Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisBoleto ou carnê: saiba quais são as diferenças desses pagamentos

    Boleto ou carnê: saiba quais são as diferenças desses pagamentos

    5
    (1)

    Com o objetivo de captar mais clientes, as lojas costumam oferecer diversas formas para aquisição de seus produtos ou serviços. No entanto, algumas maneiras costumam gerar dúvidas, como o pagamento com boleto ou carnê.

    Publicidade

    É fato que o cartão de crédito reduz um pouco o uso dessas duas alternativas. Porém, muitas pessoas não possuem ou tem certas ressalvas com os cartões, então preferem utilizar boleto ou carnê.

    Sendo assim, confira as principais diferenças entre esses tipos de pagamento. Além disso, entenda também qual é o melhor uso que cada um pode oferecer, dependendo do contexto.

    O que é boleto?

    O boleto bancário consiste na emissão de um documento físico ou digital que possibilita o pagamento de um produto ou serviço. Foi criado em 1993 pelo Banco Central e é regulamentado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban)

    Até 2018 era possível emitir boletos bancários sem registro, que consistia em uma opção livre de cobranças do banco. Ademais, não havia obrigatoriedade de fazer o envio de arquivos para instituições financeiras. Entretanto essa opção não é mais permitida, todo boleto agora precisa ser registrado. 

    Outra curiosidade interessante é que essa alternativa é exclusiva do Brasil. Ou seja, o brasileiro é o único que pode quitar suas cobranças por meio de um boleto

    Publicidade

    Com o surgimento da tecnologia do Pix – que realiza transferências bancárias em segundos, sem a cobrança de taxas – especulou-se bastante sobre o fim do boleto. Porém, ele vai muito bem, obrigado! Segundo a Febraban, cerca de 3,7 bilhões de boletos são pagos por ano.

    Vale ressaltar que o boleto bancário não oferece opção de parcelamento. Ou seja, a compra ou prestação de serviço precisa ser quitada de uma única vez. 

    Vantagens do boleto

    O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) realizou uma pesquisa que constatou que 75% dos brasileiros consideram o boleto bancário como a melhor opção para pagamentos. Confira suas vantagens:

    • Você não precisa de uma conta bancária e nem de cartão de crédito;
    • Pode recebê-lo a distância, por correio ou e-mail;
    • É mais fácil para as empresas, considerando que o valor cai em até 2 (dois) dias úteis – enquanto com o cartão de crédito pode demorar até 60 (sessenta dias);
    • Pode obter alguns descontos ao comprar com boleto, visto que o vendedor ou prestador de serviço não precisará arcar com os custos da maquininha e outras tarifas das operadoras de cartões;
    • Segurança de dados e da ocorrência de golpes como acontece com os cartões de crédito.
    pessoa arrumando documentos
    Apesar de não ser tão utilizado hoje em dia, o carnê ainda é uma opção de compra bastante viável

    O que é carnê?

    O carnê consiste em uma caderneta de boletos que possui, como objetivo, fornecer uma alternativa de parcelamento de compras. 

    Ele é usado para pagamentos com uma data de vencimento acordada previamente e possui recorrência mensal. Além disso, costuma ser bastante utilizado por escolas, cursos e prestadores de serviços continuados.

    Publicidade

    No entanto, é preciso dizer que para comprar no carnê o cliente estará sujeito a uma análise de crédito. É necessário constatar se o risco de inadimplência é alto ou baixo para conceder a possibilidade de compra. 

    Algumas instituições permitem que pessoas negativadas realizem compras em carnê. Tais localidades consideram o histórico de pagamento antecedente. 

    Para realizar compras com o carnê, você vai precisar apresentar um documento de identificação com foto (RG ou CNH), CPF, comprovante de residência recente (é ideal que seja dos últimos três meses) e comprovante de renda (como extratos bancários ou Declaração de Imposto de Renda).

