Conversor de moedas Transferência internacional

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Como proceder quando há extravio de bagagens

Escrito por: Rafael Massadar em 9 de agosto de 2018

Extravio de bagagens é uma dor de cabeça. Você sabe lidar com essa situação? A primeira medida que você deve realizar é a comunicação no balcão da empresa aérea contratada para a viagem.

Não esqueça, no entanto, de apresentar o comprovante de despacho da bagagem. Caso sua bagagem seja localizada pela companhia aérea, ela deverá devolve-la para o endereço informado.

O prazo máximo para a bagagem permanecer na condição de extraviada é de sete dias para voos nacionais.  Em voos internacionais, são 21 dias.

O passageiro terá direito a receber da empresa aérea um ressarcimento por gastos emergenciais, pelo período em que estiver sem os seus pertences, desde que esteja fora do seu domicílio. Vale lembrar que as empresas aéreas são responsáveis por definir a forma e os limites diários deste ressarcimento.

No caso de não localização, a companhia aérea deverá efetuar o ressarcimento no prazo de sete dias, a contar da apresentação dos comprovantes pelo passageiro.

extravio de bagagens

Pesquisa aponta queda nas taxas de extravio de bagagens

Um levantamento produzido pela fornecedora de tecnologia Sita aponta bons resultados na redução de bagagens extraviadas em viagens ao redor do mundo. O estudo diz que com um total de 3,77 bilhões de passageiros em viagens em 2016, foram 21,6 milhões de bagagens extraviadas.

O número representa uma queda de 7,2% sobre a quantidade do ano anterior, e de 54% sobre 2007, quando o total de malas que não chegaram ao destino foi de 46,9 milhões.

Consideradas em proporção pelo número total de passageiros, as bagagens extraviadas também tiveram redução considerável. No ano passado, foram 5,73 ocorrências a cada mil passageiros, número que, em 2007, era de 18,88, e no ano passado foi de 6,53.

Apesar do cenário de melhora, os custos envolvidos para a indústria recuperar e devolver a bagagem aos passageiros são grandes: totalizaram US$ 2,1 bilhões em 2016.

Bagagem violada ou avariada

extravio de bagagensExtravio de bagagens é um problema, no entanto outro infelizmente acontece com bastante frequência. É o caso da bagagem violada ou avariada.

Quando isso acontecer, procure também a empresa aérea que você utilizou para relatar o fato. Isso deve ser feito logo que constatar o problema.

Dirija-se preferencialmente no balcão da companhia. Você deve preencher o Registro de Irregularidade de Bagagem (RIB).

Além do RIB, o passageiro tem a opção de declarar os valores atribuídos a sua bagagem antes do embarque na Declaração Especial de Interesse. É necessário pagar uma taxa suplementar estipulada pela empresa, uma espécie de seguro. Neste caso, o passageiro deverá receber o valor declarado e aceito pela empresa.

A empresa aérea caso danifique sua bagagem deverá realizar os reparos da bagagem ou substitui-la por outra equivalente. No caso de violação, uma vez comprovado o dano sofrido, a empresa deverá pagar indenização correspondente ao passageiro.

E no caso do furto de bagagem?

Se a sua bagagem for furtada comunique o fato por escrito à companhia aérea. A empresa é responsável pela bagagem desde o momento em que ela é despachada até o seu recebimento pelo passageiro.

Também deve-se registrar ocorrência na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Faça isso preferencialmente dentro do próprio aeroporto.

Além disso, registre uma ocorrência na Polícia, autoridade competente para averiguar o fato. O comprovante do despacho da bagagem será necessário em ambos os casos.

Caso a companhia aérea não encontre a bagagem imediatamente, o passageiro pode exigir uma compensação financeira para a compra de itens de primeira necessidade. O valor varia de acordo com a empresa e a rota. Em voos domésticos, a ajuda de custo é de R$ 305.

No entanto, se a bagagem não aparecer em até sete dias em voo doméstico, o passageiro tem direito a receber até R$ 3.450.

Seguro de bagagem

Agências de seguro ou corretores particulares comercializam seguro para bagagem em viagens. Embora em alguns casos estejam incluídos nos chamados “pacotes turísticos”, é válido fazer um para precaver extravio de bagagens.

Em passagens aéreas, o pagamento desta proteção pode ser feito diretamente no cartão de crédito.

“Defina qual cobertura atende suas necessidades e peça que ela seja estipulada claramente no contrato”, recomenda o Procon.

Aplicativo ajuda a ficar livre de transtornos

Como já vimos, o extravio de bagagem pode causar uma dor de cabeça tremenda, tanto para o passageiro quanto para a Trackage companhia aérea. No entanto, existem  aplicativos que prometem rastrear as bagagens e enviar notificações para o celular ou qualquer aparelho móvel.

Um deles é o Trackage. Seu funcionamento é bem simples. O usuário coloca um dispositivo com GPS dentro da mala e consegue localizar seus pertences em tempo real.

Além disso, caso a bolsa seja aberta, dá para ficar sabendo onde e quando isso aconteceu. É ótimo para quem viaja com frequência.

Dica!

A identificação de bagagem é uma regra que não pode ser quebrada. Coloque uma etiqueta com informações pessoais básicas, como nome e telefones. Faça isso também na parte interna da mala. Isso porque a etiqueta que fica na alça pode rasgar ou cair.

A identificação pode ser muito útil também caso você se distraia e aconteça o extravio de bagagens, além de ajudar se a bagagem for extraviada. Assim, a chance de alguém encontrar e devolver mais rapidamente será maior.

Se a sua mala for de modelo comum, como uma bem básica e preta, por exemplo, é interessante também pensar em formas para diferenciá-la. Adesivos ou fitas coloridas são opções simples e baratas para fazer isso e você saber de longe que aquela bagagem é a sua.

Por fim, chegue ao aeroporto com antecedência. Isso evita que a correria de última hora cause confusão na hora de despachar a bagagem. O ideal é chegar duas horas antes do horário de embarque.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe um comentário

Posts relacionados

passeios gratuitos na Europa
destinos-mais-baratos-para-passar-o-Réveillon
Destinos para conhecer de carro pelo mundo
Super Bowl