Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasEmpreendedorismo7 erros de empreendedores iniciantes para evitar ao abrir seu negócio

    7 erros de empreendedores iniciantes para evitar ao abrir seu negócio

    5
    (2)

    Levantamento do Sebrae aponta que 50 milhões de brasileiros que ainda não empreendem querem abrir um negócio nos próximos 3 anos. De acordo com o estudo, 1/3 desses empreendedores iniciantes foram motivados pela pandemia do novo coronavírus.

    Publicidade

    Esses números levam o Brasil a ocupar a 6ª maior proporção da população adulta em todo o mundo que pretende abrir um negócio pela 1ª vez.

    Contudo, fique atento, muitas pessoas pensam em empreender só porque não querem mais ter chefe e, sim, ser o próprio chefe. Ou porque pensam que, dessa forma, vão trabalhar menos ou deixar de encarar tarefas chatas.

    Porém, liderar uma equipe ou empresa pode ser muito mais estressante e demandar muito mais tempo e conhecimento, além de lidar com muito mais assuntos do que ser funcionário.

    Talvez, por isso, uma em cada cinco empresas brasileiras declarou falência em menos de um ano em operação. É o que revela a pesquisa Demografia das Empresas e Estatísticas de Empreendedorismo, realizada pelo IBGE.

    Para não ser mais um, confira as dicas do empreendedor serial José Paulo Pereira Silva, CEO do grupo Ideal Trends. Ele ensina como ficar de fora destas estatísticas.

    Publicidade

    Empreendedores iniciantes devem construir um plano de negócio

    José Paulo Pereira Silva afirma que o planejamento é a chave para empreendedores iniciantes. Será por meio dele que você conseguirá identificar todos os aspectos do negócio e poderá fazer ajustes conforme as mudanças de cenário.

    O plano de negócios é um documento, ou relatório, de planejamento que descreve os objetivos de uma empresa e quais caminhos precisam ser percorridos para que estes objetivos sejam alcançados.

    Com esse documento, é possível identificar se uma ideia de negócio é viável ou não, o que diminui riscos e incertezas para o empreendedor.

    O plano contém as etapas de planejamento e montagem da empresa, ou seja, ele demonstra o futuro do empreendimento sob pontos de vistas: estratégicos, mercadológicos, operacionais, financeiros, entre outros.

    Assim, podemos entender que o plano é uma ferramenta com funções importantes uma vez que demonstra caminhos necessários para que o seu negócio percorra e concretize os objetivos.

    + Negócio próprio: saiba quais são as vantagens e desvantagens

    Publicidade

    Não buscar constante por capacitação

    O CEO do grupo Ideal Trends lembra que todos os empreendedores iniciantes precisam aperfeiçoar seus conhecimentos e manter-se atualizado porque o mercado está em constante mudança. Muitas pessoas optam por se aventurar no mercado abrindo seu próprio negócio.

    Seja abrir uma Loja ou mesmo começar vendendo produtos em Feiras, o empreendedor deve estar atento a tudo ao seu redor. Uma boa pedida é procurar por capacitação para empreendedores.

    Esta é uma maneira de ter uma visão mais abrangente de negócios, melhorar a gestão financeira e aprender a divulgar seu negócio de maneira certa para o público consumidor.

    + Confira 6 cursos do Sebrae para empreendedores iniciantes

    Desorganização de finanças

    O especialista ressalta também que todo negócio começa com um orçamento. Ou seja, a boa gestão financeira preza pela elaboração de um fluxo de caixa e pelo registro de cada valor.

    Publicidade

    “Quando este processo não acontece, a saúde financeira da empresa é comprometida. Um bom empreendedor não descuida deste aspecto essencial para a longevidade do empreendimento”, destaca José Paulo Pereira Silva.

    O primeiro passo é registrar todos os custos do seu negócio. E quando falamos em todos, quer dizer exatamente isso: tudo.

    Custos variáveis, fixos e gastos com imprevistos devem ser listados. Todos estes dados podem ser inseridos em uma planilha de gastos, pois são uma grande aliada na hora de controlar o que sai e entra de dinheiro dentro da empresa.

    Além disso, também é fundamental que você mantenha um registro com lembretes contendo as datas de vencimentos de todas as contas, e sinalizar quais já foram pagas e quais ainda precisam ser quitadas.

    Isso ajuda a manter as despesas em dia, sem precisar ficar pagando multas ou juros por atrasos desnecessários.

    empreendedor trabalhando na lanchonete
    Uma qualidade fundamental que os empreendedores iniciantes devem ter é comprometimento

    Não estabelecer metas

    Para qualquer negócio é importante estabelecer metas para atingir seus objetivos. Sem elas, o empreendimento corre o risco de perder o ritmo e você ficará sem saber o que fazer para driblar as dificuldades.

