Como se planejar financeiramente para ter um filho | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,843
Euro R$ 4,457
Bitcoin R$ 24.664,04
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 5,053
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Como se planejar financeiramente para ter um filho

Está pensando em ter um bebê? Saiba que é bom se planejar financeiramente para ter um filho. Isso porque a chegada de uma criança modifica todo o orçamento da família. Principalmente porque as despesas aumentam bastante nesse momento da vida, e lidar com esses gastos extras causa preocupação.

Antes mesmo de a criança nascer os pais já começam a ter algumas despesas com o quarto do bebê, enxoval, o parto, brinquedos, entre outros. É importante lembrar que os custos iniciais podem variar bastante, até porque cada família sonha em decorar o quarto e comprar as roupas de uma determinada forma.

planejar financeiramente para ter um filho
O ideal é que os pais se planejem financeiramente antes de ter um filho

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Vendas e Trade Marketing (Invent), em 2013, apontou que os pais gastam aproximadamente R$450 mil para criar e educar um filho até os 23 anos de idade. O estudo utilizou a idade de 23 anos porque é a partir dessa época que eles começam a ter a própria liberdade financeira.

O cálculo da pesquisa levou em consideração desde os gastos com fraldas e os primeiros anos da criança até a formação do filho em uma universidade. É importante lembrar que esse valor é uma estimativa e pode variar de acordo com a família.

Dessa forma, é essencial que a família comece a se planejar financeiramente para ter um filho o quanto antes. Isso permitirá que os pais tenham uma determinada quantia até o momento em que o bebê nascer. Saiba como abrir conta para os filhos e investir no futuro deles.

Para isso, pense com quantos anos você deseja ter um filho e comece a juntar o dinheiro até a data determinada. Assim, você terá a quantia necessária para suprir as primeiras, e principais, necessidades do filho, como por exemplo educação, saúde e cuidados básicos.

Como se planejar financeiramente para ter um filho

Planejar-se financeiramente para ter um filho é importante para evitar que no futuro, em caso de imprevistos, os pais sejam surpreendidos e fiquem sem saber o que fazer ou a quem recorrer. Confira algumas dicas abaixo!

Comece planejando a gravidez

Ao começar a pensar em engravidar, planeje com quanto anos você quer ter um filho. O ideal é que os pais comecem a pensar no futuro filho com até dois anos de antecedência.

Dessa forma, será possível pensar na adequação das finanças, além de poderem verificar quais gastos podem ser diminuídos ou até mesmo cortados.

Trabalho da mãe

Atualmente as mulheres estão cada vez mais presentes no mercado de trabalho, por isso essa etapa também precisa ser pensada. Quanto tempo a mãe poderá ficar sem trabalhar? Será necessário mais tempo do que a licença maternidade permite? O casal precisa planejar por qual período a mãe precisará ficar afastada do trabalho.

Vale ressaltar que a legislação garante a estabilidade do emprego da mulher a partir do momento que é confirmada a gravidez. E isso vale até a licença maternidade. Sendo assim, as empresas não podem demitir quem estiver grávida.

Com quem deixar o filho para trabalhar?

Essa é uma questão que muitos pais têm dificuldades e dúvidas. Ao acabar a licença maternidade da mãe, com quem deixar o filho para ela voltar a trabalhar? Colocar em creche? Contratar uma babá? Pedir para algum parente, como por exemplo as avós, cuidarem?

As opções são inúmeras, mas os pais precisam conversar e chegar na melhor alternativa para que a mãe possa voltar a trabalhar. Por isso, é importante pensar nessa etapa antes de a criança nascer.

A casa

A casa na qual você mora tem espaço para uma criança? Tem quarto extra para o seu filho? Caso as respostas sejam “não”, será preciso adaptar a casa ou apartamento no qual você reside. É importante que algumas mudanças sejam realizadas no ambiente familiar de forma que tanto os pais quanto o filho fiquem confortáveis.

Além disso, é preciso que os ambientes da casa atendam todas as necessidades do bebê. Ou seja, tenha espaço para o berço, local para dar banho, espaço para os brinquedos, entre outros.

O pré-natal

Considerada uma das fases mais importantes de uma gravidez, o pré-natal precisa ser planejado com todos os cuidados. Se o seu plano de saúde é novo, verifique se você não está na carência. Para casos de gravidez, a carência é de 300 dias, somente para cobrir o parto.

Além disso, vale ressaltar que os planos não cobrem anestesista em caso de cesarianas. Dessa forma, os pais têm de arcar com esse valor a mais no orçamento ao se planejar financeiramente para ter um filho.







Mais lidos

Reembolso em planos de saúde: como funciona e como pedir
Quem nunca se consultou com um médico durante anos? E, depois teve que mudar porque ele passou a n...
Transações do mercado imobiliário superam R$472 bi no Brasil
O setor de imóveis volta a crescer em 2018. As transações do mercado imobiliário brasileiro movi...
Aprenda a driblar esses 4 inimigos do seu bolso
Administrar a vida financeira não é uma tarefa fácil, ainda mais na sociedade atual onde a todo m...
Taxas do Tesouro Direto: quais são e quanto custam
Tesouro Direto é um tipo de investimento de renda fixa. Isso significa que, ao aplicar nessa modali...
Onde conseguir crédito mais barato para seu negócio?
Para conseguir crédito mais barato é preciso muita pesquisa. Isso é fundamental para evitar o des...
Truques para cumprir metas ainda este ano
O segundo semestre de 2018 começou há pouco. E o que você fez até então? Toda aquela lista da r...




Publicidade