Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasEmpreendedorismoCapital de giro: como obter para a sua empresa e por que...

    Capital de giro: como obter para a sua empresa e por que é importante

    0
    (0)

    Abrir o próprio negócio é o sonho de muita gente, mas entre o planejamento e a abertura de fato, há um longo caminho a ser percorrido. Nesse sentido, o capital de giro é um dos principais aliados para que a empresa comece com o pé direito a sua jornada rumo ao sucesso no mercado.

    Publicidade

    O recurso faz parte de uma gestão de patrimônio bem planejada, já que é responsável por sanar os pagamentos de diversas despesas envolvendo a empresa – especialmente no início. Por isso, se você pensa em abrir um negócio, deve prestar atenção nessa etapa.

    Mas, afinal, o que é capital de giro e como calculá-lo? E mais importante que isso: quais são as alternativas para conseguir esse aporte a fim de manter as contas da empresa em dia? Tire todas as suas dúvidas a seguir.

    O que é o capital de giro?

    Pensando em abrir uma empresa ou já tem um empreendimento, mas deseja reformular o seu negócio? Então, o capital de giro é essencial nessa etapa da gestão empresarial. Isso porque ele consiste em todo o montante necessário para pagar as despesas usuais de uma companhia.

    E nesse bolo inclui-se: salário dos funcionários, gasto com fornecedores, eventuais reparos na estrutura etc. Ou seja, trata-se de um suporte financeiro para ser utilizado nos gastos rotineiros da empresa – sem que haja necessidade de uso do caixa das vendas.

    Existem dois tipos de capital de giro que você deve atentar-se:

    Publicidade
    • Capital de giro líquido (CGL): montante líquido dos recursos, ou seja, a quantia de fato disponível para manter o negócio funcionando;
    • Capital de giro próprio (CGP): reserva financeira utilizada sem a necessidade de entrada de ativos terceiros para somar ao caixa, ou seja, quando há dinheiro suficiente para sanar eventuais gastos cotidianos.

    Por que é importante manter um capital de giro para a empresa?

    Assim como na vida pessoal, um planejamento financeiro bem estruturado faz toda a diferença no campo profissional. E quando o assunto é abrir uma empresa, ele se torna ainda mais indispensável. Por isso, saber administrar – e, principalmente, fomentar – o capital de giro é essencial para determinar a saúde financeira da sua empresa.

    O capital de giro é um aliado e tanto para momentos de crise, ainda mais em uma economia instável como a brasileiro. Dessa forma, se houver baixa entrada de recursos de clientes ou mesmo de investimentos externos, ele pode ser utilizado como reserva emergencial.

    Manter uma reserva financeira é essencial para gerir o negócio de forma eficiente – seja no início do negócio, seja para a manutenção e prospecção a longo prazo. 

    Calculadora com moedas espalhadas e cofre de porquinho, em um ambiente de madeira
    O capital de giro contribui para momentos de crise, mas também para impulsionar um negócio. (Fonte: Divulgação)

    Como obter capital de giro para uma empresa?

    O capital de giro é um recurso indispensável para o planejamento a longo prazo de uma empresa. Além de conter eventuais despesas e imprevistos, ele contribui para a prospecção do negócio no longo prazo.

    Ainda assim, é natural que nem sempre haja um montante necessário em caixa para se investir na empresa, especialmente quando ela está apenas começando. Nesses casos, se você deseja investir na contratação de novos funcionários ou fazer reformas estruturais, é possível avaliar a contratação de linhas de crédito empresarial. 

    Publicidade

    Quer solicitar capital de giro para abrir um negócio? Confira as principais opções de crédito disponibilizadas no mercado:

    Empréstimo peer-to-peer (P2P)

    As plataformas P2P reúnem empreendedores em busca de crédito e investidores que desejam injetar dinheiro em companhias. O empréstimo acontece sem a necessidade de intermediação de bancos tradicionais, contribuindo para uma negociação mais rápida e prática.

    Microcrédito

    Esse modelo de crédito empresarial é oferecido por instituições estatais, como a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil, em parceria com o governo federal. É possível solicitar até R$ 20 mil com prazos flexíveis para quitação. 

    Empréstimo com garantia de bens

    Esse modelo de empréstimo é feito por instituições credoras e bancos tradicionais, e é oferecido aos empreendedores que desejam investir no próprio negócio por meio da garantia de algum bem ou móvel ou imóvel – como uma casa ou um veículo. É considerada uma das modalidades com as taxas de juros mais baixas do mercado.

    Gostou do conteúdo? Aproveite para conferir outras notícias envolvendo o setor de Empreendedorismo no blog da FinanceOne. 