    Portanto, defina quais são as metas operacionais para alcançar o objetivo final, que certamente será a receita. “Para isso, avalie os dados disponíveis sobre os números e perfis dos clientes e as transações da sua empresa”, explica o CEO.

    Desconsiderar os concorrentes

    A pesquisa de mercado é uma importante ferramenta estratégica que ajuda gestores e profissionais de diferentes áreas a tomar decisões com mais segurança. Contudo, boa parte dos empreendedores iniciantes não fazem isso.

    “Avalie os posicionamentos, estratégias, respostas dos consumidores, políticas de preços”, diz José Paulo Pereira Silva.

    Os tipos de pesquisa de mercado variam de acordo com os objetivos da sua pesquisa e com o perfil das pessoas que serão entrevistadas.

    É possível descobrir o que as pessoas pensam da sua marca e como ela está posicionada em relação à concorrência, por exemplo. Você também pode medir a satisfação do cliente ou dos seus funcionários com o ambiente de trabalho, entre outras opções.

    Misturar as contas pessoais com as do negócio

    Este é um erro comum de quase todos os empreendedores iniciantes. Uma das principais regras de finanças empresariais é justamente a separação das contas da “pessoa física” e da “pessoa jurídica”.

    E não é por acaso! A maior parte dos negócios que fecham por problemas financeiros não seguem esta regra.

    + Confira as 3 lições valiosas de Beyoncé para o empreendedorismo

    Não divulgar o negócio corretamente

    Entender de marketing digital e saber aplicar suas principais estratégias é outro ponto extremamente importante para os empreendedores iniciantes.

    Quando você abre um negócio, precisa que ele se torne reconhecido.Portanto, é necessário que você compreenda de marketing digital, saiba suas diferentes utilizações e conheça as estratégias mais eficientes.

    A partir disso, é bom estruturar um planejamento de marketing contendo as principais abordagens que sua empresa irá utilizar e os resultados esperados com cada uma.

    Considere usar diferentes canais e estratégias, com blog, redes sociais, vídeos, e entenda como tudo isso pode ajudar seu empreendimento.

    Gostou do conteúdo? Então compartilhe com seus amigos e deixe um comentário!

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Rafael Massadar
    Rafael Massadar
    Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasEmpreendedorismo7 erros de empreendedores iniciantes para evitar ao abrir seu negócio

    7 erros de empreendedores iniciantes para evitar ao abrir seu negócio

    5
    (2)

    Levantamento do Sebrae aponta que 50 milhões de brasileiros que ainda não empreendem querem abrir um negócio nos próximos 3 anos. De acordo com o estudo, 1/3 desses empreendedores iniciantes foram motivados pela pandemia do novo coronavírus.

    Publicidade

    Esses números levam o Brasil a ocupar a 6ª maior proporção da população adulta em todo o mundo que pretende abrir um negócio pela 1ª vez.

    Contudo, fique atento, muitas pessoas pensam em empreender só porque não querem mais ter chefe e, sim, ser o próprio chefe. Ou porque pensam que, dessa forma, vão trabalhar menos ou deixar de encarar tarefas chatas.

    Porém, liderar uma equipe ou empresa pode ser muito mais estressante e demandar muito mais tempo e conhecimento, além de lidar com muito mais assuntos do que ser funcionário.

    Talvez, por isso, uma em cada cinco empresas brasileiras declarou falência em menos de um ano em operação. É o que revela a pesquisa Demografia das Empresas e Estatísticas de Empreendedorismo, realizada pelo IBGE.

    Para não ser mais um, confira as dicas do empreendedor serial José Paulo Pereira Silva, CEO do grupo Ideal Trends. Ele ensina como ficar de fora destas estatísticas.

    Publicidade

    Empreendedores iniciantes devem construir um plano de negócio

    José Paulo Pereira Silva afirma que o planejamento é a chave para empreendedores iniciantes. Será por meio dele que você conseguirá identificar todos os aspectos do negócio e poderá fazer ajustes conforme as mudanças de cenário.

    O plano de negócios é um documento, ou relatório, de planejamento que descreve os objetivos de uma empresa e quais caminhos precisam ser percorridos para que estes objetivos sejam alcançados.

    Com esse documento, é possível identificar se uma ideia de negócio é viável ou não, o que diminui riscos e incertezas para o empreendedor.

    O plano contém as etapas de planejamento e montagem da empresa, ou seja, ele demonstra o futuro do empreendimento sob pontos de vistas: estratégicos, mercadológicos, operacionais, financeiros, entre outros.

