Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Carteira de motorista 2019 terá formato de cartão de crédito

Escrito por: Rafael Massadar em 6 de setembro de 2018

Sua carteira de motorista vai mudar de formato em 2019. De acordo com o Conselho Nacional de Trânsito (Contran), o novo modelo da CNH será semelhante a um cartão de crédito convencional.

A nova CNH vai entrar em vigor no dia 1º de janeiro do ano que vem. Segundo o Ministério das Cidades, a novidade deve reduzir as fraudes, além de aumentar a durabilidade do documento e possibilitar a integração com outros países.

O Contran informou também que a proposta é que no futuro a nova CNH possa ser utilizada para outras finalidades.

O condutor poderá usá-la, por exemplo, para:

– pagar tarifas do pedágio;
– pagar metrô ou ônibus;
– ter acesso a prédios públicos e estacionamentos.

Vale ressaltar, no entanto, que o documento impresso continuará válido. A troca só será necessária quando a CNH tiver que ser renovada.

carteira de motorista

Outras mudanças

Além das alterações físicas, o governo pretende editar uma medida provisória para aumentar o prazo de validade da carteira de motorista.

Na proposta em análise, os motoristas terão ainda que fazer exames médicos a cada cinco anos, sem que seja necessário pagar taxa, apresentar documentação e tirar outra foto no Detran para receber a nova CNH, como acontece hoje.

Após o condutor completar 55 anos, a periodicidade dos exames cai para dois anos e meio. A partir dos 70, passam a ser feitos anualmente. O motorista deverá economizar R$ 53 a cada cinco anos, que é a soma das taxas atuais de emissão do documento e de entrega em domicílio.

Renovação da CNH exigirá curso e prova teórica

Essa é outra mudança estabelecida pelo governo federal. Desde junho, os motoristas que precisam renovar a CNH têm de fazer um curso teórico e uma prova. Além do exame médico, que já era obrigatório.

De acordo com o Denatran, o curso tem como objetivo:

“atualizar as informações e os conhecimentos sobre as legislações de trânsito, considerando a circunstância das constantes e contínuas alterações”.

Será exigido um curso teórico de 10 horas/aula (máximo de 5 horas/aula por dia) que poderá ser feito de forma presencial ou a distância.

Caso seja realizado a distância, precisa ser concluído em cinco dias. Depois, é preciso fazer a prova teórica presencial, com 30 questões de múltipla escolha. Para ser aprovado, o motorista deve ter 100% de frequência no curso e 70% de acertos no exame.

CNH já ganhou novidades em 2018

carteira de motorista

No início deste ano, a carteira de motorista passou a ser emitida com mais itens de segurança. Em janeiro, a CNH ganhou marcas d’água e itens holográficos.

Em maio, o documento recebeu também o QR-Code. O código permite checar os dados do motorista por meio de leitura com a câmera do smartphone.

Além disso, em alguns estados, uma versão digital da CNH passou a ser oferecida. Ela foi lançada em fevereiro deste ano, e pode ser acessada diretamente de um aplicativo de celular e usada no lugar da versão impressa.

É possível apresentá-la em qualquer estabelecimento comercial, como aeroportos e bancos. E atenção: trata-se de uma versão oficial, por isso todos devem aceitá-la.

Para fazer o documento, é necessário que o motorista faça o cadastro no Portal de Serviços do Denatran. Depois, para confirmar os dados e provar que é, de fato, o usuário cadastrado, é só ir a um posto do Detran.

Após a conclusão de todas as etapas de cadastro, é só baixar o aplicativo da CNH digital. Ele está disponível tanto para o sistema Android ou iOS.

Para Carteira de Motorista digital basta fazer o login com a senha do portal e digitar o código de ativação. É importante lembrar que se você não utilizá-lo em até 48 horas, é preciso solicitar um novo código.

Tirar carteira de motorista ficou mais difícil

As etapas para tirar uma carteira de motorista mudaram bastante. O nível de dificuldade e exigência ficou maior, e o processo ficou mais complexo. No entanto, continua a exigência de o condutor ser maior de 18 anos. Deve também saber ler e escrever e possuir documento de identidade e CPF.

Continua a obrigatoriedade de fazer o Curso de Formação de Condutor (CFC) em uma autoescola. Porém, fique atento, o Detran diz que é possível se habilitar em no mínimo três meses, dependendo da disponibilidade do futuro motorista para marcar as aulas e exames.

Caso você seja reprovado em algum dos exames, esse tempo aumenta. O prazo limite para concluir o processo é de 12 meses. Se você ultrapassar esse tempo, deverá reiniciar e refazer todas as etapas, inclusive pagando por elas novamente.

Quase todas as etapas do processo são pagas. Aquelas que são no Detran têm o preço já determinado (você pode consultá-las no site do Detran do seu estado). Todo o resto será pago diretamente aos prestadores de serviço, como autoescolas, médicos e psicólogos.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

férias de fim de ano
Dicas para economizar no supermercado
Seu cartão de crédito vale a pena? Saiba avaliar
transferir o financiamento do carro
Aumentos salariais em 2019