    Publicidade

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Raísa Boing
    Raísa Boing
    Jornalista especializada em conteúdo SEO. Ampla experiência com redação, edição e revisão para a web. Escrevo principalmente sobre mercado financeiro, investimentos, setor imobiliário, tecnologia e educação.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasEmpreendedorismoCapital de giro: como obter para a sua empresa e por que...

    Capital de giro: como obter para a sua empresa e por que é importante

    0
    (0)

    Abrir o próprio negócio é o sonho de muita gente, mas entre o planejamento e a abertura de fato, há um longo caminho a ser percorrido. Nesse sentido, o capital de giro é um dos principais aliados para que a empresa comece com o pé direito a sua jornada rumo ao sucesso no mercado.

    Publicidade

    O recurso faz parte de uma gestão de patrimônio bem planejada, já que é responsável por sanar os pagamentos de diversas despesas envolvendo a empresa – especialmente no início. Por isso, se você pensa em abrir um negócio, deve prestar atenção nessa etapa.

    Mas, afinal, o que é capital de giro e como calculá-lo? E mais importante que isso: quais são as alternativas para conseguir esse aporte a fim de manter as contas da empresa em dia? Tire todas as suas dúvidas a seguir.

    O que é o capital de giro?

    Pensando em abrir uma empresa ou já tem um empreendimento, mas deseja reformular o seu negócio? Então, o capital de giro é essencial nessa etapa da gestão empresarial. Isso porque ele consiste em todo o montante necessário para pagar as despesas usuais de uma companhia.

    E nesse bolo inclui-se: salário dos funcionários, gasto com fornecedores, eventuais reparos na estrutura etc. Ou seja, trata-se de um suporte financeiro para ser utilizado nos gastos rotineiros da empresa – sem que haja necessidade de uso do caixa das vendas.

    Existem dois tipos de capital de giro que você deve atentar-se:

    Publicidade
    • Capital de giro líquido (CGL): montante líquido dos recursos, ou seja, a quantia de fato disponível para manter o negócio funcionando;
    • Capital de giro próprio (CGP): reserva financeira utilizada sem a necessidade de entrada de ativos terceiros para somar ao caixa, ou seja, quando há dinheiro suficiente para sanar eventuais gastos cotidianos.

    Por que é importante manter um capital de giro para a empresa?

    Assim como na vida pessoal, um planejamento financeiro bem estruturado faz toda a diferença no campo profissional. E quando o assunto é abrir uma empresa, ele se torna ainda mais indispensável. Por isso, saber administrar – e, principalmente, fomentar – o capital de giro é essencial para determinar a saúde financeira da sua empresa.

    O capital de giro é um aliado e tanto para momentos de crise, ainda mais em uma economia instável como a brasileiro. Dessa forma, se houver baixa entrada de recursos de clientes ou mesmo de investimentos externos, ele pode ser utilizado como reserva emergencial.

    Manter uma reserva financeira é essencial para gerir o negócio de forma eficiente – seja no início do negócio, seja para a manutenção e prospecção a longo prazo. 

    Calculadora com moedas espalhadas e cofre de porquinho, em um ambiente de madeira
    O capital de giro contribui para momentos de crise, mas também para impulsionar um negócio. (Fonte: Divulgação)

    Como obter capital de giro para uma empresa?

    O capital de giro é um recurso indispensável para o planejamento a longo prazo de uma empresa. Além de conter eventuais despesas e imprevistos, ele contribui para a prospecção do negócio no longo prazo.

    Ainda assim, é natural que nem sempre haja um montante necessário em caixa para se investir na empresa, especialmente quando ela está apenas começando. Nesses casos, se você deseja investir na contratação de novos funcionários ou fazer reformas estruturais, é possível avaliar a contratação de linhas de crédito empresarial. 

    Publicidade

    Quer solicitar capital de giro para abrir um negócio? Confira as principais opções de crédito disponibilizadas no mercado:

    Empréstimo peer-to-peer (P2P)

    As plataformas P2P reúnem empreendedores em busca de crédito e investidores que desejam injetar dinheiro em companhias. O empréstimo acontece sem a necessidade de intermediação de bancos tradicionais, contribuindo para uma negociação mais rápida e prática.

    Microcrédito

    Esse modelo de crédito empresarial é oferecido por instituições estatais, como a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil, em parceria com o governo federal. É possível solicitar até R$ 20 mil com prazos flexíveis para quitação. 

    Empréstimo com garantia de bens

    Esse modelo de empréstimo é feito por instituições credoras e bancos tradicionais, e é oferecido aos empreendedores que desejam investir no próprio negócio por meio da garantia de algum bem ou móvel ou imóvel – como uma casa ou um veículo. É considerada uma das modalidades com as taxas de juros mais baixas do mercado.

    Gostou do conteúdo? Aproveite para conferir outras notícias envolvendo o setor de Empreendedorismo no blog da FinanceOne. 

    Publicidade

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?