    Vantagens do carnê

    Assim como o boleto, o carnê também possui algumas vantagens interessantes para pagamentos. Conheça algumas:

    • Não precisa pagar anuidade como os cartões de crédito;
    • Maior facilidade de consulta;
    • Parcelas fixas, previsíveis e acordadas;
    • Não corre riscos de gerar cobranças indevidas;
    • Quitou o carnê, quitou a dívida.

    Agora que você já sabe reconhecer um boleto ou carnê, confira agora a diferença entre os tipos de pagamento. 

    + Boleto bancário: o que é cedente e sacado?
    + Como cancelar o pagamento de um boleto

    Publicidade

    Boleto ou carnê: qual a diferença?

    A diferença de boleto ou carnê é bastante simples. O boleto é uma tarifa única, em que você paga a totalidade descrita no documento, sem a possibilidade de parcelamentos no pagamento em dinheiro. 

    Ainda assim existem aplicativos que possibilitam pagar boletos com cartão de crédito. Nessa modalidade é possível fazer parcelamento. 

    O carnê, por outro lado, é uma modalidade em que é possível parcelar valor total em boletos pré-agendados. Ou seja, se realizou uma compra em 10 de março, os próximos pagamentos serão em 10 de abril, 10 de maio e assim sucessivamente. 

    É melhor pagar com boleto ou carnê?

    A resposta para essa pergunta é: depende. Sendo assim, para pagamentos com valores baixos e que podem ser quitados de uma vez só, de preferência ao boleto. 

    No entanto, se precisa de parcelamento para uma compra de valor mais elevado, o carnê pode ser uma boa alternativa. 

    Dessa maneira, comprar com boleto ou cartão depende exclusivamente da sua intenção com a compra. Na prática, as duas modalidades são bastante simples e seguras. 

    Gostou do conteúdo? Compartilhe com seus amigos que possam estar com essa dúvida e deixe um comentário.

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Isabella Mercedes
    Isabella Mercedes
    Estudante de Letras que tem muita curiosidade por tudo o que tem a ver com Tecnologia e Inovação. Cria da Baixada Fluminense e vascaína de coração. Adora suspense policial, mas a maior paixão de todas é escrever: seja sobre finanças ou sobre qualquer outra coisa.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisBoleto ou carnê: saiba quais são as diferenças desses pagamentos

    Boleto ou carnê: saiba quais são as diferenças desses pagamentos

    5
    (1)

    Com o objetivo de captar mais clientes, as lojas costumam oferecer diversas formas para aquisição de seus produtos ou serviços. No entanto, algumas maneiras costumam gerar dúvidas, como o pagamento com boleto ou carnê.

    Publicidade

    É fato que o cartão de crédito reduz um pouco o uso dessas duas alternativas. Porém, muitas pessoas não possuem ou tem certas ressalvas com os cartões, então preferem utilizar boleto ou carnê.

    Sendo assim, confira as principais diferenças entre esses tipos de pagamento. Além disso, entenda também qual é o melhor uso que cada um pode oferecer, dependendo do contexto.

    O que é boleto?

    O boleto bancário consiste na emissão de um documento físico ou digital que possibilita o pagamento de um produto ou serviço. Foi criado em 1993 pelo Banco Central e é regulamentado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban)

    Até 2018 era possível emitir boletos bancários sem registro, que consistia em uma opção livre de cobranças do banco. Ademais, não havia obrigatoriedade de fazer o envio de arquivos para instituições financeiras. Entretanto essa opção não é mais permitida, todo boleto agora precisa ser registrado. 

    Outra curiosidade interessante é que essa alternativa é exclusiva do Brasil. Ou seja, o brasileiro é o único que pode quitar suas cobranças por meio de um boleto

    Publicidade

    Com o surgimento da tecnologia do Pix – que realiza transferências bancárias em segundos, sem a cobrança de taxas – especulou-se bastante sobre o fim do boleto. Porém, ele vai muito bem, obrigado! Segundo a Febraban, cerca de 3,7 bilhões de boletos são pagos por ano.

