Coronavírus impacta nos rendimentos da poupança?

Escrito por: Camila Miranda em 2 de junho de 2020

Que a poupança é a maneira mais tradicional e favorita dos brasileiros para guardar dinheiro nós já sabemos.

Uma pesquisa feita pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) mostrou que 88% da população ainda prefere reservar uma quantia na poupança. 

Mas, com a pandemia do coronavírus e novas reduções da taxa básica de juros, como ficam os rendimentos da poupança?

A Covid-19 pode impactar nos rendimentos da caderneta? Essas são algumas das muitas dúvidas que surgem em meio às incertezas sobre economia brasileira. 

uma lata com diversas moedas para ilustrar os rendimentos da poupança
Rendimento da poupança sente impacto com o coronavírus e as reduções da taxa de juros

Quer saber se pode haver algum impacto nos rendimentos da poupança? Então continue a leitura deste texto e saiba mais!

Como o coronavírus pode afetar a poupança?

Embora poupança e coronavírus pareçam assuntos totalmente opostos, a ameaça da pandemia da Covid-19 à saúde mundial pode sim colaborar para uma queda no rendimento do investimento financeiro mais utilizado no país. 

Isso porque o Comitê de Política Monetária do Banco Central cortou a taxa básica de juros, a Selic, em 0,75%.

Ou seja, a taxa caiu de 3,75% para 3% ao ano. Este é o menor patamar desde o início de 1996 e o terceiro corte anunciado só neste ano. A redução dos juros ocorreu em meio a inquietação sobre os efeitos do coronavírus no mundo.

O comitê argumentou, em maio, que neste momento a economia exige “estímulo monetário extraordinariamente elevado”. Além disso, deixou em aberto a possibilidade de novos cortes durante o ano.

Mas a poupança renderá menos? 

Se você tem essa dúvida, a resposta é sim. Com os juros baixos, a poupança rende menos devido a regra criada em 2012. Essa nova regra do cálculo de rendimento da poupança diz que: 

->> Quando a Selic estiver acima de 8,5%, a rentabilidade da poupança é de 6,17% ao ano. Ou seja, a poupança terá rendimento de 0,5% ao mês + a Taxa Referencial (TR); 

->> Mas se Selic for igual ou menor que 8,5% ao ano, a poupança passa a render 70% da Selic, além da TR. 

Se você deseja calcular o rendimento da sua poupança, o Banco Central disponibiliza a ferramenta calculadora do cidadão. A calculadora é responsável por fazer as contas do histórico dos rendimentos anteriores da poupança. 

+ CDB ou poupança? Saiba qual é o melhor
+ Conta Nubank rende mais que a poupança? Descubra

A inflação interfere na taxa de juros?

Ter uma economia aquecida, em geral, é bom para todos: os empresários conseguem ter mais vendas e, com isso, há mais empregos para os trabalhadores.

Em contrapartida, se há muita procura de produtos, eles podem ficar escassos e, por isso, passam a custar mais caro, gerando a inflação. 

E é aí que entram os juros. O Banco Central usa os juros como ferramenta para controlar a inflação ou, por outro lado, estimular a economia. De modo geral, acontece assim: 

–> Se a inflação estiver alta, o Banco Central sobe os juros para frear o consumo e forçar os preços a diminuírem. 

–> Quando a inflação está baixa, os juros são derrubados para estimular o consumo.

De acordo com o Banco Central, a meta para este ano é manter a inflação em 4%. No ano passado, por exemplo, a inflação fechou em 4,31% — limite da meta esperada pelo governo em 2019.

Vale a pena investir neste momento?

Com o receio por conta do coronavírus fica aquela dúvida: vale a pena apostar em algum investimento? Se você for investir a longo prazo, a resposta é: vale a pena sim! 

É normal novos investidores buscarem os investimentos que estão mais altos e valorizados no mercado.

Mas não faça isso agora! Busque investir em empresas que cresceram nos últimos meses e têm potencial a longo prazo.

A renda fixa, por exemplo, é a uma boa opção para os que são mais conservadores.

Pode ser bom investir em títulos públicos, como Tesouro Direto, Letras de Crédito (LCA – Letra de Crédito Agropecuário e LCI – Letra de Crédito Imobiliário). Há também os títulos privados, como o CDB (Certificado de Depósito Bancário).

Gostou do nosso texto? Então aproveite a visita no site e leia agora mesmo o texto “conta corrente ou conta poupança: vantagens e desvantages ” que separamos para você.

Camila Miranda

Jornalista com experiências em jornal impresso, webjornalismo e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalha com produção de conteúdo e gerenciamento de mídias sociais.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

investimentos para o segundo semestre
investir no exterior
Avaliar a liquidez do investimento é importante para saber o prazo que poderá resgatar os lucros
investimentos para o segundo semestre
investir no exterior