethereum mais ainda, mas elas não são as únicas moedas ou opções desse setor.

    O especialista ressalta que tem ganhado cada vez mais espaço no mercado e que devem entrar na carteira do investidor.

    “Opções como NTFs, DeFis e até Staking podem ser vantajosas, dependendo da estratégia e perfil do investidor. O mercado tem muito potencial e vai continuar crescendo nos próximos meses e é preciso ficar atento a ele aproveitando as oportunidades”, explica Cardassi.

    Ficou interessado? Veja como funcionam as moedas digitais para iniciantes

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Rafael Massadar
    Rafael Massadar
    Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioCriptomoedaBitcoin pode perder espaço para o Ethereum?

    Bitcoin pode perder espaço para o Ethereum?

    5
    (3)

    A primeira moeda virtual criada no mundo é também a mais famosa. Até quem não entende sobre o mercado de criptomoedas já ouviu falar e sabe o que é Bitcoin.

    Publicidade

    Tal fama pode ser explicada pelos grandes picos de valorização. Entretanto, sua força só não é maior devido à sua volatilidade: os preços podem cair ou subir muito em apenas um dia.

    Porém, recentemente, especialistas voltaram a falar das criptomoedas prevendo um novo boom e a consolidação delas no mercado. E, um dos destaques é a Ethereum.

    A moeda digital foi criada para funcionar dentro da plataforma de blockchain Ethereum, capaz de executar contratos inteligentes e aplicações descentralizadas.

    A plataforma foi imaginada pelo programador canadense Vitalik Buterin em 2013 e ficou online no dia 30 de julho de 2015 com 11.9 milhões de Ethers pré-mineradas do ICO.

    Desde então, vem ganhando cada vez mais adoção entre pesquisadores, empreendedores e programadores que desejam criar soluções reais utilizando a blockchain e a tecnologia do Ethereum.

    Publicidade

    Diferença entre Bitcoin e Ethereum

    O propósito do Bitcoin é ser utilizado com uma moeda, ou seja, um meio de transferir valores. O foco do Ethereum, por sua vez, é ser uma plataforma que permite a programação de aplicações descentralizadas e contratos inteligentes.

    A alimentação deste sistema é feita pela criptomoeda Ether que, em pouco tempo, se transformou na segunda principal criptomoeda do mundo.

    Apesar da plataforma Ethereum ser um tanto quanto parecida com o Bitcoin, a criptomoeda conta com uma diferença importante em relação à sua principal concorrente: o crescimento alucinante em um curto espaço de tempo.

    Neste ano, a cotação do Ethereum avançou mais de 550%. Já a cotação Bitcoin teve um aumento um pouco mais modesto, mas ainda bastante elevado, avançando mais de 130% ao longo do ano.

    Ethereum e notas de dólar
    A Ethereum se diferencia do Bitcoin por ser uma plataforma baseada em blockchain, que permite a criação de contratos inteligentes e aplicações descentralizadas que funcionam de forma programada

    Motivos para a Ethereum superar Bitcoin

    A primeira razão para a Ethereum é o fato do seu crescimento anual ter superado em muito a Bitcoin.

    Publicidade

    O segundo fundamento para esta crença deve-se à capitalização de mercado: atualmente a Ethereum conta com uma capitalização de US$575 bilhões, já a Bitcoin vale 1,3 trilhões.

    Outra razão reside no volume de negociação. De acordo com dados da Coinbase, 22% do volume total de transações no terceiro trimestre deste ano foram da Ethereum e apenas 19% da Bitcoin.

    Este é o segundo trimestre consecutivo em que a negociação de Ethereum foi maior que a criptomoeda mais famosa do mundo.

    Outra premissa para acreditar nesta ultrapassagem está na tecnologia blockchain por trás da Ethereum.

    Ou seja, um sistema amplamente utilizado no mercado dos criptoativos, em especial nas finanças descentralizadas (DeFi). O que para muitos analistas é a próxima ‘galinha dos ovos de ouro’ deste mercado.

    Publicidade

    Em qual investir?

    Ethereum Ether e Bitcoin têm muitos fatores que contribuem para as suas avaliações.

    Para especular sobre as avaliações de criptomoedas como a Bitcoin e Ether, os investidores devem fazer perguntas-chave, como:

    • Como é cada moeda usada?
    • Quão amplamente é hoje aceito? Quão amplamente aceito será no futuro?
    • O que é que os dados históricos nos podem dizer sobre este instrumento?

    Embora a Bitcoin tradicionalmente tenha uma avaliação de preço mais alta do que a Ether, é importante observar que o mercado de criptomoedas até agora tem sido altamente volátil e provavelmente continuará a permanecer volátil.

    Em contraste com as ações, mercadorias ou mesmo moedas reguladas centralmente, o valor subjacente de uma criptomoeda não é claro.

    Outros criptomoedas devem se valorizar ainda mais, diz especialistas

    O cofundador do CriptoFácil e host no Bitcast, Paulo Aragão, afirma que tanto o Bitcoin quanto o Ethereum estão atingindo novas altas devido à uma euforia que está se formando em possíveis aprovações de ETFs à vista no mercado americano.

    “Se esses ETFs forem aprovados, provavelmente causará um aumento nos preços devido ao aumento da demanda”, ressalta Aragão.

    Segundo ele, isso também vai criar um papel mais caro para os investidores que detêm os ETFs baseados em contratos futuros, à medida que a expectativa do aumento de preços ocorre

    O CEO da BlueBenx, Roberto Cardassi, lembra que o Bitcoin tem se valorizado muito em 2021 e o Ethereum mais ainda, mas elas não são as únicas moedas ou opções desse setor.

    O especialista ressalta que tem ganhado cada vez mais espaço no mercado e que devem entrar na carteira do investidor.

    “Opções como NTFs, DeFis e até Staking podem ser vantajosas, dependendo da estratégia e perfil do investidor. O mercado tem muito potencial e vai continuar crescendo nos próximos meses e é preciso ficar atento a ele aproveitando as oportunidades”, explica Cardassi.

    Ficou interessado? Veja como funcionam as moedas digitais para iniciantes

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?