    Vale ressaltar que o boleto bancário não oferece opção de parcelamento. Ou seja, a compra ou prestação de serviço precisa ser quitada de uma única vez. 

    Vantagens do boleto

    O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) realizou uma pesquisa que constatou que 75% dos brasileiros consideram o boleto bancário como a melhor opção para pagamentos. Confira suas vantagens:

    • Você não precisa de uma conta bancária e nem de cartão de crédito;
    • Pode recebê-lo a distância, por correio ou e-mail;
    • É mais fácil para as empresas, considerando que o valor cai em até 2 (dois) dias úteis – enquanto com o cartão de crédito pode demorar até 60 (sessenta dias);
    • Pode obter alguns descontos ao comprar com boleto, visto que o vendedor ou prestador de serviço não precisará arcar com os custos da maquininha e outras tarifas das operadoras de cartões;
    • Segurança de dados e da ocorrência de golpes como acontece com os cartões de crédito.
    pessoa arrumando documentos
    Apesar de não ser tão utilizado hoje em dia, o carnê ainda é uma opção de compra bastante viável

    O que é carnê?

    O carnê consiste em uma caderneta de boletos que possui, como objetivo, fornecer uma alternativa de parcelamento de compras. 

    Ele é usado para pagamentos com uma data de vencimento acordada previamente e possui recorrência mensal. Além disso, costuma ser bastante utilizado por escolas, cursos e prestadores de serviços continuados.

    Publicidade

    No entanto, é preciso dizer que para comprar no carnê o cliente estará sujeito a uma análise de crédito. É necessário constatar se o risco de inadimplência é alto ou baixo para conceder a possibilidade de compra. 

    Algumas instituições permitem que pessoas negativadas realizem compras em carnê. Tais localidades consideram o histórico de pagamento antecedente. 

    Para realizar compras com o carnê, você vai precisar apresentar um documento de identificação com foto (RG ou CNH), CPF, comprovante de residência recente (é ideal que seja dos últimos três meses) e comprovante de renda (como extratos bancários ou Declaração de Imposto de Renda).

    Vantagens do carnê

    Assim como o boleto, o carnê também possui algumas vantagens interessantes para pagamentos. Conheça algumas:

    • Não precisa pagar anuidade como os cartões de crédito;
    • Maior facilidade de consulta;
    • Parcelas fixas, previsíveis e acordadas;
    • Não corre riscos de gerar cobranças indevidas;
    • Quitou o carnê, quitou a dívida.

    Agora que você já sabe reconhecer um boleto ou carnê, confira agora a diferença entre os tipos de pagamento. 

    + Boleto bancário: o que é cedente e sacado?
    + Como cancelar o pagamento de um boleto

    Publicidade

    Boleto ou carnê: qual a diferença?

    A diferença de boleto ou carnê é bastante simples. O boleto é uma tarifa única, em que você paga a totalidade descrita no documento, sem a possibilidade de parcelamentos no pagamento em dinheiro. 

    Ainda assim existem aplicativos que possibilitam pagar boletos com cartão de crédito. Nessa modalidade é possível fazer parcelamento. 

    O carnê, por outro lado, é uma modalidade em que é possível parcelar valor total em boletos pré-agendados. Ou seja, se realizou uma compra em 10 de março, os próximos pagamentos serão em 10 de abril, 10 de maio e assim sucessivamente. 

    É melhor pagar com boleto ou carnê?

    A resposta para essa pergunta é: depende. Sendo assim, para pagamentos com valores baixos e que podem ser quitados de uma vez só, de preferência ao boleto. 

    No entanto, se precisa de parcelamento para uma compra de valor mais elevado, o carnê pode ser uma boa alternativa. 

    Dessa maneira, comprar com boleto ou cartão depende exclusivamente da sua intenção com a compra. Na prática, as duas modalidades são bastante simples e seguras. 

    Gostou do conteúdo? Compartilhe com seus amigos que possam estar com essa dúvida e deixe um comentário.

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?