    Assim, podemos entender que o plano é uma ferramenta com funções importantes uma vez que demonstra caminhos necessários para que o seu negócio percorra e concretize os objetivos.

    + Negócio próprio: saiba quais são as vantagens e desvantagens

    Publicidade

    Não buscar constante por capacitação

    O CEO do grupo Ideal Trends lembra que todos os empreendedores iniciantes precisam aperfeiçoar seus conhecimentos e manter-se atualizado porque o mercado está em constante mudança. Muitas pessoas optam por se aventurar no mercado abrindo seu próprio negócio.

    Seja abrir uma Loja ou mesmo começar vendendo produtos em Feiras, o empreendedor deve estar atento a tudo ao seu redor. Uma boa pedida é procurar por capacitação para empreendedores.

    Esta é uma maneira de ter uma visão mais abrangente de negócios, melhorar a gestão financeira e aprender a divulgar seu negócio de maneira certa para o público consumidor.

    + Confira 6 cursos do Sebrae para empreendedores iniciantes

    Desorganização de finanças

    O especialista ressalta também que todo negócio começa com um orçamento. Ou seja, a boa gestão financeira preza pela elaboração de um fluxo de caixa e pelo registro de cada valor.

    Publicidade

    “Quando este processo não acontece, a saúde financeira da empresa é comprometida. Um bom empreendedor não descuida deste aspecto essencial para a longevidade do empreendimento”, destaca José Paulo Pereira Silva.

    O primeiro passo é registrar todos os custos do seu negócio. E quando falamos em todos, quer dizer exatamente isso: tudo.

    Custos variáveis, fixos e gastos com imprevistos devem ser listados. Todos estes dados podem ser inseridos em uma planilha de gastos, pois são uma grande aliada na hora de controlar o que sai e entra de dinheiro dentro da empresa.

    Além disso, também é fundamental que você mantenha um registro com lembretes contendo as datas de vencimentos de todas as contas, e sinalizar quais já foram pagas e quais ainda precisam ser quitadas.

    Isso ajuda a manter as despesas em dia, sem precisar ficar pagando multas ou juros por atrasos desnecessários.

    empreendedor trabalhando na lanchonete
    Uma qualidade fundamental que os empreendedores iniciantes devem ter é comprometimento

    Não estabelecer metas

    Para qualquer negócio é importante estabelecer metas para atingir seus objetivos. Sem elas, o empreendimento corre o risco de perder o ritmo e você ficará sem saber o que fazer para driblar as dificuldades.

    Portanto, defina quais são as metas operacionais para alcançar o objetivo final, que certamente será a receita. “Para isso, avalie os dados disponíveis sobre os números e perfis dos clientes e as transações da sua empresa”, explica o CEO.

    Desconsiderar os concorrentes

    A pesquisa de mercado é uma importante ferramenta estratégica que ajuda gestores e profissionais de diferentes áreas a tomar decisões com mais segurança. Contudo, boa parte dos empreendedores iniciantes não fazem isso.

    “Avalie os posicionamentos, estratégias, respostas dos consumidores, políticas de preços”, diz José Paulo Pereira Silva.

    Os tipos de pesquisa de mercado variam de acordo com os objetivos da sua pesquisa e com o perfil das pessoas que serão entrevistadas.

    É possível descobrir o que as pessoas pensam da sua marca e como ela está posicionada em relação à concorrência, por exemplo. Você também pode medir a satisfação do cliente ou dos seus funcionários com o ambiente de trabalho, entre outras opções.

    Misturar as contas pessoais com as do negócio

    Este é um erro comum de quase todos os empreendedores iniciantes. Uma das principais regras de finanças empresariais é justamente a separação das contas da “pessoa física” e da “pessoa jurídica”.

    E não é por acaso! A maior parte dos negócios que fecham por problemas financeiros não seguem esta regra.

    + Confira as 3 lições valiosas de Beyoncé para o empreendedorismo

    Não divulgar o negócio corretamente

    Entender de marketing digital e saber aplicar suas principais estratégias é outro ponto extremamente importante para os empreendedores iniciantes.

    Quando você abre um negócio, precisa que ele se torne reconhecido.Portanto, é necessário que você compreenda de marketing digital, saiba suas diferentes utilizações e conheça as estratégias mais eficientes.

    A partir disso, é bom estruturar um planejamento de marketing contendo as principais abordagens que sua empresa irá utilizar e os resultados esperados com cada uma.

    Considere usar diferentes canais e estratégias, com blog, redes sociais, vídeos, e entenda como tudo isso pode ajudar seu empreendimento.

    Gostou do conteúdo? Então compartilhe com seus amigos e deixe um comentário!

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?